Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Novos Advogados prestam juramento na OAB Garanhuns‏

O auditório do Garanhuns Palace Hotel esteve completamente tomado por
amigos e familiares dos novos advogados ingressantes na OAB Garanhuns,
na última segunda-feira (27), ao final da tarde. A mesa esteve
composta pelo Presidente da OAB Subseccional Garanhuns, Dr. Paulo
André do Couto Soares, o tesoureiro da entidade e delegado da Caixa de
Assistência dos Advogados de Pernambuco, Dr. Luís Sebastião Jr., o
Conselheiro da OAB Garanhuns e delegado da Escola Superior da
Advocacia, Dr. Mário Flávio, o presidente da Comissão de Assistência
ao Novo Advogado, Dr. Moab Obeid, e pelo Dr. Givaldo Calado de
Freitas, Conselheiro da Subseccional.

Dr. Paulo Couto fez referências à carreira que os novos advogados
iniciam, com atribuições exclusivas e sobre a atuação da Ordem dos
Advogados do Brasil. Como diz trecho do juramento: "Exercer a
advocacia com dignidade e independência, observar a ética, os deveres
e prerrogativas profissionais”. O presidente também fez comentários
elogiosos à Faculdade de Direito de Garanhuns, da Autarquia do Ensino
Superior de Garanhuns, por onde passou a maioria dos novos advogados
ingressantes na Ordem. "A qualidade do ensino reflete no profissional
capacitado que entra no mercado" - ressaltou o presidente.

"Somente neste momento estamos vendo o juramento de 23 novos
advogados, que obtiveram êxito no Exame da Ordem, o que mostra um
excelente desempenho, que deverá repercutir em suas atuações
profissionais." - Ressalta Dr. Paulo Couto.

A solenidade aconteceu em clima de emoção, com familiares demonstrando
a realização de sonhos, e outros que projetam o início de carreiras
exitosas na advocacia.

Confira a relação dos novos advogados:

NOME
Adriano Machado da Silva
Ana Carla de Oliveira Silvério
Camila Nunes Melo Rodrigues
Caroline Monteiro Wanderley Moura
David Alcântara Feitosa Siebra
Débora Mirela Santos Silva
Eduardo Franklin Soares de Morais Silva
Ericca Millena Vasconcelos de Lima
Erika Viviane Taveiras Sobral
Iraci Henriques Teixeira Vilela
Irlany Ferreira de Azevedo
Jane Clécia Amaral Silva
Jarlan Silvério Monteiro Peixoto
Jefferson Patrick Dias de Queiroz
Junio Paulo Bento de Almeida
Karla Tenório Ferreira Monteiro
Laís Inácio Lopes
Laryssa Magalhães Patrício Belo
Marcela de Moraes Roldão
Maria Carmem Lúcia de Carvalho Sousa
Mário Rômulo Calado de Souza
Paula Josyanny Tomé do Couto
Thaysa Sales de Almeida Costa

Título de cidadão Paulistense - Pr. Saulo Cruz

A câmara dos vereadores na pessoa do vereador Tonico Valpassos, homenageia o Pr. Saulo cruz com o título de cidadão Paulistense, pelos trabalhos sociais que vem fazendo em Paulista. 

Você é o nosso convidado para o ato da entrega do título de cidadão Paulistense, onde haverá um grande culto de agradecimento ao senhor Jesus!
Dia 15 de agosto de 2015 às 19:30hs

Sudene: TFR5 acata pedido da OAB-PE

O desembargador Marcelo Navaro, do Tribunal Regional Federal da 5a Região (TRF5), acata pedido da OAB-PE, e determina a reabertura do prédio da Sudene, que abriga, dentre outras instituições, 23 varas do Trabalho da Capital. O presidente da OAB-PE, Pedro Henrique Reynaldo Alves, tratou do assunto diretamente com o desembargador Navarro, e comemora a decisão. A manutenção da Justiça do Trabalho e demais instituições no prédio, fica condicionada a uma vistoria, segundo o desembargador.
O prédio da Sudene foi fechado na última terça-feira, dia 28, atendendo liminar do juiz Roberto Wanderley Nogueira, da 1ª Vara da Justiça Federal de Pernambuco (JFPE). Ele determinou a desocupação imediata de todo o prédio da Sudene, tendo como base os problemas estruturais do local. No mesmo dia, a OAB-PE entrou com pedido de suspensão da liminar junto ao TRF5.
O que se observa é que o magistrado não velou pelo atendimento aos princípios básicos da eficiência e da continuidade do serviço público essencial, tendo em vista que, sem a devida cautela, determinou a suspensão imediata das atividades de todos os órgãos e entidades, em especial as Varas do Trabalho, não fixando prazo razoável para que fosse designado novo local para o funcionamento da Justiça do Trabalho, bem como para a retirada dos bens móveis”, esclareceu o presidente da OAB-PE, Pedro Henrique, que considera razoável o prazo de, pelo menos, 180 dias para que as Varas sejam desinstaladas e realocadas de maneira adequada.
A Ordem reconhece os problemas estruturais do prédio da Sudene. Ainda assim, como observa o presidente Pedro Henrique, em sua decisão, o magistrado “deixou de observar a logística mínima necessária para que se pudessem realizar eventuais mudanças das Varas para outro imóvel, tendo em vista a determinação de desocupação imediata”, declarou. Hoje, as 23 Varas do Trabalho da Capital funcionam no prédio, além de instituições como o IBGE e Ministério da Saúde. “A descontinuidade da prestação do serviço público vem causar um prejuízo incalculável aos advogados trabalhistas e à sociedade, de um modo geral”, concluiu Pedro Henrique.

Oposição quer barrar empréstimo da Prefeitura de Olinda‏

Oposição quer impedir que prefeitura de Olinda contrate empréstimo de R$ 35 milhões

Os vereadores Arlindo Siqueira (PSL) e Jorge Federal (PMDB) ingressaram ) na Procuradoria Geral do Ministério Público de Contas e no Tribunal de Contas do Estado (TCE-PE) com uma denúncia, com pedido de liminar para impedir que a Prefeitura de Olinda contrate empréstimo de R$ 35 milhões junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O projeto de lei nº 39/15, do executivo, oferece como garantia as receitas tributárias do FPM.
A medida cautelar pede a sustação o andamento da tramitação e votação do projeto na Câmara Municipal, em caráter de urgência, como solicita o Executivo. “O caráter de urgência elimina várias etapas da tramitação ordinária, o que pode trazer prejuízo à avaliação e, futuramente, comprometer as contas do município”, justificam os vereadores, argumentando que falta clareza ao projeto de lei nº 39/15, que precisa ser analisado com mais atenção. “Vários pontos precisam ser esclarecidos e explicados”.
“É um endividamento relevante, frente a crise econômica pela qual atravessa o país e que impõe cautela redobrada pa