Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Secon inicia trabalho de reordenamento da praia de Boa Viagem neste sábado




Quem descumprir exigências terá que pagar multa de R$ 600

O trabalho de reordenamento do comércio informal da praia de Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, teve início por volta das 9h deste sábado (18). Os técnicos da Secretaria-executiva de Controle Urbano (Secon) fizeram a demarcação do trecho da orla que compreende as ruas Henrique Capitulino e Padre Carapuceiro. Nesta área, ficam 192 dos 622 comerciantes que possuem permissão para trabalhar na faixa de areia, ou seja 30% do total.
A partir de agora, quem trabalha no local terá que cumprir algumas exigências. Cada espaço só poderá instalar no máximo 120 cadeiras em uma área de 12 metros de extensão, bem como está proibida a instalação de toldos, o uso de som amplificado, a venda de bebidas em garrafas de vidro e a manipulação de alimentos. Quem descumprir  qualquer regra será punido com uma multa de R$ 600. Além disso, “o comerciante que vender ou alugar seu espaço para beneficiar outro profissional terá sua concessão caçada”, completou o chefe da Gerência de Operações da Secon, Anísio Aziz.
Ainda de acordo com Aziz, a monitoração da Secon acontecerá permanentemente durante os finais de semana, sempre das 9h às 18h. A ação faz parte do projeto-piloto que tem como objetivo garantir o espaço livre para os frequentadores das praias, coibir práticas de ocupação irregular de barraqueiros e fiscalizar as novas regras impostas aos comerciantes. A demarcação foi iniciada em dois (espaços A e B) dos dez setores divididos pela prefeitura (de A a J).
    O secretário de Mobilidade e Controle Urbano (Semoc), João Braga, garantiu que a ação vai democratizar os espaços. "A população terá acesso livre a praia. Cada conjunto de barraqueiros será organizado, com cadeiras e guarda-sóis padronizados", ressalta. O gestor afirma que a secretaria firmou um convênio com a Associação de Barraqueiros de Boa Viagem. "Estamos conversando com a associação e eles também vão nos ajudar a fiscalizar a ocupação irregular”, destacou.


    Foto: Expedito Lima/Folha de Pernambuco
    Fonte: Folha PE