Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Mastologista da UPAE tira dúvidas sobre Câncer de Mama‏‏

A UPAE Profº. Antônio Simão dos Santos Figueira, a UPAE - Garanhuns, encerrou a programação de atividades do Outubro Rosa com uma entrevista na Rádio Marano, de Garanhuns, no programa Manhã Total, comandado por Marcos Cardoso. Estiveram presentes a mastologista Dra. Tereza Cristina, e o chefe do setor de exames da unidade, enfermeiro Luiz Cezar. O programa foi levado ao ar na quinta-feira, 29, tirando dúvidas da população, principalmente as mulheres, sobre o câncer de mama. 

Durante todo o mês, a UPAE teve um olhar ainda mais especial em atenção às mulheres, com palestras e outras ações de incentivo ao auto-exame, com infomações relevantes para a prevenção do Câncer de Mama e também do Colo do Útero. Com médicos especialistas em Mastologia e Ginecologia, a UPAE oferece consultas, exames, como mamografia e ultrassons, até a realização de biópsias. Além da Dra. Tereza Cristina, a unidade também conta com o mastologista e ginecologista Dr. Paulo de Tarso. 

Na entrevista, a médica especialista fez questão de alertar que as mulheres acima de 40 anos devem procurar o médico para os exames que possam detectar qualquer anomalia na mama, pois o câncer, quando diagnosticado no início, tem altíssima probabilidade de cura.

Na UPAE Garanhuns, os atendimentos são feitos aos pacientes regulados dos 21 municípios que fazem parte da V Gerencia Regional de Saúde. "Os pacientes, homens ou mulheres, que apresentarem alguma anomalia nos exames, devem ser encaminhados para a nossa unidade de especialidade. Mas pedimos que os médicos nos postos de saúde que somente encaminhem os casos que necessitarem do olhar apurado do mastologista, e que incentivem toda mulher, na faixa etária, a realizar os exames". - Afirmou Dra. Tereza Cristina.

SDSCJ lança o Mês da Consciência Negra

Programação será apresentada nesta quarta-feira (4) e segue até o dia 30 de novembro. A integração de gênero e a transversalidade são base de realização das ações deste mês


A Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ) lança, nesta quarta-feira (4), às 10h, a programação oficial do Mês da Consciência Negra. Uma extensa agenda de atividades foi planejada para contemplar todo o estado de Pernambuco até o dia 30 de novembro. A programação foi organizada pela Secretaria Executiva de Segmentos Social (SESS). Na ocasião haverá a apresentação religiosa de matriz africana do Ilê Axé Egbé Awo – Comunidade do Segredo. Também serão divulgadas as peças de divulgação que serão utilizadas durante todo este mês.


O Mês da Consciência Negra faz alusão aos 320 anos de morte do líder quilombola Zumbi dos Palmares (1695-2015). O dia 20 de novembro foi instituído como Dia Nacional da Consciência Negra pela da lei nº 12.519/2011. De acordo com o Censo 2010 do IBGE, 5.119.290 da população pernambucana é composta por negros e negras. O objetivo da realização é trabalhar a integração de gênero e a transversalidade da população negra em Pernambuco. Secretarias do estado e municípios também são parceiras.


Haverá a apresentação da programação de atividades de todo o mês de novembro, que terá como pontapé inicial a 9ª Caminhada dos Terreiros de Pernambuco, a partir das 14h desta quarta-feira. A programação ainda conta com palestras, seminários, caminhadas e apresentações culturais que referendam a população negra no Estado.


Entre as dinâmicas de maior destaque estão o lançamento dos Anais da III Conferência Estadual de Promoção da Igualdade Racial; Audiência pública com a Comissão da Verdade; Seminário sobre o extermínio da juventude negra; as caminhadas da Capoeira e Educação; e o lançamento do Plano Estadual de Promoção da Igualdade Racial, que acontece no Palácio do Campo das Princesas.

COORDENADORIA – A Coordenadoria de Igualdade Racial faz parte da Secretaria Executiva de Segmentos Sociais, ambas criadas neste ano, na gestão do secretário Isaltino Nascimento, na SDSCJ. O objetivo é fomentar, construir, implementar e transversalizar as políticas de Promoção da Igualdade Racial em Pernambuco, por meio de proposição, articulação e execução da política estadual de igualdade racial.


O trabalho da coordenadoria é desenvolvido através de campanhas, seminários, palestras, em diálogo com os movimentos negros e dos povos tradicionais, com o propósito de garantir a promoção e prevenção dos direitos destes povos e o enfrentamento ao racismo institucional e demais formas de preconceito.


SERVIÇO:
Lançamento do Mês da Consciência Negra
Quando: 4 de novembro (quarta-feira)
Horário: 10h
Onde: Sede da Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude
Endereço: Avenida Cruz Cabugá, nº 665, Santo Amaro

Em discurso emocionado, Miguel homenageia Osvaldo Coelho


Um dia após as cerimônias de despedida do ex-deputado Osvaldo Coelho, a Assembleia Legislativa de Pernambuco contou com homenagens ao político sertanejo falecido domingo (01), vítima de infarto. Antes do início da reunião no plenário, a pedido do presidente da Casa, Guilherme Uchoa, os parlamentares fizeram um minuto de silêncio. A sessão também foi marcada pelo discurso do sobrinho-neto do ex-deputado falecido, Miguel Coelho (PSB), que agradeceu pelos cerca de 50 anos de dedicação de Osvaldo ao Sertão.

O socialista destacou as principais bandeiras do ex-deputado como a implantação de políticas públicas de irrigação no semiárido. “Hoje, Petrolina é símbolo de riqueza e prosperidade. Quem imaginaria que no meio do Sertão haveria um pedaço de chão irrigado, que dirá uma imensidão de terras produzindo frutas nobres. Foram necessárias muita visão de futuro e persistência de homens como doutor Osvaldo para transformar uma paisagem árida em Califórnia brasileira.”

Miguel ainda ressaltou a luta histórica empreendida por Osvaldo Coelho para a implantação de uma universidade federal no Sertão, que resultou na construção do campus da Univasf em Petrolina. O deputado também recordou sua relação com o tio-avô. “A perda de doutor Osvaldo para mim teve um impacto muito intenso. Por bastante tempo tivemos divergências e caminhamos em campos separados, mas se resumia apenas à esfera política. Isso, porém, nunca impediu de ter um imenso respeito e reconhecimento por tudo que doutor Osvaldo fez por nossa gente.”

Osvaldo Coelho faleceu aos 84 anos e deixou a esposa Ana Maria, seis filhos e doze netos. Foi deputado federal por três mandatos e exerceu mais oito mandatos na Assembleia Legislativa de Pernambuco, consolidando cerca de 50 anos de vida pública.

​FOTO:​ Giovani Costa/Alepe

Senador Fernando Bezerra apresenta projeto de lei em homenagem a deputado Osvaldo Coelho

Brasília, 3/11/15 – O senador Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE) homenageou hoje (3), na Tribuna do Senado, o deputado Osvaldo de Souza Coelho, falecido no último domingo (1º), em Recife (PE), após sofrer uma parada cardíaca. Durante o pronunciamento, Fernando Bezerra apresentou Requerimento de Voto de Pesar pelo falecimento de Osvaldo Coelho e antecipou que irá protocolar, ainda nesta terça-feira, projeto de lei para designar o nome do deputado ao Projeto de Irrigação do Pontal, em fase de implementação no município de Petrolina (PE).
De acordo com o senador, Pontal abrirá mais 7,5 mil hectares de agricultura irrigada no município de Petrolina. “Que foi onde Osvaldo sempre encarou suas principais lutas e embates políticos”, enfatizou Fernando Bezerra Coelho. Tio do senador, Osvaldo Coelho tinha 84 anos de idade e dedicou-se à política por mais de 44 anos, período em que foi deputado estadual e federal e secretário de Fazenda do Estado de Pernambuco.
Na Tribuna do Senado, Fernando Bezerra lembrou a dedicação de Osvaldo às questões do Sertão – especialmente, às do Vale do São Francisco – e destacou a atuação do deputado na área da educação. “Ele foi, seguramente, um dos mais importantes homens públicos da história política do nosso estado de Pernambuco”, disse. Por sua voz, falaram muitos pernambucanos; especialmente os homens e mulheres do Sertão, que encontraram em Osvaldo alguém sempre disposto a defendê-los e representá-los”, completou o senador.
Osvaldo Coelho foi um dos principais articuladores para a instalação, no município de Petrolina, do Instituto Federal do Sertão – antiga Escola Técnica e Agrotécnica Federal – e da Universidade do Vale do São Francisco (Univasf). “Que, atualmente, formam milhares de jovens, levando mais qualificação para a mão de obra e produzindo ciência e conhecimento nas terras sertanejas”, ressaltou Fernando Bezerra.
Ao pontuar que a trajetória de Osvaldo Coelho deixa um importante legado aos pernambucanos, o senador lembrou que o deputado – conhecido como “Doutor Osvaldo” e “A Força do Sertão” – foi “um guerreiro” em favor da irrigação. “Que transformou uma terra árida no maior polo da fruticultura brasileira e no segundo maior produtor de vinho do país”, destacou Fernando Bezerra Coelho.
Em aparte ao pronunciamento, o senador Agripino Maia (DEM-RN) elogiou a atuação da Família Coelho em benefício da população nordestina. “Eu tinha muito orgulho do deputado Osvaldo Coelho”, afirmou Maia. “A vida de vocês é de extrema dedicação à nossa Região Nordeste. E Osvaldo era um homem de extremo espírito público”, acrescentou.
O senador Romero Jucá (PMDB-RR), que presidia a sessão ordinária no instante do pronunciamento de Fernando Bezerra, também emendou as homenagens a Osvaldo Coelho. “Quero, em meu nome e em nome do Senado, me associar às homenagens ao deputado. A perseverança, o compromisso e a luta dele por Pernambuco – em especial, pelo Sertão – era algo que nos enchia de orgulho”, ressaltou Jucá.
Confira a íntegra do pronunciamento do senador Fernando Bezerra Coelho:

Senhor Presidente,
           Senhores Senadores, Senhoras senadoras,
Venho hoje à tribuna desta Casa para prestar uma homenagem ao Deputado Osvaldo Coelho, que faleceu no Recife, no último domingo, aos 84 anos de vida. Osvaldo foi seguramente um dos mais importantes homens públicos da história política do nosso Estado de Pernambuco. Por sua voz, falaram muitos pernambucanos, especialmente os homens e mulheres do sertão, que encontraram em Osvaldo, o Dr. Osvaldo, como era carinhosamente chamado, alguém sempre disposto a defendê-los e a representá-los.
Ontem, Petrolina se despediu de Dr. Osvaldo. Milhares de pessoas de Petrolina, do sertão, do Estado inteiro, presença do Governador Paulo Câmara, dos ex-governadores Joaquim Francisco e Mendonça Filho, prefeitos, ex-prefeitos, Deputados Estaduais, Deputados Federais, Vereadores, agricultores, jovens, servidores públicos, empresários e trabalhadores fizeram questão de levar o seu adeus a Osvaldo de Sousa Coelho.
Ele iniciou-se na vida pública ainda bem jovem, aos 24 anos de idade. A partir daí, construiu uma trajetória de mais de 44 anos de atividade política. Foi Deputado Estadual por três mandatos, Secretário Estadual da Fazenda de Pernambuco e Deputado Federal por oito mandatos. Seguramente, uma das mais impressionantes caminhadas da história do parlamento brasileiro.
Em sua longa trajetória, deixou como legado algumas lutas que vão marcar para sempre a vida dos pernambucanos, tocando, de maneira especial, as pessoas que vivem no Vale do São Francisco. Foi um guerrei