Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

2ª Caminhada pela paz

 

Paulistenses, divulguem por gentileza a 2ª Caminhada pela Paz. Importante iniciativa de pessoas comuns como você, que não aguentam mais tanta violência em nosso Estado, e em particular em nossa Cidade.

Compre sua camisa com Kássia - Cel/Whatsapp: (81) 98304-6684. Participe, compartilhe e convide os amigos.

PaulistaPlus - A Cidade a um clique

Seleção do Paulista a um ponto da classificação.


Neste domingo (23/08), no Estádio Beira Rio, Caetés 3 em  Abreu e Lima a Seleção do Paulista venceu a Seleção local por 4x0 dando um grande passo para a classificação na segunda fase da Copa do Interior.
No primeiro tempo em uma cobrança de falta de muita categoria a Seleção abriu o placar com gol de Be. Na volta do segundo tempo saíram mais três gol’s sendo um de Jonathan e dois de Junior.

Classificação:
*Igarassu – 12 pontos
*PAULISTA – 09 pontos
*Goiana – 03 pontos
*Abreu e Lima – 0 ponto

Próximos jogos:
29/08  (sábado)- 15:00hs
(Estádio Agamenon Magalhães, Goiana)    Goiana x Paulista
05/09  (sábado)- 15:00hs  
(Estádio Ademir Cunha, Paulista)    Paulista x Igarassu

Britânicos recontam Odisséia na Caixa Cultural‏


Com recursos de animação, utilizando objetos e ilustrações executadas em tempo real, projeção e música ao vivo, a companhia inglesa The Paper Cinema reconta mística história Odisséia, de Homero, que segue na Caixa Cultural de Recife até o dia 29 de agosto. 

Com direção de Nicholas Rawling, a pedra angular da literatura de Homero é vivamente contada com lindas ilustrações e magistral manipulação de fantoches e truques inteligentes, que levam o público a passear por impressionantes paisagens e aventuras junto a Odisseu.

De uma mala repleta de bonecos desenhados à mão e recortados em papel, a companhia retira uma coleção de personagens e paisagens, que ganham vida através de projeções cinematográficas. O espetáculo permite ao espectador acompanhar ao vivo não somente a história, mas a construção de um filme e sua trilha sonora.

Nove anos após o fim da Guerra de Tróia, o rei Odisseu ainda não voltou a sua casa, que está sitiada por pretendentes a tomar seu reinado, esposa e terras. Por estar afastado há 20 anos, são numerosos os rumores a respeito de sua morte. Por que ele não está de volta? Quando retornará ao seu lar? Será Penélope capaz de evitar o ataque dos lobos? Tais perguntas estão nas mãos dos Deuses. Tempestades furiosas e forças sobrenaturais prevalecem sobre a intensa busca de um homem por seu caminho de volta à sua casa, em uma jornada em alto mar, repleta de aventuras, perigo e emoção.

Data: 20/08/2015 a 29/08/2015
Horário: Quintas e sextas-feiras às 20h; sábados às 16h e 20h
Horário da Bilheteria: De terça a sábado das 10h às 20h, domingo das 10h às 17h. Vendas a partir de 19/08
Local: Teatro
Entrada: Não será permitida a entrada após o início do espetáculo 
Valor do Ingresso: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia) 

- Por Max Felipe

Abba emociona fãs em Recife


Um tributo caloroso em homenagem ao grupo que saiu das frias terras suecas para se tornar praticamente uma lenda da música pop, realizado na noite desse sábado o show da Abba The History –  trabalho do quarteto de maior sucesso dos anos 1970 – aconteceu no Teatro Guararapes, no Centro de Convenções em Olinda

Cada um tem seu papel definido nas apresentações do grupo que surgiu no começo desse ano, em janeiro, e que além de percorrer algumas cidades do Brasil, cumpriu turnê no Chile, em abril, passando por Concepcion, Temuco e Santiago. Mari Moraes é Agnetha Fältskog, Patrícia Andrade é Anni-Frid Lyngstad, Diego Sena é Björn Ulvaeus e Jheff Saints é Benny Andersson. Além do cuidado de reproduzir as músicas tocadas pelo ABBA, eles resgatam o figurino do quarteto que nasceu na cidade de Estocolmo. "O figurino colaborava para toda aquela áurea do ABBA. Num show que fizemos num hotel, as crianças adoraram as roupas esvoaçantes. Foi bem diferente para elas", disse Mari.

A observação da intérprete de Agnetha, ou melhor, a loira do ABBA, prova que o show do grupo é um evento que consegue agradar e reunir diferentes públicos. "Embora no Chile tenhamos notado que o público era formado, em sua maioria, por pessoas com mais de 35 anos, aqui no Brasil o público é bem variado. Tanto o pessoal que viveu a década de 1970 quanto as mais novas gerações curtem bastante." Ela mesma, que nem de perto viu o ABBA nos tempos remotos, já que tem 30 anos, tinha uma certa afinidade pelo grupo. Isso aconteceu quando viu o filme Priscilla, a rainha do deserto, de 1994, com trilha sonora diversificada das décadas passadas e que - claro - tem ABBA no seu repertório.

O interesse pelas músicas do quarteto aumentou quando assistiu ao filme Mama Mia, que tem uma história amarrada e contada por canções do grupo. Aliás, o repertório do show é baseado na trilha sonora desse filme, que reúne grandes sucessos do ABBA, como Chiquitita, Take a chance on me e a clássica Dancing Queen. O longa musical, de 2008, que tem Maryl Streep e Amanda Syfried como protagonistas, serviu de base para a pesquisa do grupo, que ainda acompanhou com atenção o documentário ABBA: The Movie, de 1977, e que mostra a banda numa turnê australiana. Foi nesse trabalho que eles viram que o quarteto sueco deixava de lado a frieza escandinava quando subia nos palcos.

- Por Max Felipe