Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Paulista define membros do Conselho Municipal de Segurança




“Quero começar destacando a importância do dia de hoje para o município. Diante à crise que estamos vivendo podemos afirmar que a cidade do Paulista está indo na contramão, ou seja, estamos conseguindo seguir nos posicionando em meio às dificuldades. A prova disso é a preocupação com a segurança da nossa cidade.” Foi através deste discurso que o prefeito do Paulista, Junior Matuto, deu início a cerimônia para posse do Conselho Municipal de Segurança Pública e Cidadã do município, na manhã desta sexta-feira (27.11), no Plenário da Câmara dos vereadores do Paulista.


A solenidade reuniu os 16 membros e 16 suplentes que representarão o órgão, com representantes das igrejas, da Câmara de dirigentes Lojistas, da Ordem dos Advogados do Brasil, da Guarda Municipal, das Escolas de Ensino Privado, do Sindicato dos Servidores Municipal, da Sociedade Civil Organizada, além de representantes das secretarias que compõem a gestão municipal.

Durante o evento, Matuto também destacou que quer transformar a cidade é uma das melhores para se viver na região metropolitana. “Através da nossa competência e das parcerias firmadas com o exercito brasileiro, guarda municipal, polícia civil e militar, comércio e cidadãos, sabemos que temos condições de prestar um serviço de ótima qualidade e de humanizar a relação entre gestão e população”, completou.   

De acordo com o secretário de Segurança Cidadã e Defesa Civil do Paulista, Manoel Alencar, a inovação, integração e socialização é o principal objetivo do conselho. “A participação da sociedade na fomentação das políticas públicas é de total importância. Através do Conselho Municipal, que é uma coisa nova na cidade, vamos atender os anseios da população que tanto clama por segurança.”


Clique AQUI para visualizar mais 60 fotos da matéria acima por meio do Facebook de José Carlos Alves

Aviso: para ter acesso às fotos terá que enviar-nos um pedido de amizade no Facebook,

caso já seja nosso amigo ignore esse aviso. 

8º Curta Taquary encerra com premiação e recorde de público


Festival internacional contou com exibição de curtas-metragens, oficinas e seminários


Após cinco dias de programação intensa de exibição de curtas-metragens, oficinas e debates sobre o fomento do audiovisual e suas diretrizes, chegou ao fim nesta sexta (27) a oitava edição do festival internacional Curta Taquary. O festival que acontece em Taquaritinga do Norte, agreste pernambucano, exibiu 165 filmes de 25 países e contou com três mostras competitivas: Mostra Dália da Serra, Mostra Nacional e Mostra Primeiros Passos, além das mostras especiais Olhar Feminino, Curtas Fantásticos e Diversidade, com a distribuição de mais de 35 troféus Taquary. A edição de 2015 contou com exibições na Praça Otto Sailer e em escolas públicas da cidade.

A oitava edição homenageou o diretor e roteirista pernambucano Camilo Cavalcante e a atriz e produtora paulista Gilda Nomacce. Em outras edições, o festival também homenageou figuras importantes como Marcélia Cartaxo, premiada no Festival de Berlim como Melhor Atriz por A Hora da Estrela (1986), e o diretor e roteirista Marcelo Gomes, responsável pelo roteiro do premiado Madame Satã (2002). 

Durante toda a programação, o Curta Taquary contou também com oficinas e seminários. Entre as oficinas realizadas estão a de Interpretação para Cinema, Produção Cinematográfica, Animação e a de Cineclubismo. Nos seminários foram discutidos o cinema e educação, os desafios e experiências da distribuição e difusão do audiovisual brasileiro, o papel da mulher no cinema e as perspectivas da animação no Brasil.

Idealizado por Alexandre Soares, diretor e curador do festival, o Curta Taquary teve início em 2005. Reúne artistas, ativistas e amantes da sétima arte com a proposta de apresentar uma grande diversidade de curtas-metragens nacionais e internacionais ao público da região. “A gente encontrou o formato do festival nesta edição, que é promover encontros e reencontros para discutir e refletir sobre cinema, além de inserir a comunidade nesses encontros. O festival cresceu muito, no sentido também de formar plateia”, ressaltou o realizador do festival.


Confira os premiados da 8ª edição do Curta Taquary:

MOSTRA COMPETITIVA DÁLIA DA SERRA:
Melhor Roteiro: O Bicho do Buraco (ES) 
Melhor Fotografia: Gangarras (PE)
Melhor Edição: Alguma Coisa na Vida (BA)
Melhor Ator: Everton, pelo filme De Ponta Cabeça (PE)
Melhor atriz:  Camila Gomes, pelo filme Ausência
Melhor Direção: Gangarras (PE)
Melhor Filme: Gangarras (PE)
Menção Honrosa: Do lado de Fora (PE) , Sobre Duas Rodas (PE) e O Meu Recomeço (RN)

MOSTRA COMPETITIVA DE CURTA-METRAGEM NACIONAL

Melhor Roteiro: André Novais, pelo filme Quintal (MG)
Melhor Direção de Fotografia:  Fernando de Mello, pelo filme Atotô (RJ)
Melhor Montagem: Marcelo Coutinho, pelo filme Cumieira (PB)
Melhor Ator:  Norberto Novais, pela atuação no filme Quintal (MG)
Melhor atriz:  Maria José Novais, pela atuação no filme Quintal (MG)
Melhor Direção de Arte: Tarântula de Aly Muritiba e Marja Calafange (PR)
Melhor Som:  Lortolin, pelo filme Command Action de João Paulo Miranda (SP)
Melhor Trilha SonoraJoão Heleno dos Brito, de Neco Tabosa (PE)
Melhor Diretor: André Novais, pelo filme Quintal (MG)
Melhor FilmeUma Família Ilustre, de Beth Formaggini (RJ)


MOSTRA COMPETITIVA PRIMEIROS PASSOS

Melhor Som: Alexandre Rogoski, pelo filme Tereza (PR)
Melhor Trilha Sonora: À Festa. À Guerra (RJ)
Melhor Edição: Mauricio Baggio, pelo filme Tereza (PR)
Melhor Direção de Arte: Lais Araujo, pelo filme Tempo é Morfina (SP)
Melhor Direção de Fotografia: Ayrton Moraes e Hugo Ramos, pelo filme Íncubo (PE)
Melhor Roteiro: Maurico Baggio e João Marcelo Gomes, pelo filme: Tereza (PR)
Melhor Ator: Odécio Antonio, pelo filme Contínuo (PB)
Melhor Atriz: Louise de Lemos, pelo filme A Hora Azul (RJ)
Melhor Direção: Humberto Carrão Sinoti, pelo filme À Festa. À Guerra (RJ)
Melhor Curta Metragem: Contínuo, direção de Odécio Antonio e Carlos Ebert (PB)
Menção Honrosa: Me (PE), de Rafael Dayon

MOSTRA OLHAR FEMININO

Melhor Filme: A Pedra, de Adriana Rodrigues (GO)

MOSTRA CURTAS FANTÁSTICOS

Melhor Filme: O céu sobre os teus ombros, de Luiz Maximiano (SP)

PRÊMIO DIVERSIDADE

Melhor Filme: Submario, de Rafael Aidar (SP)

MELHOR CURTA METRAGEM JURI POPULAR

João Heleno dos Brito, de Neco Tabosa (PE)

PRÊMIO CINECLUBISTA DE MELHOR FILME PARA REFLEXÃO

Uma Família Ilustre, de Beth Formaggini (RJ)

PRÊMIO ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE DOCUMENTARISTAS E CURTAMETRAGISTAS/ASSOCIAÇÃO PERNAMBUCANA DE CINEASTAS (ABD/APECI)

Mostra Competitiva Nacional – Atotô, de Bruno Laet (RJ)
Mostra Competitiva Primeiros Passos – A Hora Azul, de Giovani Barros (RJ)
Mostra Competitiva Dália da Serra – Alguma Coisa Na Vida, do Coletivo audiovisual de Luís (BA)