Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

MORADORES DA MIRUEIRA CELEBRAM CALÇAMENTO DE SETE RUAS DEBAIXO DE CHUVA‏







Mesmo debaixo de muita chuva, o prefeito do Paulista, Junior Matuto, acompanhado do vice-prefeito Jorge Carreiro, foi às ruas do bairro da Mirueira, na manhã deste sábado (30), para entregar a conclusão das obras de pavimentação de sete ruas da Quadra C. Recebido com abraços apertados, o gestor municipal ouviu dos moradores que ele fez o que muitos, por décadas, prometeram realizar e nunca cumpriram. A pavimentação das vias C5, C6, C7, C8, C9, C10 e C11 custou cerca de R$ 500 mil, investimento proveniente de um convênio com a Secretaria das Cidades de Pernambuco, e valorizou os imóveis da região.

O auxiliar administrativo Silveris Francisco dos Santos morou na Rua C10 por 40 anos e não perdeu a oportunidade de participar do evento de entrega das obras, mesmo tendo se mudado para uma casa em outra via do mesmo bairro. “Uma lembrança muito forte minha é de quando meu pai chegou de ambulância do hospital e caiu na rua porque escorregou na lama. Infelizmente ele não está vivo para ver isso. Agora as promessas viraram realidade”, ressaltou o paulistense.

Ao ver o prefeito Junior Matuto caminhar pelas sete ruas beneficiadas com a pavimentação, os moradores não se importavam com a chuva e se apressavam para celebrar junto com o gestor municipal. Uma dessas pessoas foi a dona de uma casa na Rua C7, Ana Jaqueline Lins. Ela abordaou o prefeito e disse que não acreditava mais nas promessas e na política, mas que com essa obra só tem a agradecer e apoiar o gestor municipal. “Foi o único homem que cumpriu com a palavra. Ele é muito jovem, mas é de palavra. Nós tínhamos muita dificuldade em sair da rua. Hoje nossas crianças podem brincar na rua e a gente senta nas calçadas por causa dessa obra”, exaltou a moradora.

Depois de ouvir as palavras de apoio, Junior Matuto discursou e garantiu essa obra não deixa de ser uma obrigação de sua gestão. “Quando a gente entrega uma rua não fazemos mais do que fomos eleitos para fazer. Mas inaugurar o calçamento de uma quadra inteira em momento de crise é a prova que nós temos compromisso e que conseguimos superar os obstáculos”. Ele ainda completou: “Deus é tão bom que mandou chuva neste dia para as pessoas lembrarem os tempos ruins de quando tudo aqui era só lama”, pontou o prefeito do Paulista.

NOVAS OBRAS – Durante a entrega das ruas da Quadra C, Junior Matuto e Jorge Carreiro garantiram que a Estrada da Mirueira, no mesmo bairro, também será alvo de intervenções da Prefeitura do Paulista. “Peço um pouco de paciência apenas porque aquela área não agenta mais maquiagem. Vou ter que fazer uma obra completa de drenagem e pavimentação. Para isso, será preciso negociar para desapropriar algumas casas que foram construídas irregularmente”, pediu o prefeito. Outra garantia dada à população do bairro da Mirueira foi a pavimentação da via conhecida como Rua do Campo. Segundo ele, as obras começam no próximo verão.

Comissão do PAC: transposição deve ser concluída no segundo semestre de 2016‏

Os canteiros do eixo leste da transposição do Rio São Francisco foram os primeiros pontos de vistoria da Comissão de Acompanhamento das Obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). A inspeção ocorreu, nesta sexta-feira (29), nos municípios de Petrolândia, Ibimirim e Floresta, no Sertão do Itaparica, com a presença dos deputados estaduais Miguel Coelho (PSB) e Rodrigo Novaes(PSD), além de representantes do Ministério da Integração Nacional.

Apesar da demora no término da intervenção, que já acumula quatro anos de atraso, os parlamentares saíram satisfeitos com o ritmo atual das obras nos três canteiros. Segundo os dados repassados pela coordenação de engenharia da transposição, o projeto está 74% concluído e conta com 9.500 operários mobilizados nas frentes de trabalho. Os representantes do Ministério da Integração Nacional ainda confirmaram que a transposição deve ser concluída no segundo semestre de 2016.

“Apesar do ajuste fiscal e dos cortes no orçamento, tivemos a boa notícia que os recursos estão chegando dentro da normalidade, inclusive, o maior volume aplicado ocorreu no ano passado, cerca de R$ 1,3 bilhão, e neste ano, já foram liberados R$ 550 milhões. A Comissão vai manter a fiscalização atenta para garantir que uma obra tão importante, que vai levar água para 12 milhões de nordestinos, vire realidade”, explicou o presidente da Comissão do PAC, Miguel Coelho.

Oriundo do Sertão do Itaparica, uma das regiões mais beneficiadas pela transposição, o deputado Rodrigo Novaes ressaltou a importância de priorizar a conclusão da obra. “O desafio é não deixar que a crise econômica e os cortes no orçamento interfiram no planejamento da obra. A transposição é um exemplo de que com investimento conseguimos mudar nossa realidade e enfrentar as adversidades do clima.”                

Prevista inicialmente para ser entregue em 2010, a transposição do Rio São Francisco deve levar água para 390 municípios de Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte. A obra tinha orçamento inicial de R$ 4,8 bilhões, mas por conta dos atrasos e revisões contratuais, deve superar R$ 8,2 bilhões ao fim da intervenção. Quando estiver em funcionamento, a transposição deve abastecer cerca de 12 milhões de nordestinos.

Agenda - Depois da vistoria na transposição, a Comissão do PAC ouvirá, na próxima semana, diretores das secretarias das Cidades e Habitação do Governo do Estado. Também está programada uma reunião com representantes do Ministério do Planejamento, que coordenam o Programa. Os deputados ainda devem visitar, nos próximos meses, o Complexo Portuário de Suape, a Refinaria Abreu e Lima, a Transnordestina, a Adutora do Agreste entre outras intervenções de grande porte do PAC.

​FOTOS: André Santos​