Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Criança, um expoente da Natureza

Em 19 de agosto de 1982, ante as estatísticas da guerra no Oriente Médio, a Assembleia-Geral das Nações Unidas, numa sessão extraordinária de emergência, estabeleceu 4 de junho Dia Internacional das Crianças Vítimas de Agressão. 

O Brasil não vivencia propriamente guerras convencionais, mas a violência contra os pequeninos se faz presente no descaso, na exploração, incluída a abominável sexual, na omissão de famílias ou da sociedade. Em artigo publicado na revista Boa Vontade, edição no 229, o sociólogo e secretário de Estado de Desenvolvimento Social de São Paulo Floriano Pesaro chama-nos a atenção, por exemplo, para a triste realidade do trabalho infantil. Trago-lhes aqui um trecho: 

“O aumento do número de crianças de rua está intimamente relacionado com a pobreza nos centros urbanos. (...) Filhos desse ‘bolsão metropolitano de pobreza’, as crianças que vemos pedindo esmola, fazendo malabares e vendendo balas nos faróis migram para as regiões centrais de São Paulo a fim de trabalhar. Longe de casa e dos bancos escolares, estão expostas à violência moral, física e sexual. Na maioria das vezes, o dinheiro arrecadado não fica com elas, tampouco com as suas famílias. Estimativas revelam que dois terços do que uma criança ganha em um farol (em média, 30 reais por dia) vão parar nas mãos de um aliciador. (...) 

“Urge trabalharmos em rede, com sinergia e sincronismo, estabelecendo papéis e diretrizes claras e compromissos concretos para a erradicação definitiva do trabalho infantil, bem como evitar sobreposições de tarefas e desperdício de recursos”. 

Atuar incansavelmente pelo bem-estar das famílias, em especial de crianças e adolescentes em risco social, é uma das principais atribuições da Legião da Boa Vontade, há mais de seis décadas. O esclarecimento das massas, pelo prisma da Espiritualidade Ecumênica, é outra relevante missão sua. É essencial reconhecermos que, acima de tudo, temos deveres espirituais. Assim, os direitos humanos serão respeitados em sua integridade. 


Meio ambiente e ecologia 

Em 5 de junho, comemora-se o Dia Mundial do Meio Ambiente e Ecologia. Apesar das resistências, de uns tempos para cá cresce no mundo a preocupação ecológica.
Vale ressaltar, contudo, como já me expressei na Folha de S.Paulo, em 10 de dezembro de 1989, que o ser humano e seu Espírito Eterno não são criações à parte da Natureza, mas os maiores expoentes. A riqueza deste orbe é a sua Humanidade, visível e invisível, ecologicamente conciliada com a fauna, flora e todo o meio ambiente. 

José de Paiva Netto, jornalista, radialista e escritor.

Ceasa entra no clima do São João 2015

O São João está chegando e o Centro de Abastecimento e Logística de Pernambuco (Ceasa/PE)  já entrou no clima das festividades juninas. Essa época é uma das mais importantes para o centro de distribuição, onde a comercialização do milho, principal ingrediente das comidas típicas Nordestinas, aumentando, consideravelmente, o fluxo de pessoas no entreposto.

Esquenta que é São João: Superlage e Forró na Caixa animam a festa nesta sexta-feira (5)

Poesia, bandeirinhas de São João e o cheirinho das comidas de milho, típicas das festas juninas, são alguns dos ingredientes que convidam o público para a terceira edição da festa Esquenta que é São João, que acontece nesta sexta-feira (5), a partir das 18h30, no Casarão do Príncipe, bairro da Boa Vista. O evento, que é uma iniciativa da Iniciativa da Theia Produtores Associados e ICS - Iniciativas Casa dos Sonhos. O ingresso custa R$ R$ 10,00 e pode ser adquirido no local da festa.

O evento que antecipa os festejos juninos para os apaixonados por forró terá recital poético com o Gleison Nascimento e shows das bandas Superlage e Forró na Caixa num ambiente aconchegante e decorado com motivos juninos.  Além de bebidas diversas, haverá também comidas típicas à venda.

A banda Forró na Caixa traz em seu repertório gêneros regionais da música popular brasileira, recheado de cavalo-marinho, sambas, coco, xaxado, baião e xote. Já a Superlage faz um mix de cumbia, reggae l, baião e carimbo e anima qualquer festa com suas canções e seu astral.  Gleison Nascimento, poeta e declamador, completa a noite com poesias e improvisos.

Superlage - Nascida em Olinda, a Superlage é formada pelo beatmaker DJ Incidental, pernambucana, Ramon Alfaia, amazonense, baixista, cantor e produtor, e Jana Figarella, cantora paraense. As canções têm sua poesia inspirada em cordéis, passagens urbanas de praias e coqueiros, o vento nos cabelos, estouro de fogos, carnavais... Um convite ao mergulho num mar sonoro de alegria e cores vibrantes, produzidas cuidadosamente num ambiente de doce balanço tropical.

Forró na Caixa - O grupo surgiu em junho de 2011 como uma brincadeira dos rabequeiros Murilo Silva e Thiago Martins que decidiram realizar um forró integrando músicos do Trio Só Nós Três e Sagaranna. De lá pra cá, diversas edições de bailes de rabeca, temperada com sambas, marchas, baiões de cavalo marinho e coco de roda dentro e fora de Pernambuco. Jackson do Pandeiro, Luiz Gonzaga, Mestre Ambrósio e Seu Luis Paixão estão entre as principais referências musicais da banda que, além de fazer os casais dançarem agarradinho, propõe danças populares para interagir com o público.

Serviço:
Esquenta que é São João:
Shows de Superlage e Forró na Caixa
e Recital poético com Gleison Nascimento

Sexta-feira, 5 de junho
18h30
Casarão do Príncipe - Rua do Príncipe, 225 – Boa Vista
(Depois da católica e antes do Hospital do Exército)
Ingressos: R$ 10,00
Mais informações: 9164.2388