Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

712 candidatos estão sob risco

No último dia para pedidos de impugnação de candidaturas, a Justiça Eleitoral registrou 712 casos de candidatos que tiveram seus registros questionados. A lista foi apresentada, ontem, pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e pela Procuradoria Regional Eleitoral (PRE-PE). Os dados seguem agora para as zonas eleitorais de cada cidade, onde serão analisados. Cada juiz responsável julgará se os pedidos de impugnação são válidos ou não. Caso os magistrados sigam a orientação dos órgãos, o postulante que for impugnado não disputará as eleições municipais deste ano.

No Sertão do Araripe, o município de Araripina ficou no topo da lista, com o maior número de candidatos com registros questionados. Com aproximadamente 77 mil habitantes (de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia Estatística/IBGE), e com 107 postulantes (conforme dados divulgados pelo site DivulgaCand, do Tribunal Superior Eleitoral), a cidade sertaneja teve 26 nomes com pedidos de impugnação. Jaboatão dos Guararapes, por sua vez, bateu o recorde no número de questionamentos feitos com base na Lei da Ficha Limpa: 12.

Dos 712 pedidos, 318 foram de iniciativa de promotores de justiça. Os demais partiram de candidatos ou partidos que se sentiram prejudicados de alguma forma. Em 30 municípios (os 14 da Região Metropolitana e 16 do Interior) classificados como mais importantes, foram 172 ações movidas pelos promotores, sendo 65 delas baseados na Lei Ficha Limpa. Somente no Recife, são 12 candidatos. O Ministério Público não divulgou os nomes, mas um deles é o vereador Edmar de Oliveira (PHS), único que teve o pedido de candidatura impugnada com base na Lei Ficha Limpa.

Além dos fichas sujas, alguns candidatos foram impugnados porque a coligação não atingiu o mínimo de 30% de candidaturas de mulheres. A Justiça Eleitoral tem até 5 de agosto para julgar todos os casos. Após o julgamento de cada pedido, os candidatos poderão recorrer ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PE).

BEZERROS
O desembargador Ronnie Petrus Duarte pediu vistas, ontem, ao agravo regimental impetrado pela prefeita de Bezerros, Bete de Dael (PR). Ela questionou a destituição da comissão provisória do PR no município, que decidiu apoiar a candidatura do ex-conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Severino Otávio (PSB). O pedido de adiamento gerou mal-estar no TRE, pois o relator na matéria, o desembargador José Fernandes de Lemos, achou que o mais apropriado seria negar o agravo.


Do Folha PE