Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Comissão discute integração de ações de base cartográfica digital

Nivelar as informações sobre as ações que estão em andamento nas diversas entidades que utilizam bases cartográficas, além de estimular o fortalecimento da atuação conjunta, formando parcerias com relação à construção de uma base digital cartográfica estadual sistêmica, atualizada e moderna. Estes foram os principais objetivos do II Encontro da Comissão Estadual de Cartografia de Pernambuco - Comcar/PE, realizado nesta quinta-feira (5), no auditório da Agência Estadual de Planejamento e Pesquisas de Pernambuco - Condepe/Fidem, que preside o colegiado. As discussões giraram em torno dos Desafios e Oportunidades para a Cartografia do Estado. Uma das propostas aprovadas na ocasião foi de acelerar o ritmo de reuniões entre os membros da Comissão, visando agilizar a concretização do trabalho.

A Comissão tem o papel de estabelecer as diretrizes básicas essenciais à coordenação da produção e armazenamento das informações referentes à Cartografia Sistemática e Temática do Estado, em conformidade com os princípios da infraestrutura Nacional dos Dados Especiais (INDE), do IBGE. Com isto, estimula o emprego de geotecnologia como ferramenta de planejamento, a maior eficácia na aplicação de recursos públicos e agregação de mais eficácia a gestão do território.

O encontro reuniu representantes de mais de vinte instituições estaduais, municipais e federais envolvidas na temática, a exemplo do IBGE, prefeituras do Recife e de Jaboatão dos Guararapes, Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe). A abertura foi realizada pelo presidente da Agência Condepe/Fidem, Flávio Figueiredo.

Figueiredo destacou a tarefa da comissão em aprimorar a informação cartográfica como instrumento estratégico para atendimento das necessidades da administração pública, auxiliando os governos no planejamento de políticas públicas. “A evolução tecnológica deve estar a serviço da população. Deve ser mais ágil para que o benefício chegue mais rapidamente ao cidadão”.

Durante o encontro, várias experiências desenvolvidas atualmente com relação ao georreferenciamento foram abordas pelos participantes. O diretor de Sistematização e Disseminação de Informações da Agência Condepe/Fidem, Edvaldo Câmara, fez um breve relato do histórico da Comissão, instituída em 2013.

O engenheiro civil Felipe Alves, da Secretaria Executiva de Recursos Hídricos, apresentou detalhes da fotogrametria e sensoriamento remoto utilizados pelo Projeto PE Tridimensional, que está trabalhando no planejamento da gestão hídrica, na ocupação urbana e do meio rural, das obras de infraestrutura, entre outras. O projeto traz associado um avanço para o levantamento detalhado dos terrenos geológicos e dos recursos minerais.
Pernambuco será mapeado todo na escala 1:5.000 e algumas cidades na escala 1:1.000, sendo que já foram  executado  80% do voo fotogramétrico  do Estado. O programa produz imagens tridimensionais (topográficas; com relevo) do terreno, por meio de mapeamento digital a laser aerotransportada,  numa escala de 1:1.000 (cada centímetro na imagem corresponde a 10 metros no terreno). “Mais de 70% do Estado já foi mapeado, nos cinco blocos em que foi dividido o estado para a execução deste trabalho”, afirmou.

Já o capitão Rodrigo Cerqueira, da 3º Divisão de Levantamento do Exército, explicou como vem sendo executado o projeto de mapeamento do Estado da Bahia, que vai realizar o levantamento de 2.016 cartas topográficas. Ele também falou sobre outros projetos exitosos com relação à Copa do Mundo, que englobou a Arena Pernambuco, e às Olimpíadas de 2016,  em atendimento à área de segurança, onde houve a utilização de bases cartográfica de altíssima precisão.

O representante da Chesf, Fábio Fernandes, destacou a experiência da entidade no Mapeamento Regional (Nordeste), na base cartográfica digital vetorial na escala 1:100.000 e mapeamento do uso do solo. Luis Henrique, gerente de Cadastro da Compesa, mostrou a experiência da Companhia com a utilização de ortofotocartas para o preenchimento de informações do Sistema GIS Corporativo, facilitando a elaboração dos cadastro técnico e comercial dos clientes.

A engenheira Lígia Alcantara, do CPRH, por sua vez, relatou a experiência com o cadastro do projeto SIG Caburé, que reúne informações geoambientais. Ela defendeu a unificação dos trabalhos de mapeamento que vêm sendo realizadas no Estado a partir da criação de métodos e da classificação dos diferentes tipos de mapas, escalas adequadas para os desafios da gestão territorial.

A Agência Condepe/Fidem recebeu como atribuição do COMCAR pelo governo do Estado a coordenação da Cartografia Estadual. No projeto Pernambuco Tridimensional, a entidade está executando o referendo às fiscalizações e validações do ITEP-OS. A Condepe/Fidem tecnicamente, sempre foi o órgão responsável pela produção das bases cartográfica do Estado. 

CAMILO CAVALCANTE E GILDA NOMACCE SÃO OS HOMENAGEADOS DO 8º CURTA TAQUARY

Festival de curtas-metragens ocorre entre os dias 23 e 27 de novembro, em Taquaritinga do Norte, no agreste Pernambucano e exibirá mais de 150 filmes 

Faltando pouco mais de duas semanas para o inicio, a coordenação do Curta Taquary divulgou os nomes dos homenageados da oitava edição do festival internacional de curtas-metragens. Os futuros premiados pela contribuição à sétima arte serão o diretor e roteirista pernambucano Camilo Cavalcante e a atriz e produtora paulista Gilda Nomacce. A mostra acontece entre os dias 23 e 27 de novembro, em Taquaritinga do Norte, no agreste pernambucano. Em outras edições, o festival já homenageou figuras importantes como Marcélia Cartaxo, premiada no Festival de Berlim como Melhor Atriz por A Hora da Estrela (1986), e o diretor e roteirista Marcelo Gomes, responsável pelo roteiro do premiado Madame Satã (2002). 

O diretor e roteirista Camilo Cavalcante é pernambucano e trabalhou como diretor no filme 5 Vezes Chico – O Velho e Sua Gente (2015), em que dividiu a direção com Gustavo Spolidoro e Ana Rieper. Nas produções Beco (em finalização) e A História da Eternidade (2014) foi roteirista e diretor. A História da Eternidade foi seu primeiro longa metragem e como diretor possui grande experiência em curtas e médias. O longa, além de ser exibido no Festival de Rotterdam, levou os principais prêmios do Festival de Paulínia em 2014. Ao todo, recebeu cinco troféus: Melhor Filme, Melhor Direção, Melhor Ator, Melhor Atriz e o prêmio da ABRACCINE (Associação Brasileira de Críticos de Cinema). Em 2015, recebeu o prêmio de público na Mostra de São Paulo e foi escolhido também como Melhor Filme no Festival de Vitória, no Espírito Santo.

Já a atriz e produtora Gilda Nomacce é paulista e foi premiada como Melhor Atriz Coadjuvante no Festival de Brasília, pelo trabalho realizado em Trabalhar Cansa (2011). Além disso, atuou em outros filmes, como Quando Eu Era Vivo (2014), Gata Velha Ainda Mia (2014), Ausência (2014), De Menor (2013), Luz nas Trevas (2010) e Fucking Different São Paulo (2010). Em 2016 está prevista a estreia de Meu Amigo Hindu (2015), filme que atua e é dirigida por Hector Babenco.  Começou sua carreira aos 12 anos no teatro e, em 2007, iniciou no cinema, no curta Um Ramo, dirigido por Marco Dutra e Juliana Rojas.