Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Postos de combustíveis são vistoriados durante ação educativa em Paulista


Funcionários da Secretaria de Meio Ambiente (SEMA) do Paulista concluíram nesta terça-feira (13.10) um trabalho educativo em postos revendedores de combustíveis. O grupo, formado por fiscais e analistas ambientais, vistoriou 31 estabelecimentos em diversos bairros da cidade com o objetivo de identificar se os postos possuíam as documentações necessárias para o funcionamento. A ação também serviu para orientar os proprietários sobre a resolução da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustível (ANP) que prevê a emissão obrigatória da licença ambiental. Até a próxima terça (20), os estabelecimentos que não tiverem essa certidão poderá ficar impedido de comprar combustíveis.
            Nesta tarde, três estabelecimentos foram visitados, sendo dois na BR-101 Norte, em Paratibe; e outro na Av. Nelson Ferreira, em Maranguape I. Todos foram notificados pela equipe da SEMA. A ideia é que os donos possam se apresentar em cinco dias úteis na sede da secretaria, na Rua Djalma Dutra, Nº 65, no Janga, para mostrar todas as documentações que possuem e obter aquelas que não estão em dia. As principais exigências para o funcionamento são: CNPJ, Alvará de funcionamento, Certidão emitida pelo Corpo de Bombeiros, Licença ambiental, entre outras.
            Atualmente, a SEMA já possui autonomia para emitir a licença ambiental. Antes esse procedimento só era realizado junto à Agência Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (CPRH). O gerente de um dos postos de combustíveis vistoriados, Ednaldo Vieira dos Santos, gostou da novidade. “Agora será ainda mais fácil obter as documentações junto à prefeitura. Tenho certeza que todos saem ganhando com isso”, comemorou.
            Durante as inspeções, a equipe aproveitou para fazer um importante levantamento de dados. As informações sobre localização, vizinhança e estrutura dos postos de combustíveis serão inseridas num cadastro da SEMA. O material servirá, entre outras coisas, para que os profissionais analisem os riscos ambientais que o estabelecimento pode provocar e estipular os valores da licença ambiental que será emitida nos próximos anos. 

CPI para verificar faculdades ilícitas em Pernambuco será instalada essa semana na Alepe


Será instalada nesta quinta-feira, (15), a CPI – Comissão Parlamentar de Inquérito que irá investigar e apurar instituições de ensino superior e de pós-graduação que estariam atuando de maneira irregular pelo MEC- Ministério da Educação e enganando a população. Como o autor do requerimento, o deputado Rodrigo Novaes (PSD) deve ser conduzido à presidência da CPI.
“A CPI vai ajudar a investigar as denúncias que recebemos além de tirar do mercado as empresas que estão iludindo, e principalmente mexendo com o futuro de nossos jovens”, afirmou Rodrigo.
Audiência Publica: A ideia da CPI surgiu depois da Audiência Pública realizada no mês passado junto com a deputada Teresa Leitão, pela Comissão de Educação. 
Na ocasião, alunos e professores de diversas entidades falaram da situação difícil que se encontravam. Em alguns depoimentos
estudantes afirmaram que foram enganados por faculdades, pagaram mensalidadessem saber que estavam frequentando instituições não reconhecidas peloMinistério. Novaes citou várias faculdades suspeitas de fraude, como por exemplo, a Faexpe, sediada em Caruaru, foi acusada de enganar aproximadamente 15mil alunos em 43 municípios no estado.
 
A instalação da CPI acontecerá no Plenarinho ll, às 11 horas.

Armando destaca benefícios de acordo com Colômbia para Jeep de Goiana

O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro, destacou nesta terça-feira (13) os benefícios que o acordo firmado no último final de semana com a Colômbia trará para a indústria de automóveis do Brasil, em especial para o polo automotivo de Goiana. A parceria comercial selada com a Colômbia prevê a exportação de até 50 mil automóveis brasileiros por ano.

A partir do ano que vem, haverá uma cota de automóveis que poderá ser exportada com tarifa zero. Inicialmente, essa cota será de 12 mil veículos, subindo para 25 em 2017 e 50 mil a partir de 2018. “Com este acordo o Brasil volta a ter um espaço no mercado colombiano que pode alcançar já no terceiro ano algo equivalente a 50 mil unidades. Isto representa cinco vezes mais do que o Brasil está vendendo hoje”, afirma Armando.

De acordo com o ministro, o acordo terá repercussão direta na produção da Jeep instalada no município de Goiana, Mata Norte de Pernambuco, e de toda a sua cadeia de fornecedores, mantendo e até ampliando os empregos na região.

“O acordo é muito importante para algumas unidades e algumas plantas automotivas que foram instaladas mais recentemente, como a da FIAT em Goiana, que entrou num momento em que o mercado doméstico experimenta uma retração. A FIAT de Goiana tem amplas condições de poder beneficiar-se de forma direta deste acordo, vendendo para a Colômbia uma parcela expressiva de sua produção e, o que é mais importante, garantindo a manutenção de empregos de todo este parque fabril, considerando a montadora e todo o polo de fornecedores”, destaca.

Terceiro maior mercado da América do Sul, a Colômbia possui hoje uma demanda por automóveis da ordem de 300 mil a 300 mil veículos. Com a indústria automotiva em desenvolvimento, a capacidade de produção do país chega a apenas 120 mil unidades, o que significa dizer que há um grande espaço para a compra de automóveis de outros países por parte do mercado consumidor colombiano. O prazo de vigência do Acordo é de 8 anos, podendo ser prorrogado após o seu término.

Crédito: MDIC/Divulgação

Franquias na área de saúde e beleza são opção de negócio em crescimento


Pesquisa da Associação Brasileira de Franchising (ABF) aponta crescimento 11,2% no faturamento do segmento no primeiro semestre de 2015 comparado ao mesmo período do ano passado

Quando se trata de saúde, beleza, esportes e lazer, não existe mau desempenho econômico que abata os brasileiros. Segundo dados da Associação Brasileira de Franchising (ABF), o setor é um dos que mais cresceu no segmento de franquias no primeiro semestre de 2015. O faturamento do setor saltou de R$ 9,311 bilhões para R$ 11,505 bilhões no primeiro semestre de 2015, crescendo 24% em relação ao mesmo período do ano passado. Interessados em investir nesta área terão diversas opções para conhecer durante a 5ª ABF Expo Franchising Nordeste - de 03 e 06 de novembro, no Centro de Convenções de Pernambuco.

“O setor de franquias, de maneira geral, é o único que cresce nesse momento de crise e a feira vai apresentar para o empreendedor muitas opções com dados concretos desse crescimento, em diversas áreas”, revela o diretor regional da ABF no Nordeste, Leonardo Lamartine.

Dados da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC) informam que o Brasil é o terceiro consumidor mundial de produtos de beleza, ficando atrás apenas dos Estados Unidos e China. As vendas cresceram 11% no ano passado, faturando R$ 101,7 bilhões. Apostando no crescimento do segmento, já estão confirmadas para a da 5ª ABF Expo Franchising Nordeste, a Roval, Mahogany, Ponto Natural, Sorridents, Spa Das Sobrancelhas e Clorophylla.

A Ducha Cosméticos participa pela primeira vez da 5ª ABF Expo Franchising Nordeste. A empresa trabalha com óleos, sais, hidratantes, colônias, esponjas temáticas, velas aromáticas, entre outros artigos para banho, em 200 pontos de venda e 10 franquias, nos estados de Pernambuco, São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Alagoas, Minas Gerais e Distrito Federal. “Esperamos abrir mais de 20 lojas até o final de 2015 e mais de 150 no ano de 2016”, afirma o diretor da empresa, Yomar Ferreira. Para o empresário, o Brasil é um excelente mercado para negócios de baixo investimento, e oportunidades como a 5ª ABF são ótimas para expandir os horizontes.

Depois do segmento de Esporte, Saúde, Beleza e Lazer, o ramo de Hotelaria e Turismo foi o que registrou melhor crescimento de 15% no faturamento no primeiro semestre desse ano, que passou de R$ 4,265 bilhões para R$ 4,901 bilhões, impulsionado pelo turismo de negócios. Individualmente o mais expressivo segmento do franchising, o de Alimentação, expandiu sua receita no período em 12%, crescendo de R$ 11,417 bilhões para R$ 12,760 bilhões. Outro segmento que manteve bom desempenho foi Comunicação, Informática e Eletrônicos, registrando também 12% de crescimento nesse período, cujo faturamento subiu de R$ 1,787 bilhões para R$ 2 bilhões.

ABF Franchising Expo Nordeste - Em sua 5ª edição, a ABF Franchising Expo Nordeste, realizada pela ABF – Associação Brasileira de Franchising, é promovida e organizada pela Informa Exhibitions – segunda maior promotora de feiras do Brasil. O evento é uma versão regional da maior feira de franquias do mundo, a ABF Franchising Expo, que é realizada anualmente em São Paulo, no mês de junho.

A feira apresentará 200 marcas expositoras, nas áreas de alimentação, conveniência, calçados, vestuário, bebidas, beleza, saúde, educação, lazer, turismo, hotelaria e decoração. A expectativa é gerar cerca de R$ 30 milhões em negócios.

O pré-credenciamento para o evento já está disponível por meio do site abfexponordeste.com.br, na aba credenciamento. A bilheteria é aberta ao público geral, atraindo principalmente empreendedores, investidores, consultores, proprietários e presidentes de empresas, entre outros. O valor do ingresso para a compra antecipada é R$ 20,00.

Sobre a ABF

A ABF – Associação Brasileira de Franchising é uma entidade sem fins lucrativos, criada há 28 anos para divulgar, defender e promover o desenvolvimento sustentável, técnico e institucional do modelo de negócio batizado como Franchising/Franquia. Sendo assim, reúne todas as partes envolvidas na franquia - franqueadores, franqueados, consultores e prestadores de serviços – para garantir e disseminar as melhores práticas da indústria do franchising no Brasil.

Cumprindo seu papel institucional de entidade que representa oficialmente o franchising nacional, a ABF promove o desenvolvimento técnico do setor por meio de cursos e eventos; fornece dados sobre as empresas franqueadoras associadas no Brasil e no exterior, e realiza pesquisas que abrangem todo o mercado de franquias brasileiro, para subsidiar com informações fidedignas as empresas associadas, auxiliando-as em sua tomada de decisão, e o público em geral. A entidade relaciona, ainda, profissionais de consultoria em franchising para assessorarem empresários na formatação e expansão de seus negócios por meio do sistema de franquia. Mais informações: www.portaldofranchising.com.br

Sobre a Informa Exhibitions

Segunda maior promotora de feiras do País, a Informa Exhibitions consolida-se como a principal promotora voltada para a cadeia produtiva de alimentos e bebidas na América Latina, com feiras e publicações que são referência no mundo inteiro. Seu portfólio inclui nomes como: Agrishow, Fispal Tecnologia, Fispal Food Service, Fispal Café, Fispal Sorvetes, ABF Franchising Expo, TecnoCarne, SIAL Brazil, ForMóbile, Fispal Food Service Nordeste, Fispal Tecnologia Nordeste e ABF Franchising Expo Nordeste. Na área editorial é responsável pela publicação das revistas, Leite e Derivados, Revista Nacional da Carne, Silk–Screen e Sign quatro maiores e mais importantes publicações técnicas dos seus segmentos.

A Informa Exhibitions possui escritórios em São Paulo (sede), Curitiba e Recife, nos quais conta com uma equipe de profissionais altamente qualificados para investir em novas oportunidades e conquistar espaços que façam de seus produtos a porta de entrada para quem quer fazer negócios na América Latina. Informações: www.btsinforma.com.br

Serviço:
ABF Franchising Expo NE 2015
Data: 3 a 6 de novembro de 2015
Local: Centro de Convenções de Pernambuco
Horário: 16h às 22h
Site: www.abfexponordeste.com.br

Terceirização: Fernando Bezerra defende análise de experiências internacionais e aplicação da medida em determinadas atividades-fins

Brasília, 13/10/15 – O senador Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE) defendeu hoje (13), na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), que o debate sobre a terceirização dos contratos de trabalho leve em consideração experiências internacionais sobre o tema e também a possibilidade de a medida ser aplicada em determinadas atividades-fins. A sugestão foi apresentada quando Fernando Bezerra contextualizou a fruticultura irrigada no Vale do São Francisco às propostas de terceirização que tramitam no Congresso Nacional; especialmente, o PLC 30/2015, já aprovado pela Câmara dos Deputados e que será analisado pela Comissão Especial do Desenvolvimento Nacional, responsável pelos projetos da “Agenda Brasil”.
“No caso da cultura de uva e manga, por exemplo, cujas safras ocorrem em períodos específicos, é preciso terceirizar porque não há como o setor produtivo manter os contratos de trabalho o ano todo; os custos não suportam”, observou Fernando Bezerra, durante a audiência pública na CAE, que discutiu as implicações das propostas de terceirização às relações de trabalho e os impactos econômicos que elas deverão acarretar. “Estas questões representam uma grande mudança ocasionada pela própria modernização, globalização, internacionalização da economia. E toda mudança gera resistência. Mas, talvez, o Brasil esteja atrasado em relação à tendência internacional”, ponderou o senador. “A terceirização de certas atividades-fins, por exemplo, me parece ter muita lógica, desde que não represente perdas de direitos para os trabalhares nem precarização das relações trabalhistas”, completou Fernando Bezerra Coelho, ao ressaltar que as chamadas “retenções obrigatórias” – como é o caso doFundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) – devem ser respeitadas.
Compareceram à audiência na CAE o presidente do Conselho de Relações do Trabalho da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Alexandre Furlan; o professor da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA) da Universidade de São Paulo (USP), José Pastore; o vice-presidente da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), deputado Laércio Oliveira (SD-SE); o diretor da Força Sindical, Carlos Cavalcante Lacerda; a secretária de Relações do Trabalho da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Graça Costa; o professor da FEA/USP, Hélio Zylberstajn; e a assessora do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), Lilian Marques.
Segundo Alexandre Furlan, a aprovação do PLC 30 “dará mais segurança jurídica para o setor produtivo contratar”. Na avaliação dos professores da USP, o projeto representa “mais progresso do que retrocesso” às relações de trabalho. “Este PLC ´desprecariza´ os contratos, mantém os atuais direitos e cria novos benefícios aos trabalhadores”, afirmou José Pastore, ao destacar a “responsabilidade solidária” prevista no Projeto de Lei, em que tanto a empresa contratante como a contratada compartilham as responsabilidades com o trabalhador terceirizado.
Na avaliação de Graça Costa, da CUT, o PLC-30 torna ainda mais frágeis os direitos da classe trabalhista. “E abre a possibilidade de ‘quarteirização’ dos contratos”, alertou. De acordo com o relator do projeto, senador Paulo Paim (PT-RS), a matéria já foi analisada durante 17 debates realizados em assembleias legislativas estaduais e, até o final do ano, deverá ser avaliada em todos os estados.

Estudantes da rede municipal do Paulista recebem certificados de alfabetização

Com o intuito de alfabetizar jovens, adultos e idosos do município, a Secretaria de Educação do Paulista realiza nesta quarta-feira (14.10) mais uma edição do Programa Paulo Freire – PE Escolarizado. O evento será realizado, às 18h, no Cine Teatro Paulo Freire, localizado na Av. Floriano Peixoto, Centro. Na ocasião, os estudantes vão apresentar trabalhos desenvolvidos em salas de aula, durante os oitos meses de qualificação. Além de receberem o certificado de alfabetização.

A ação desenvolvida no marco do Programa Brasil Alfabetizado - SECADI/MEC, com iniciativa do Governo do Estado de Pernambuco, é destinada à alfabetização e letramento de jovens, adultos e idosos e tem como áreas de abrangência municípios integrantes das Regiões de Desenvolvimento (RD) do Estado de Pernambuco que apresentam elevada taxa de analfabetismo, destacando-se como prioridade os 101 municípios com IDH abaixo da média Estadual.

Todo dia é Dia da Criança