Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Olinda: Show de Alceu adiado para a próxima quarta-feira (1º de março)

Divulgação/ Internet
O show de Alceu Valença, que aconteceria hoje, às 22h, no Polo Bajado, na Vila Olímpica de Rio Doce, foi adiado para a próxima quarta-feira (1º), às 14h, no mesmo local. Com a mudança, o artista, que abriu o Carnaval de Olinda nesta quinta, 23, também vai fazer o encerramento da festividade. Os grupos Faringes da Paixão, Zinho e Paulina e É o Jeito, que estão na grade de programação do dia, vão se apresentar normalmente. O evento começa às 21h.

Homem da Meia Noite homenageia cultura negra com muita irreverência em Olinda

Homem da Meia Noite desfila no 85 de tradição. Foto: Arquimedes Santos/ Prefeitura de Olinda
Com o tema “Negro Rei”, o Homem da Meia Noite saiu irreverente pelas ladeiras de Olinda em mais um tradicional desfile. O calunga que completou 85 anos de história e de cultura, homenageou este ano, a resistência negra e a cultura do Terreiro de Xambá.
Quem ficou até a madrugada para conferir o desfile nas ruas do Sítio Histórico caiu na folia junto com o anfitrião e ficou encantado com a beleza da vestimenta do Boneco e da alegria contagiante. O tradicional desfile do Homem da Meia Noite sai pontualmente a meia noite do sábado de Zé Pereira.

Sábado de Zé Pereira: Sport assume liderança do grupo C da Copa do Nordeste

O Sport venceu ontem o River por 2x1, na noite do sábado de Zé Pereira (25), no Piauí, assumindo a liderança do Grupo C da Copa do Nordeste.


Em Olinda, prefeitura promove Carnaval inclusivo e previne exploração do trabalho infantil

Foto: Prefeitura de Olinda
Inclusão e preservação de direitos são palavras chaves da folia de Momo em Olinda. Pensando nisso, a Secretaria de Desenvolvimento Social, Cidadania e Direitos Humanos da cidade disponibilizou dois espaços na Praça do Carmo, que fomentam o exercício da cidadania. Um deles possibilita que pessoas com deficiências (física, intelectual, visual e auditiva) ou com mobilidade reduzida acompanhem de pertinho a festa de forma saudável e segura. No outro, crianças e adolescente- filhos de comerciantes, catadores e ambulantes envolvidos com o Carnaval-, tenham a segurança garantida e não entrem para as estatísticas do trabalho infantil.
O Camarote da Acessibilidade funciona do sábado até a terça-feira do Carnaval. De 9 às 16h, o espaço atende 100 pessoas por dia e conta com uma estrutura sinalizada, rampas de acesso e corrimões, banheiros adaptados para cadeirantes, e, a partir do domingo, audiodescrição para deficientes visuais e intérprete de libras para deficientes auditivos.  Maria Jusenar e José Andrade Junior são pais da jovem com necessidade especial Thalyta Prestrelo que adora o Carnaval, e ressaltam que estão muito felizes com o espaço. “Bem organizado, acessível e bem confortável, atende nossas necessidades”, conta a pai da foliã.
Já o Folia Cidadã, espaço que funciona de 10 às 22h, no Sítio de Seu Reis, no Parque do Carmo, oferece quatro refeições, atividades recreativas e oficinais para crianças de dois a 17 anos.  De sábado a terça-feira, a expectativa das coordenadorias é receber cerca de 100 pequenos cidadãos por dia. Adriana Vera Cruz é recreadora e está trabalhando no local. “As crianças estão nos recebendo muito bem e participando de tudo”, conta.

Polo Infantil de Olinda garante a festa dos pequenos foliões


“Tínhamos uma viagem marcada, mas adiamos para que nossa filha pudesse curtir esse polo”, contou Tatyana Vasco, mãe da pequena foliã Laysa Vasco, 4 anos, enaltecendo que o Polo Infantil Palhaço Chocolate, na Praça do Carmo, já é sucesso no primeiro dia de Carnaval. Os pequenos estão aproveitando gratuitamente um espaço com 10 brinquedos, shows, oficinas, além de recreadores. São 20 funcionários trabalhando de 9 às 16h.

Na área das oficinais é possível fazer um pandeiro para levar para casa e, além disso, a customização de fantasias, maquiagem e pintura. Pula-pula, cama elástica e piscina de bolas, são alguns dos brinquedos disponíveis para reforçar a diversão.

Luciene Maia, mãe do Henry é moradora do bairro de Amaro Branco e ressalta a alegria de ver seu filho brincando no espaço. “Meu filho tem cinco anos e desde que ele era bebê trazemos ele aqui e posso dizer que esse foi o melhor evento, ele tá bem à vontade, curtindo todas as atrações”. “Estou gostando de tudo, está bem legal”, o folião mirim reforça o que a mãe falou.

Os foliões de primeira viagem também estão curtindo o espaço. “Esse é o primeiro Carnaval da nossa pequena e o espaço é perfeito para ela. Muito organizado, com muita sombra e muitas atrações para todas as idades”, relatou a foliã Gisele Ruy, mãe da Alice de um ano.

Vanessa da Mata canta no Marco Zero hoje à noite

Foto: Divulgação

Polo Marco Zero

  • 20h - Orquestra Ppopular Do Recife E Maestro Ademir Araujo
  • 21h20 - Coral Edgard Moraes e Nena Queiroga
  • 22h40 - Vanessa Da Mata
  • 23h59 - Lenine
  • 1h20 - Gaby Amarantos

Homem da Meia-Noite desfilará à meia-noite em Olinda

Por Folha de Pernambuco


O domingo começa com o saudoso desfile do Homem da Meia Noite, à meia noite. Esse deve ser o dia menos movimentado em Olinda, porque muita gente vai acompanhar o desfile do Galo da Madrugada, no Recife. E o domingo (26) é o dia em que serão exibidas as fantasias mais caprichadas no bloco Enquanto Isso, na Sala da Justiça. Na terça-feira (28), ocorre o famoso o encontro de bonecos gigantes de Olinda, que reunirá 80 deles numa concentração no Largo do Guadalupe.

Feliz Aniversário Andrea Matuta!




Andrea Matuta, que neste dia especial

apenas a alegria, o amor e as boas 
energias toquem seu coração.


Parabéns pelo seu aniversário amiga, são

os votos sinceros do amigo de sempre José 
Carlos Alves e família 

25/02/2017

OLINDA CONTA COM ESQUEMA ESPECIAL DE SAÚDE PARA ATENDER FOLIÕES DURANTE O CARNAVAL

Algumas ambulâncias do SAMU estarão colocadas em pontos estratégicos para facilitar o deslocamento no atendimento de urgências


A Secretaria de Saúde de Olinda está com esquema especial montado para garantir a assistência de urgência e ações de prevenção e promoção à saúde dos foliões durante os quatro dias de Carnaval na cidade. Em parceria com o Hospital do Tricentenário, um posto avançado foi montado na Policlínica Barros Barreto, no bairro Carmo, que funcionará das 7h do sábado (25) até às 7h da quarta-feira (01/03).

O Posto de Atendimento também será o local de concentração da Diretoria de Vigilância em Saúde, que agregará os serviços de promoção e prevenção. São as coordenações das equipes da Vigilância Sanitária, IST/AIDS, Epidemiologia e do Centro de Vigilância Ambiental de Olinda (Cevao), que vão monitorar as equipes que estarão trabalhando nos focos da folia.

O secretário de Saúde de Olinda, Eud Johnson, avalia que o posto de atendimento na Policlínica vai tornar mais rápida a assistência ao folião. “Além do serviço que funcionará 24 horas do sábado até às 7h da quarta-feira, duas ambulâncias do Hospital do Tricentenário, uma básica e outra do tipo UTI, estarão na Policlínica Barros Barreto para transporte de pacientes”, explicou. O gestor adianta ainda que durante os dias de folia a unidade terá também uma equipe de técnicos que realizará Testagem Rápida de HIV, das 12 às 18h.

A Vigilância Sanitária, que nas prévias capacitou os ambulantes e fiscalizou o comércio formal e informal da cidade, estará em atividade durante todo o Carnaval. Três barreiras sanitárias (Bairro Novo, Varadouro e Bonsucesso) serão montadas às 4h da madrugada para inspecionar a entrada dos alimentos que serão comercializados em bares, lanchonetes e meios de hospedagens.

Pela primeira vez, uma equipe do Cevao estará trabalhando no controle do Aedes Aegypti com a identificação e eliminação de criatórios. Os agentes também vão supervisionar e aplicar raticida em lugares estratégicos, controlar a qualidade da água para consumo humano e fiscalizar o programa de descarte de resíduos.

A Coordenação da Epidemiologia irá monitorar as Doenças Transmitidas por Alimentos (DTA) e Doenças Diarreicas Agudas (DDA); bem como realizar bloqueio vacinal de possíveis surtos de doenças infecciosas, além de notificar doenças.

Já a Coordenação das IST/AIDS estará com agentes educativos em atividades de promoção à saúde distribuindo preservativos e incentivando a cultura de paz junto aos foliões, bem como orientando sobre a realização do teste rápido de HIV.  A equipe recebeu cerca de 600 mil preservativos para serem distribuídos durante os quatro dias de Carnaval. 

SAMU-192 – O Serviço Médico de Urgência (SAMU), regulado pela Base Metropolitana/Recife, vai disponibilizar viaturas da Base Olinda em pontos estratégicos para agilizar o atendimento ao folião em casos de emergência. A festa também vai contar com a nova unidade de UTI móvel enviada pelo Ministério da Saúde para o SAMU de Olinda. Confira abaixo os pontos que vão contar com as ambulâncias do SAMU e os endereços das unidades de saúde:

Alto da Sé: das 7h às 18h, de 25 à 28/2;
Polo Salgadinho: das 17h às 22h, 25/02;
Prefeitura (rua General Meira Vasconcelos): 25/02
Bonsucesso (em frente ao Homem da Meia Noite): das 7h às 16h, 26 à 26/2;
Polo Rio Doce/Vila Olímpica: das 17h às 22h, 25 e 26/02;
Bonsucesso/Largo do Amparo: 24 hora, 25/02
Prefeitura: 24 horas, de 26 a 28/02;
Carmo (Praça Maxambomba): 24 horas, 25 à 28/02.

SERVIÇOS 24H:
Serviço de Pronto Atendimento (SPA) Adulto e Infantil
Endereço: Rua Oscar Carneiro, s/n - Peixinhos
Fone: 3305-6315 / 3426-4662

Hospital Tricentenário
Endereço: Rua Farias Neves Sobrinho, 232 - Bairro Novo
Fone: 3429-2964 / 3429-2622
UPA - Olinda
Endereço: Rodovia PE 15 - KM 02 - Cidade Tabajara.
Fone: 3184-4310.

Galo da Madrugada: Geraldinho Lins acerta o passo para o Carnaval 2017

Cantor é um dos artistas que se apresentam no desfile do Galo da Madrugada


O cantor e compositor Geraldinho Lins já está a todo vapor para arrastar a multidão de foliões pelas principais ruas do Centro do Recife. O artista é um dos destaques do desfile do maior bloco carnavalesco do mundo, o Galo da Madrugada, que este ano vai homenagear Alceu Valença e Jota Michiles. Para a apresentação, Geraldinho Lins vai levar um repertório inspirado na música popular pernambucana, com muito frevo, maracatu, caboclinho e coco, além de canções de Alceu Valença, Jota Michiles, Almir Rouche e outros. “Sempre fui apaixonado pelo Galo e foi através dele que meu trabalho começou a ser solicitado para o Carnaval”, afirma Geraldinho Lins. Este ano, Geraldinho vai fazer um dueto com a cantora e atriz Lucy Alves.

A história de sucesso de Geraldinho Lins com o Galo da Madrugada teve início em 2005, quando, de cima de um dos trios elétricos que participaram do desfile, o cantor fez a multidão vibrar ao som de um repertório que unia o frevo a alguns de seus sucessos, interpretados em uma levada mais agitada. Quatro anos depois, sua apresentação já era considerada destaque do desfile do Galo. Foi nesse ano que Geraldinho Lins recebeu como convidados em seu trio elétrico os cantores Elba Ramalho e Toni Garrido e apresentou a canção “O Brilho do Galo”, composta em homenagem ao Galo da Madrugada e a seu fundador, o carnavalesco Enéas Freire.

Além do desfile do Galo da Madrugada (sábado, 25), Geraldinho Lins vai estar presente na programação das principais festas de Carnaval do estado, a exemplo dos festejos da cidade de Bezerros (sábado, 25) e do Recife (segunda, 27). O cantor se apresenta ainda nas festas de Salgueiro (domingo, 26) e Feira Nova (terça, 28). A agenda completa do artista pode ser conferida no site www.geraldinholins.com.br

História – Nascido Geraldo Pereira Lins Filho, na cidade de Serra Talhada, o primeiro contato de Geraldinho Lins com a música aconteceu aos 13 anos de idade, ao ganhar um violão de sua mãe. Sua paixão pelo forró viria alguns anos mais tarde, quando a família residia em Caruaru. Foi na Capital do Forró que Geraldinho conheceu o Trio Nordestino e seu tradicional forró pé de serra, selando uma paixão que está distribuída em mais de 200 canções de sua autoria, que incluem ritmos como xote, baião, caboclinho, frevo de bloco e frevo rasgado.

Sua primeira banda, a Flor da Pele, foi formada por amigos de colégio. Em seguida, veio a Quenga de Coco, grupo com o qual Geraldinho Lins se apresentou em diversos locais do País. Nos últimos dez anos, o artista tem atuado em carreira solo, conquistando fãs em todo o Nordeste, com shows da Bahia ao Maranhão, bem como outras capitais, a exemplo de São Paulo e Rio de Janeiro – cidades onde o artista bateu recorde de público em todos os shows.

As apresentações não têm se limitado ao território nacional. Em janeiro, Geraldinho levou seu forró à Europa em uma miniturnê na Alemanha. Desde 2013, o músico vem desenvolvendo esse trabalho que contempla o intercâmbio com músicos e produtores europeus e brasileiros que divulgam o forró na Europa, já tendo tocado em países como França, Portugal e Suíça.

Geraldinho Lins está à frente de uma equipe de 20 profissionais, entre técnicos, produtores e roadies. Sua banda é formada por Sandro Pick (bateria), Sandro Araras (percussão), Saulo Alves (contrabaixo), Edi do Acordeon (sanfona), Marquinhos Casa Amarela (zabumba), Daniel Félix (teclados) e Kiel Hernandez (guitarra). O artista possui 16 CDs lançados, nove deles na carreira solo; e três DVDs.

Confete, serpentina e muita alegria fizeram parte do Bloco da Educação no Paulista

Foto: Almir Martins
Alunos da rede municipal do Paulista deixaram o Centro da cidade mais colorido e repleto de folia na manhã desta sexta-feira (24.02). O 1º ano do “Bloco da Educação, Juntos na Folia” botou todo mundo para dançar ao som de muito frevo e maracatu. A ação, que tem o objetivo de reunir estudantes e profissionais da educação, em comemoração ao Carnaval, também contou com concursos de fantasias e melhor estandarte.
A pequena Maria Clara Nascimento, 10 anos, revelou que estava ansiosa e contando as horas para desfilar no bloco. “Quase não conseguir dormir essa noite pensando em usar minha fantasia de grega. Adoro carnaval e esse bloco está sendo o melhor que já fui”, disse. A animação do desfile ficou por conta da Banda Aristides Borges e do Grupo de percussão Atos de Resgaste, que fizeram o povo ferver cantando canções como, “Morena Tropicana e “ Vassourinhas”. 
Animado e cheio de energia o secretário de Educação, Carlos Junior, ressaltou que a ideia da festividade é mostrar para as pessoas que a Festa de Momo pode ser brincada em paz. “Carnaval é festa e alegria. Estamos aqui hoje reunidos e felizes com essas crianças mostrando que o Carnaval tem que ser festejado de maneira sadia e segura. O 1º ano do desfile está sendo um sucesso e com certeza continuará acontecendo no município”, finalizou.

Clube das Pás promove Baile do Zé Pereira este sábado (25) de Carnaval

Evento, que acontece a partir das 21h, contará com show da Orquestra de Frevo Continental

O Clube das Pás promove o Baile do Zé Pereira, neste sábado (25) de Carnaval, a partir das 21h, com show da sua orquestra de frevo, intitulada Continental.

Os ingressos custam R$ 20 (homem) e R$ 10 (mulher e meia-entrada), disponíveis na bilheteria da sede da entidade. O Clube Carnavalesco Misto das Pás fica na Rua Odorico Mendes, 263 - Campo Grande, Recife. Mais informações pelos telefones (81) 97111-1649 e (81) 3242-7522. 

Serviço:

Baile do Zé Pereira
Sábado (25) | 21h
Local: Clube das Pás, na Rua Odorico Mendes, 263 - Campo Grande, Recife
Ingressos: R$ 20 (homem) e R$ 10 (mulher e meia-entrada)
Informações: (81) 97111-1649 e (81) 3242-7522

Com orçamento enxuto, Carnaval do Paulista aposta nos blocos de bairro e artistas da terra para fortalecer a cultura popular da região

Mantendo a tradição de apoiar os blocos de bairro e os artistas da terra, o Carnaval 2017 do Paulista promete animar os foliões e fortalecer a cultura popular da região. Mesmo diante de um cenário de crise econômica, a Prefeitura do Paulista não mede esforços para realizar a festa, que terá um custo reduzido, graças às parcerias e os ajustes financeiros realizados pela Secretaria Municipal de Turismo e Cultura. Neste ano, o investimento nos festejos de Momo será de R$ 500 mil.
Parcerias com o Governo Federal, através do Ministério do Turismo; do Governo de Pernambuco, por meio da Empetur e da Fundarpe; além do incentivo da iniciativa privada, através do patrocínio das empresas Turquesa, Inove Life, e do Banco Bradesco, foram fundamentais para viabilizar a realização do evento na cidade.
Em 2017, a gestão municipal está apoiando as agremiações com carro de som, trios elétricos, mini trios, além de orquestras de frevo. Ao todo, 40 blocos serão apoiados pela prefeitura para fazer a animação nos quatro cantos da cidade, descentralizando a folia e valorizando as diversas manifestações culturais.   

HOMENAGEADO
O cantor pernambucano Ed Carlos será o grande homenageado do Carnaval do Paulista 2017. A escolha por parte da Secretaria Municipal de Turismo e Cultura se deu pela forte ligação que o artista possui com a cultura da cidade. Com mais de duas décadas de carreira, ele já apoiou e participou de diversos eventos no município, sempre enaltecendo as tradições e raízes culturais da região. Embora seja figura marcante, Ed Carlos ainda não havia recebido um convite dessa natureza.
“Ao longo da minha trajetória artística, recebi alguns prêmios e homenagens, mas esse convite foi muito especial. Estou bastante feliz por esse reconhecimento da prefeitura”, comentou o cantor, que no ano passado abriu as festividades de Momo na cidade ao lado do prefeito Junior Matuto.
Ed Carlos tem 48 anos, nasceu no Recife, mas escolheu Paulista para morar. O cantor já residiu nos bairros de Maranguape I, Paratibe e, atualmente, está em Pau Amarelo. Há mais de 30 anos na cidade, Ed Carlos se tornou referência para os artistas locais e do Litoral Norte, defendendo a tradição da Ciranda e demais manifestações culturais da região. Algumas músicas do cantor exaltam Paulista e suas belezas naturais, como a Praia de Maria Farinha.

FOLIA CARNAVALESCA
Desta sexta-feira (24.02) até a Quarta-feira de Cinzas (1º.03), Paulista terá animação em diversos pontos da cidade. A brincadeira promete agradar todas as idades. Confira alguns blocos:

SEXTA-FEIRA (24):
Bofe de Elite – Arthur Lundgren 2 Baixo – às 19h;
Rua Petrolina, próxima à Escola Municipal Prof. Rubenita Cavalcante   

Fundo de Quintal – Vila Torres Galvão – 19h;
Em frente ao antigo Bar do Coelho.

DOMINGO (26.02):
Salsichão – Mirueira – 10h;
Campo do Rivaldão

Pelada do Sururu – Jardim Maranguape – 10h;
Terminal de Ônibus

Virgem Pelada – Jardim Velho/Paratibe – 16h;
Em frente ao SESI de Paratibe

Paranóia – Jardim Paulista – 17h;
Estação Elevatória da Compesa.

SEGUNDA-FEIRA (27.02):
Os PlayBoys – Arthur Lundgren 1 – 10h;
Lava-jato Paulista

As Katraias – Pau Amarelo – 10h;
Próximo ao Bar do Daniel

Caramelo (bloco infantil) – Paratibe – 16h;
Campo do Mangueirão

TERÇA-FEIRA (24.02):
As Melindrosas – Eng. Maranguape – 10h;
Próximo a Escola Estadual Maestro Nelson Ferreira

Bloco do Palhacinho – Jardim Paulista – 16h;
Próximo ao posto de combustíveis desativado

QUARTA-FEIRA DE CINZAS (1º.03):
Bacalhau na Vara

O Bloco Bacalhau na Vara – considerado um dos maiores da Região Metropolitana do Recife – animará uma multidão pelas ruas do bairro de Paratibe, na Quarta-feira de Cinzas (1º.03). A concentração está marcada às 10h, na Avenida Lindolfo Collor, em frente à sede da agremiação.
Um efetivo de 600 homens ficará encarregado de manter a ordem e garantir tranquilidade ao longo do percurso do Bacalhau. O contingente conta com profissionais do 17º BPM, Guardas Municipais, Agentes de Trânsito, Bombeiros Civis, além de seguranças privados.  
Ao todo, nove trios elétricos animam a festa, que terá shows com artistas locais e da região. Maestro Spock é atração confirmada. Confira os demais artistas que animam o desfile do bloco:
Ed Carlos (grande homenageado) / Almir Aviles / Ana Alves / Ricardo Alegria / Carlinhos Caetés / Mil Milhas / Ynove / Cristiano Diniz / Neto e Diego / Bolsa de Madame.

ENCONTRO DE BLOCOS LÍRICOS
Um grande encontro de blocos líricos será realizado no segundo domingo de março, dia 12, no bairro do Janga. A programação faz parte dos atrativos da feira de artesanato e de comidas típicas Arte na Orla. As agremiações carnavalescas vão desfilar pela Avenida Beira-mar, na altura da Praça das Quatro Torres, agitando moradores, comerciantes e turistas. Oito blocos líricos farão parte da animação. 

Especialista dá dicas de maquiagem para o Carnaval

Instrutora dos cursos livres de beleza do Senac EAD fala sobre as cores, textura, tons e técnicas em geral para os foliões

Uma das festas mais populares e representativas do país, o Carnaval brasileiro é sinônimo de alegria, folia e beleza. Seja qual for o enfeite ou fantasia, todos querem fazer bonito nos blocos ou avenida. Por isso, para se divertir e acertar na escolha da maquiagem, Bruna Lorena de Lima, instrutora de cursos livres de beleza do Senac EAD, oferece dicas para quem deseja caprichar na produção e ficar impecável durante a festa.

Segundo ela, é recomendável que a maquiagem seja à prova d’água, principalmente, o lápis para os olhos, base facial e máscara de cílios. Para os lábios, batons de textura matte (efeito seco) são ótimas escolhas porque possuem cores intensas e grande durabilidade.

Para aproveitar a comemoração, a estratégia é não ter medo de ousar nas cores e combinações. “O glitter é uma ótima escolha para compor o look de carnaval”, considera Bruna Lima.

Cores e pele – não existem regras, mas cada tipo de pele pode ganhar ainda mais destaque quando aliado às escolhas de tons. “Por exemplo, as cores quentes como laranja, marrom, dourado, bronze dão um destaque maior para loiras”, avalia Bruna. Morenas e orientais, segundo ela, ficam melhores em tons de vermelho, azul e preto. Já as ruivas “devem evitar o amarelo devido ao subtom da pele e priorizar o lilás, grafite, preto e também os tons de rosa”. Para as negras, a sugestão é investir no rosa, vinho, preto, azul, vermelho e berinjela.

Mas quem pensa que uma maquiagem muito intensa nos olhos pede um batom mais neutro, está enganado. A instrutora garante, o batom neutro é uma escolha assertiva quando os olhos já estão bem marcados. “Mas não quer dizer que não posso ousar nos lábios e nos olhos”, afirma e complementa: “na hora de fazer a maquiagem de Carnaval, é interessante testar várias cores e identificar se não tem muita informação no look”.

Cílios postiços – companheiros em diversas ocasiões, incluindo no Carnaval, os cílios postiços dão destaque aos olhos. Existem no mercado opções personalizadas e, de acordo com Bruna, os adereços com strass se encaixam perfeitamente à ocasião. “Porém, se as pessoas têm sensibilidade, a cola para fixação dos cílios pode irritar a região dos olhos, então seria melhor testá-los dias antes”, considera.

Outra preocupação dos foliões é como a maquiagem vai reagir ao calor do verão. Bruna Lorena de Lima alerta que para manter a qualidade deve preparar a pele com limpeza, tonificação e hidratação. Além de usar um bom primer facial e base é indicado utilizar fixadores de maquiagem. “Os lencinhos que ajudam a retirar a oleosidade da pele sem estragar a maquiagem são ótimos nesses momentos”, emenda.

Filtro solar – mas atenção, a maquiagem com proteção solar não substitui o uso do filtro solar. “É necessário incluir na rotina e usá-lo junto com a maquiagem”, afirma Bruna. O bloqueador é muito importante para ajudar na proteção da pele das radiações UVA e UVB, além de prevenir o envelhecimento precoce, manchas e até mesmo câncer de pele. “Sendo assim, depois de limpar, tonificar e hidratar, aplique o protetor solar e depois os produtos de maquiagem”.

Mais uma recomendação da instrutora é que a pessoa com a pele sensível precisa ter orientações constantes de um médico dermatologista para o diagnóstico de possíveis alergias de determinados componentes presentes nas maquiagens. “O que a pessoa precisa escolher é o tipo de produto que poderá usar conforme a sua composição”, lembra Bruna.

Look sem gastar muito – além dos cuidados necessários e da harmonização de cores e tons, Bruna Lima afirma que é possível montar um ótimo look sem gastar muito. “Existem produtos nacionais e importados com preços muito acessíveis. É necessário pesquisar bastante e fazer muitos testes, caso não conheça a qualidade desses produtos. Aproveite e analise a cor, textura e qualidade”.

Sobre o Senac EAD
Com mais de 70 anos de atuação em educação profissional, o Senac foi pioneiro no ensino a distância no Brasil. A primeira experiência nesta modalidade se deu em 1947 com a Universidade do Ar, em parceria com o Sesc, que ministrava cursos por meio do rádio.

Em 2013, com o lançamento do portal Senac EAD, a instituição ampliou a sua atuação em todo o país. Hoje, oferece um amplo portfólio de cursos livres, técnicos, de graduação, pós-graduação e extensão a distância, atendendo todo o país e apoiados por mais de 289 polos presenciais para avaliações.

No ano passado, o Centro Universitário Senac, modalidade EAD, obteve nota máxima, 5, da comissão de recredenciamento do MEC.

Acesse a programação completa de cursos do Senac EAD em www.ead.senac.br. Há também uma programação diversificada de cursos presencias que pode ser conferida em www.senac.br.

Mais 12 ônibus assaltados em Pernambuco. Foram 606 este ano

| Texto: Diario de Pernambuco| 

Doze ônibus foram assaltados em Pernambuco nessa quinta-feira (23/02). Três casos em Olinda, três em Jaboatão dos Guararapes, dois no Recife, dois em Paulista, um em Abreu e Lima e um em Iati, no Agreste do estado. De acordo com o Sindicato dos Rodoviários, de 1º de janeiro até ontem foram registrados 606 assaltos a ônibus. Em todo o ano de 2016 foram 1.916 casos. Em fevereiro deste ano foram 261 ocorrências, contra 75 no mesmo mês em 2016.

Imagem meramente ilustrativa. Divulgação internet.

Ontem, uma tentativa de assalto a ônibus terminou com o suspeito morto na Avenida Ayrton Sena, em Piedade, Jaboatão dos Guararapes, Região Metropolitana do Recife (RMR). De acordo com policiais do 6º Batalhão da Polícia Militar, um passageiro teria reagido, matando o assaltante a tiros. Duas viaturas da PM foram para o local. O crime aconteceu por volta das 11h10 da manhã desta quinta-feira, em uma das avenidas mais movimentadas de Jaboatão.

O caso está sendo investigado pela delegada Beatriz Leite, titular da Delegacia de Homicídios. No local, ela disse que, de acordo com os depoimentos de testemunhas, o suspeito entrou no coletivo no Cais de Santa Rita, centro do Recife e pagou passagem normalmente. "O motorista do coletivo disse que ouviu de três a quatro disparos, mas que achou que se tratavam de fogos, porque o coletivo estava com miuitos jovens. Ele disse que ao ver algumas mulheres e a cobradora assustada, abriu as portas e todos os passageirps desceram. Ele nçao havia se dado conta de que um assalto. A pessoa que fez o disparo seria um policial a paisana, mas não sabemos se militar, civil... Esperamos que ele se apresente para prestar depoimento", disse a delegada, acrescetando que o policial teria sido ferido na cabeça e sido socorrido em um carro branco. O local foi periciado pelo Instituto de Criminalística (IC) e Instituto Tavares Buril (ITB).

FUNASE recebe pontuação máxima em transparência


Mantendo o compromisso de fomentar a cultura da transparência, a Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) recebeu nota máxima na divulgação dos seus dados públicos, em atendimento à Lei de Acesso à Informação, que em Pernambuco foi regulamentada por meio da Lei nº 14.804, de 29 de outubro de 2012 e do Decreto nº 38.787, de 30 de outubro de 2012. Ao todo, 67 órgãos e entidades públicas do Poder Executivo Estadual foram avaliados pela Secretaria da Controladoria-Geral do Estado (SCGE). Destes, 16 obtiveram a nota máxima, entre os quais está a Funase.  

A avaliação é feita anualmente e toma como base os conteúdos disponibilizados na Página de Acesso à Informação. Por meio dela o público pode ter acesso livre a diversos conteúdos da instituição, informações referentes ao recebimento e à destinação dos recursos públicos por ela recebidos, assim como saber mais sobre a sua estrutura organizacional, competências, ações e programas, licitações, contratos, detalhamento dos servidores e etc.

“Ficamos muito felizes com o resultado e vimos com isso que todos os esforços valeram à pena. É um esforço constante e diário, feito em conjunto com todos os que fazem parte da instituição. Essa é uma satisfação que é dada ao público, que pode se inteirar de tudo o que é feito pela Funase. O nosso desafio e meta é continuar nesse caminho, o que dá ainda mais credibilidade ao trabalho desenvolvido pela instituição”, destacou a responsável pelo Monitoramento de Acesso à Informação da Funase, Vilma Belfort.

A divulgação dessas informações de interesse coletivo é feita de acordo com os critérios definidos pela LAI e a avaliação da SCGE é norteada pela publicação de informações previstas no Decreto 38.787/12. O resultado completo da avaliação pode ser conferido no Portal da Transparência (www.portaldatransparencia.pe.gov.br), por meio do banner “Lei de Acesso à Informação – LAI” e em seguida clicando na aba “Avaliação das Páginas de Acesso à Informação”. Já a página de Acesso à Informação atualizada pela Funase, pode ser acessada na aba “PE e o Acesso à Informação”.

CAMAROTES PRIVADOS AVANÇAM SOBRE CALÇADAS, RUAS E PRAÇAS PÚBLICAS DO RECIFE

O prefeito Geraldo Julio (PSB) disse recentemente que não havia camarotes privados no Marco Zero. Sua assessoria o corrigiu: não existiriam camarotes privados ocupando espaços públicos. Erraram os dois, o prefeito e seus assessores. O principal polo popular do Carnaval do Recife está cercado por camarotes privados que avançam sobre espaços públicos por todos os lados.

Foto: Marco Zero Conteúdo


Exemplos são o Camarote da Skol (no prédio da Associação Comercial de Pernambuco) e o Camarote Palácio do Antigo (ex-Santander Cultural). Embora ocupem prédios privados, eles avançam sobre as calçadas em frente dos edifícios, forçando os pedestres a caminhar pela rua. O puxadinho cria uma espécie de varanda, lugar privilegiado desses camarotes VIP's. Lugar público, diga-se de passagem, ocupado pela iniciativa privada.






No próprio espaço da praça do Marco Zero, o maior de todos os camarotes locais, o do restaurante Seu Boteco, também avança alguns bons metros sobre a área. Os organizadores alegam que o espaço pertence ao próprio restaurante e que a área pública municipal se resume ao perímetro central do Marco Zero. Curiosamente (ou não) há três anos o palco central da praça, montado pela Prefeitura do Recife, mudou de lugar, garantindo aos “clientes-foliões” do Seu Boteco uma visão frontal para os shows pagos com recursos públicos, mesmo privilégio dos clientes dos camarotes Skol e do Palácio do Antigo.

Frequentar um desses camarotes privados que avançam sobre as calçadas públicas não é para qualquer um. O camarote Skol está aberto apenas para convidados. Tem espaço de bar, salão de beleza, praça de alimentação e shows. Nada menos do que 12 artistas se apresentarão na área interna. O camarote Palácio do Antigo, que “estreia” em 2017, segue a mesma linha do vizinho: open bar, buffet, spa e shows privativos ao vivo. Aberto também apenas para convidados. Já a entrada no Camarote Seu Boteco custa entre R$ 280,00 (mulheres) e R$ 300,00 (homens) por dia.
A prática de avançar sobre as calçadas públicas não é monopólio de camarotes privados. O mesmo expediente é praticado no Camarote instalado no prédio federal da Caixa Cultural. Bem ao lado dos camarotes da Skol e do Palácio do Antigo.
A cerca de 500 metros dali o Camarote Parador (que vende 4 mil ingressos por dia entre R$ 270,00 e R$ 350,00 cada um) ocupa espaço público pertencente ao Estado, mas arrendado a um consórcio privado, que subloca o terreno em local privilegiado para outro grupo empresarial. Os tapumes metálicos do Parador também invadem parte do espaço de passagem dos pedestres. Do lado de fora, 40 banheiros químicos instalados pelo Poder Público vão atender aos clientes da Casa de Shows. Pesam ainda sobre o erário o reforço na segurança pública e no ordenamento de trânsito do local.
O avanço do interesse privado sobre o espaço público é ainda maior no trajeto do desfile do Galo da Madrugada. Cerca de 70 metros de uma das faixas da Avenida Dantas Barreto estão tomados por uma megaestrutura de luxo do Camarote Spettus (ingressos a R$ 500,00). Numa das áreas por onde mais circulam ônibus no Recife e o comércio ambulante impera, o caos comum de todo dia se transformou em inferno para os pedestres e usuários de transporte público com a instalação do camarote VIP. Eles não só perderam metade do espaço de circulação na própria avenida, como toda a calçada central foi também tomada pelo camarote privado.
Curioso é que a poucos metros dali, há três anos, a Rede Globo teve que desmobilizar o Camarote montado durante 15 Carnavais na Praça da Independência, pressionada por entidades civis que reclamavam da ocupação indevida do espaço público. Agora, tudo se repete com o Camarote Spettus em seu terceiro ano de funcionamento.
Na Praça Sérgio Loreto, no Bairro de São José, o esquema é o mesmo. Dividida ao meio pela Rua Imperial, a Praça é completamente ocupada dos dois lados por camarotes privados. Num lado, o Camarote Oficial do Galo e o Camarote do Downtown (R$ 320,00 o ingresso individual), do outro 66 camarotes pertencentes ao Galo e vendidos ao público por valores entre R$ 7 mil e R$ 9 mil. Com 20 lugares cada um. As instalações privadas ocupam toda a praça e avançam pelas calçadas. Aos pedestres, restam as ruas e o buzinaço dos motoristas irritados que não querem dividir o espaço dos seus automóveis com os sem-calçadas.
Em todo o trajeto da Rua Imperial e da Avenida Sul, por onde se realizará o desfile do Galo, no sábado (25), é possível constatar a tomada de calçadas por camarotes privados instalados para dar “conforto e visão privilegiada” aos foliões dispostos a gastar entre R$ 160,00 e R$ 500,00. O maior deles nesta região é o Camarote do Balança a Rolha, situado embaixo do Viaduto Capitão Temudo. Ao lado, o Camarote Estação Frevo ocupou boa parte da faixa de circulação dos pedestres, num local onde os carros trafegam em alta velocidade.
Na Avenida Sul, o Camarote Privado Partiu Galo, não satisfeito em ocupar com a sua estrutura todo o espaço das calçadas ainda criou um improvisado estacionamento de veículos cercado por grades em plena Avenida Sul. Sem fiscalização, os abusos não parecem ter limites. Sem transparência, a sociedade fica sem saber com clareza quem está lucrando com tudo isso.
Os terrenos públicos ocupados por camarotes privados na Avenida Dantas Barreto, Praça Sérgio Loreto e Avenida Sul são cedidos pela Prefeitura do Recife por meio de “termo de permissão de bem público de uso comum do povo” ao Galo da Madrugada, que os subloca para outras empresas privadas fazerem a exploração da venda de ingressos e bebidas. Em troca, a Prefeitura recebe 20% do espaço publicitário de divulgação nas fachadas do Camarote Oficial do próprio Galo.
Numa cidade conhecida nacionalmente pelo Carnaval popular e democrático, uma pergunta fica no ar: os interesses privados estão prevalecendo sobre o interesse público no Recife?

Blocos Patusco e Patusquinho desfilam nas ladeiras de Olinda no Carnaval

O Bloco Patusquinho desfila no sábado (25) de Zé Pereira, às 14h, com saída do Polo Infantil, na Praça da Preguiça, em Olinda. O bloco contará com 45 crianças, moradoras da comunidade da Ilha do Maruim - em Olinda - e filhos dos integrantes do Bloco Patusco.

Percurso: Polo Infantil, na Praça da Preguiça, Pátio de São Pedro, Prudente de Morais, Quatro Cantos e Rua do Amparo.


Bloco Patusco desfila nas ladeiras de Olinda no domingo e na terça-feira de Carnaval
Saída será às 8h59, da Casa do Patusco, na Rua do Amparo; repertório traz novidade, a canção autoral “Show, alegria e paixão”


Tradição há 55 anos no Carnaval, o Bloco do Grupo Anárquico Místico Carnavalesco Patusco desfila pelas ladeiras de Olinda no domingo (26) e na terça-feira (28). Nos dois dias de folia, o grupo sairá ás 8h59 da Casa do Patusco, localizada na Rua do Amparo (ao lado da Igreja de Nossa Senhora do Amparo). O local continua sendo o quartel general do Patusco durante o período momesco, servindo também como ponto de apoio e camarote.

No repertório, o grupo traz novidade, a canção autoral “Show, alegria e paixão”, além de músicas de O Rappa, Paralamas do Sucesso, Jorge & Mateus, Lulu Santos, Vanessa da Mata e muitos outros. O Mascote do Patusco, boneco em forma de Pato (símbolo do bloco), que foi confeccionado por um artista plástico no estado do Paraná, estará presente no desfile.

O bloco contará com a bateria completa, formada por mais de 180 pessoas, incluindo madrinha, rainha, princesa, porta-estandarte e a Ala da “Velha Guarda”, esta última composta por diretores e antigos membros da agremiação. Todos os integrantes estarão vestidos nas cores do grupo, verde e preto, e os instrumentos também estarão nas mesmas cores. A expectativa da diretoria é que uma multidão de foliões acompanhe o desfile, como já é tradição todos os anos.

Percurso:

Domingo (26): Rua do Amparo, Quatro Cantos, Ribeira, Rua de São Bento, Prefeitura de Olinda, 27 de Janeiro, Pátio de São Pedro, Prudente de Morais, Quatro Cantos e Rua do Amparo.

Terça (28): Rua do Amparo, Quatro Cantos, Ribeira, Rua de São Bento, Prefeitura de Olinda, 27 de Janeiro, Pátio de São Pedro, Prudente de Morais, Quatro Cantos e Rua do Amparo.



HISTÓRIA DO BLOCO PATUSCO

A história do surgimento do Grupo Anárquico Místico Carnavalesco Patusco se confunde com a do Carnaval de Olinda e tudo foi graças ao carnavalesco “Tuca”. Natural de Olinda, Itacy Vasconcelos Guimarães (Tuca), filho de Maria de Lourdes Vasconcelos Guimarães e Antonino da Silva Matos Peixoto Guimarães, casado e pai de cinco filhos, ainda quando criança era levado pela sua mãe para assistir as festas de momo do Recife*. Muitas vezes pelo fascínio que o Carnaval lhe provocava, ele dava umas escapadas para acompanhar os blocos de sujo e as “La Ursa”, que pelo seu colorido e irreverência já encantava o pequeno.

*Nessa época o Carnaval de Olinda ainda tinha pouca projeção.

Com o crescimento do Carnaval de Olinda, esse autêntico folião criado respirando essa festa e residindo no foco da folia olindense, não poderia fugir a regra: na adolescência começou a confeccionar máscaras, inspirado pelas imagens dos carnavais guardados em sua mente quando criança. Essas máscaras inicialmente foram confeccionadas de papel e cartolina, porém, com o tempo e com o advento do mela mela, Tuca passou a fazer fantasias e máscaras em plástico, ideia bastante inovadora até os dias atuais. Ele fundou o primeiro bloco no seio do clã Vasconcelos Guimarães.

Das fantasias idealizadas por ele, pode-se destacar as araras, papagaios, pingüins e a de pato, sendo esta última, no Carnaval de 1972, a responsável pelo nome do grupo “PATUSCO” e que passaria a ser destaque por toda mídia pela forma irreverente de se fazer Carnaval.

1972 - O Carnaval de Olinda ainda não tinha assumido o caráter eminentemente popular que o caracteriza até hoje. Neste ano, estava ocorrendo em Olinda um concurso de fantasias de grupo promovido pela EMPETUR e era necessário colocar um nome no ato da inscrição. Tuca estava participando do concurso e como havia escolhido a fantasia de pato, foi decidido que o nome do grupo deveria lembrar pato. Daí, então, que surgiu a palavra PATUSCO; adj. e sm – “Que ou aquele que gosta de patuscada, ajuntamento festivo de pessoas reunidas para comer, beber e se divertir”.

Assim estava determinado nesses 10 (dez) anos que aquele sonho de menino de se fazer um carnaval irreverente e alegre já dava sinais de que um nascera para o outro e que muito ainda viria a ser feito por esse criativo mestre de Carnaval. Com o fim do mela-mela, Tuca mais uma vez deu mostra de sua futurista visão anárquica e mística do qual o Carnaval de Olinda passaria a ser conhecido 30 anos depois.

A partir de 1984, o artista passou a produzir as máscaras dos integrantes do grupo, reproduzindo em papel machê o rosto dos presidenciáveis e logo os temas políticos se tornaram os motes preferidos do divertido Patusco, criado e até hoje coordenado pelo presidente Tuca.

Sempre passando por dificuldades para levar o Grupo às ruas da Cidade Alta, porque a cada ano ele aumentava, Tuca anteviu que precisava ter seu próprio som para emoldurar o Carnaval teatral do Patusco. Como as orquestras de frevo eram insuficientes para atender toda a demanda dos blocos que a cada ano cresciam mais, Tuca viu no samba uma forma mais barata de se fazer Carnaval e ao mesmo tempo mostrar que a folia era multicultural, e que Pernambuco não era apenas frevo. O povo gostou e agradeceu, requisitando hoje em dia o Patusco até para festas de casamento.

Tuca, esse “Alquimista de Carnaval”, vem demonstrando ao longo dos 50 anos de folia (ininterruptos) de seu Patusco, que essa forma simples, característica nata de sua personalidade e a total doação por amor a uma cidade que passou a ser cúmplice de sua aflorada criatividade, consegue manter o grupo como figura de destaque no cenário carnavalesco olindense. Essa identificação dele com o Patusco é tão grande, que hoje fica difícil falar de um e não falar do outro e nessa forma paternal de administrar, conseguiu criar um grau de fidelização com os desfilantes e simpatizantes que é de causar inveja a qualquer grupo empresarial, comprovando que o que mais interessa para ele é sempre manter viva a filosofia que deu origem ao Patusco, fazendo com que, no bloco, todo mundo seja amigo do amigo de alguém. A irreverência e a protagonização do futuro surgido principalmente das ideias do fundador Tuca foram retratadas sempre com muito humor através das inúmeras sátiras políticas apresentadas pelo Patusco durante os carnavais, como: 


1984 – Os Presidenciáveis
1985 – Os Escandalosos
1986 – A Nova República
1987 – A Cruzada dos Cruzados
1988 – O Centrão na Constituinte
1989 – Brazil Colônia
1990 – Nos Bastidores de uma Eleição
1991 – O Futuro dos Descamisados
1992 – O Reflexo da Culpa
1993 – É Folia de Cara Pintada
1994 – Contos de Fatos
1995 – Brasil Senzala: Uma (R$) Real Escravidão
1996 – As Telecomunicações ENTREGANDO o Brasil ao Mundo
1997 – O Brasil do Fernando em Preto e Branco
1998 – Nós, os Bobos, na Corte do Real
1999 – Brasil: 500 anos de Exploração (de um Povo)
2000 – Tupiniquins na Terra do Faz de Conta
2001 – O Juiz Lalau Decreta: Viva a Safadeza

2002 – Brasil de Cara Limpa e Lavada