Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Alunos do Paulista apresentam paródias musicais sobre paz nas escolas


Estudantes do 6º ao 9º ano da Escola Marcos Freire, no bairro de Maranguape I, em Paulista, participaram na tarde desta quinta-feira (17.09) da semi-final do II Festival de Paródias Musical Escolar da cidade. A ação faz parte do programa que tem o objetivo de articular políticas públicas voltadas para as crianças e adolescentes, disseminando a cultura de paz (PROPAZ). Na ocasião, foram apresentadas paródias com os mais diversos ritmos musicais focados na temática.
 
            As paródias foram avaliadas por técnicos da Secretaria de Educação do Paulista que levaram em consideração critérios como afinação, organização, criatividade, aderência ao tema e pontualidade. O grupo vencedor desta fase apresentou uma paródia através da música “Sou Humano”, da cantora Bruna Karla.


            De acordo com o coordenador da Divisão de Psicologia e Orientação Educacional da Secretaria de Educação do Paulista, George Vieira, o foco do programa é propagar a cultura da paz nas escolas. “Nosso objetivo é integrar os alunos de forma prazerosa, buscando minimizar a violência nas escolas de forma lúdica e criativa”, afirmou.


          Também estão envolvidas nesta ação as escolas Firmino da Veiga (Centro), Maria Luzia Pessoa de Andrade (Jardim Paratibe), Governador Miguel Arraes (Janga), Cônego Costa Carvalho (Vila Torres Galvão), Professora Terezinha Camarotti (Mirueira). O vencedor de cada unidade se apresentará na grande final, no dia 30 deste mês, no Teatro Paulo Freire, Centro da cidade. As disputas acontecerão nos horários da manhã e da tarde, a depender do calendário de cada unidade de ensino.

Presidente da Comissão Mista de Mudanças Climáticas, senador Fernando Bezerra defende modelo sustentável de desenvolvimento para o Brasil e o mundo


Brasília, 17/09/15 – O senador Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE) defendeu, nesta quinta-feira (17), um “novo modelo sustentável de desenvolvimento para o Brasil e o mundo”. A posição foi tomada pelo parlamentar durante a audiência pública “Laudato Si”, que tratou da Encíclica do Papa Francisco sobre as repercussões das mudanças climáticas ao planeta e também das contribuições que o Brasil levará à 21ª Conferência das Partes da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança no Clima– a Cop-21, em Paris, no final deste ano.
“As discussões de hoje refletem a preocupação do Congresso Nacional com a construção de políticas que possam, de fato, significar uma nova visão de desenvolvimento para o nosso país, conforme a visão do Papa Francisco em sua recente Encíclica”, destacou Fernando Bezerra. Promovida pelas comissões Mista de Mudanças Climáticas (CMMC) do Congresso Nacional – presidida pelo senador pernambucano – e de Meio Ambiente do Senado, a audiência pública conjunta contou com a participação dos deputados Sarney Filho (PV-MA), vice-presidente da CMMC, e Sérgio Souza (PMDB-PR), relator da referida comissão; e dos senadores João Capiberibe (PSB-AP) e Jorge Viana (PT-AC), além de outros parlamentares.

Para o debate, foram convidados, como expositores, o bispo auxiliar de Brasília e secretário-geral da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), don Leonardo Ulrich Steiner; Herman Benjamin, ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e atuante em questões ambientais e mudanças climáticas; e o jornalista Washington Novaes, colunista e consultor nas áreas de meio ambiente e povos indígenas.

Em quase 200 páginas, a Encíclica “Louvado Seja”, apresentada pelo Papa Francisco no último dia 18 de junho, condena o atual modelo de mercado mundial e propõe novos modos de vida. Ela aborda a questão do meio ambiente em uma visão global da ecologia e sob novos modos de produção, distribuição e consumo. E defende que todas as nações devam ter ação rápida e decisiva, “aqui e agora", para o enfrentamento da degradação ambiental e do aquecimento global.

Com base em evidências científicas, a Encíclica Papal chama a atenção sobre as ações humanas como causadoras de danos à natureza mais até do que os fenômenos naturais. O documento aponta como soluções para a saúde do planeta a redução drástica das emissões de dióxido de carbono e outros gases poluentes; a exploração de energias limpas e renováveis, como a solar e a eólica, também defendidas pelo senador Fernando Bezerra; a conscientização social em torno da Cultura do Verde; e políticas públicas afirmativas de preservação ambiental nas áreas de saneamento, esgotamento e aterros sanitários e tratamento de resíduos.

Ao ressaltar que a Encíclica fora “escrita a muitas mãos”, don Leonardo Steiner observou que a grande mensagem da publicação é a “conversão ecológica”; ou seja, “a forma como todos (os homens) se relacionam como tudo (na natureza)”. O ministro Benjamim Herman destacou que a Encíclica Papal permite uma leitura não só religiosa como também ética, científica, política, econômica e jurídica  sobre o futuro do planeta.

“Não se trata de um documento da Religião Católica ou do Cristianismo”, afirmou o ministro. Herman Benjamin sugeriu que outras audiências sejam promovidas, pelo Legislativo e o Judiciário, para o aprofundamento do debate sobre pontos específicos tratados na Encíclica, como questões relacionadas à água, biodiversidade, resíduos e consumo sustentável.

Ao destacar a “falta de planejamento urbano” no Brasil, o jornalista Washington Novaes criticou a instalação de novas usinas termelétricas no país, ressaltando o imenso potencial brasileiro de geração de energias limpas. “É preciso, urgentemente, controlar a emissão de gases poluentes pelas usinas, a frota de veículos e as indústrias”, defendeu Novaes.

NOVA AUDIÊNCIAS – Durante a “Laudato Si”, o senador Fernando Bezerra Coelho informou que a CMMC promoverá nova audiência pública, com a presença de autoridades como a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, às 14h30 do próximo dia 30, para tratar da proposta brasileira à COP-21. Outra audiência será realizada com a participação da ex-ministra e ambientalista Marina Silva, com data a ser definida.

A Comissão Mista de Mudanças Climáticas também realizará painel de debates durante visita de parlamentares que integram a CMMC ao Observatório de Torre Alta, localizado na Reserva de Desenvolvimento Sustentável de Uatumã, a 350 quilômetros de Manaus (AM). Segundo Fernando Bezerra, a comissão também realizará – possivelmente, no próximo mês de outubro – painel em Fortaleza (CE) ou Recife (PE) para discutir a crise hídrica por que passa o país e, principalmente, o nordeste.

CONFERÊNCIA DAS PARTES – Na COP-21 – que ocorrerá entre os dias 30 de novembro e 11 de dezembro próximos, na capital francesa – o senador Fernando Bezerra Coelho, um dos representantes do Congresso Nacional na conferência, defenderá uma posição mais “ousada” do Brasil frente aos efeitos das mudanças climáticas ao planeta. “Já avançamos quanto à redução do desmatamento e à ampliação da geração de energia eólica. Mas, temos que pensar adiante, em uma nova matriz energética nacional, com maior participação da energia solar”, afirmou o senador.

O “Protocolo de Paris”, documento que se deseja aprovar na ocasião da COP-21, deverá substituir o Protocolo de Kyoto, de fevereiro de 2005. Mas, ao contrário do acordo firmado em Kyoto, que especificava metas para um conjunto de menos de 40 países, o de Paris terá características de um pacto global e envolverá as mais de 190 nações que fazem parte da Convenção do Clima da Organização das Nações Unidas.

Ginásio Pernambucano suspende aulas por falta de merenda escolar, denuncia Oposição

O Ginásio Pernambucano, primeira escola em tempo integral do Estado, suspendeu as aulas do turno da tarde a partir desta semana por falta de alimentação para os alunos. De acordo com o diretor da unidade, o professor Afonso Reis Filho, a empresa Comida Pronta, responsável pelo fornecimento das refeições, informou que não mais entregaria os almoços à escola. A empresa, com sede em Petrolina, responde pelas refeições de mais duas escolas, e, segundo informações do Sintepe, o desabastecimento é percebido também em outras unidades.
A denúncia foi encaminhada à Bancada de Oposição de Pernambuco, liderada pelo deputado Silvio Costa Filho (PTB), que visitou a unidade no fim da manhã desta quinta-feira, para confirmar a informação. O parlamentar ouviu do gestor do Ginásio Pernambucano que não há previsão para a retomada do fornecimento do almoço e que as aulas da tarde ficarão suspensas até que a situação seja normalizada. “Vamos cobrar da Secretaria de Educação uma solução para o problema, para que os alunos não sejam prejudicados”, garantiu Costa Filho.
Na visita, o deputado ouviu o depoimento de alguns alunos do colégio, que se mostravam indignados com a situação. A estudante Y.S., aluna do 2º ano, revela que além de ter duas aulas a menos por dia, teve também a duração da aula reduzida de 50 minutos para 30 minutos. “As aulas agora estão acontecendo só pela manhã, mas antes só terminavam no fim da tarde”, conta. Aluna da mesma turma, V.L. afirmou que além da suspensão do almoço, os lanches se resumem a bolacha com suco. Para o estudante M.L, na prática o tempo de aula caiu pela metade. “Para não perder tanto temos que estudar por conta própria. Esperamos que o problema seja resolvido logo”, disse.

Segundo Silvio Costa Filho, a empresa não se pronunciou sobre a quebra do contrato, mas ao que tudo indica a motivação foi a falta de pagamentos, como tem acontecido com outros fornecedores. “Áreas essenciais para a população, como educação, saúde e segurança, precisam ser preservadas, mas o Governo vem implantando cortes indiscriminados no orçamento”, avaliou. O parlamentar informou que a Bancada de Oposição vai encaminhar um ofício ao Governo do Estado cobrado o restabelecimento do serviço e das aulas em tempo integral.

Kembali Hotel irá transmitir abertura do Rock In Rio no jardim à beira-mar

Programação acontece amanhã (18) com transmissão do festival ao vivo, menu exclusivo e cervejas especiais

O Kembali Hotel, novo empreendimento do Grupo Armação, em Porto de Galinhas, faz a transmissão do Rock in Rio ao vivo a partir de amanhã (18), às 16h. Um telão será instalado no espaço Kembali Beach Garden, à beira-mar. No melhor estilo festival, os hóspedes poderão ainda aproveitar o final de tarde e noite para degustar pratos e drinks preparados pelo novo chef Rafael Donato especialmente para a ocasião.

Uma carta de cervejas artesanais também será oferecida aos hóspedes. Serão 18 rótulos especiais da bebida com sabores alemão, checo, belga, espanhol e brasileiro.