Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Bienal encerra sua décima edição com balanço positivo na temática de resistência e transformação da cadeia produtiva do livro

O poder transformador da leitura sempre será um ponto relevante na formação do conhecimento e do saber, como provado nesta décima edição da Bienal Internacional do Livro de Pernambuco, realizada desde o dia 02 de outubro, no Centro de Convenções, em Olinda, para o qual se estima uma média de 300 mil visitantes no pavilhão de feiras até o seu encerramento na noite desta segunda (12). Reunindo mais de 110 expositores (entre livreiros, editoras, autores e editoras independentes e alternativas), a perspectiva é de impacto econômico de cerca de R$ 10 milhões para toda uma cadeira produtiva que envolve os setores literário, receptivo, hoteleiro, gastronômico, montadora, entre outros. “Procuramos congregar diversas esferas das cadeias produtivas e trazer várias vertentes relacionadas à cultura, leitura e inovação. Tentamos ainda promover intercâmbio entre diversos atores que tiveram a oportunidade de abrir diálogo para desdobramentos após a Bienal”, diz o coordenador geral, Rogério Robalinho.
Nesses onze dias, o evento contribuiu para possibilidade de negócios futuros para expositores e escritores em várias vertentes através de mesas redondas, debates e outras propostas que foram pauta e estimularam o encontro e a interação do público com os escritores e os expositores. A catarinense Qualis Editora participou da feira para promover o seu selo Divas, por exemplo, uma linha de ficção com nomes como Paula Pilar e LM Gomes, que ainda não tinha chegado no Nordeste. Na Bienal, fecharam vendas dos seus escritores de catálogo e contratos com novos autores como a jovem Mirela Paes, da Casa Agenciamento Literário e projetos culturais, com quem lançam em março de 2016 nova publicação.
A Livrinho de Papel Finíssimo Editora apostou em novos talentos que conheceram nas plataformas da Bienal uma proposta de produção em ateliê coletivo, realizado em seu estande na Bienal, na qual reuniu trabalhos de 31 autores. Const