Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Patusco se apresenta na confraternização da Ambev

Patusco será a grande atração hoje (2) da Confraternização da Ambev, às 16h30, no estádio da Ilha do Retiro. No repertório do grupo, canções autorais e releituras de músicas de bandas como Skank, Cidade Negra e O Rappa, e de artistas, com destaques para Gonzaguinha, Alceu Valença, Tim Maia, Lulu Santos, Elba Ramalho e Vanessa da Mata.  

Audiência pública discute a implantação de uma unidade do Sarah Kubitschek no Estado

A Assembleia Legislativa de Pernambuco realiza hoje, às 16h, audiência pública para discutir a viabilidade de implantação de uma unidade do Hospital Sarah Kubitschek em Pernambuco. O encontro foi solicitado pelo deputado Silvio Costa Filho (PTB), a pedido do Movimento "Sarah, Vem para Pernambuco”.  A viabilidade da construção de uma unidade do Sarah no Recife vem sendo discutida desde 1995, mas nunca foi levada à frente. O Movimento Sarah, Vem para Pernambuco conta com apoio de diversos parlamentares das bancadas do Governo e da Oposição e da Bancada pernambucana no Congresso Nacional.

Pernambuco tem hoje 9,34 milhões de habitantes, sendo o 7º mais populoso no País, e um dos Estado que possui, proporcionalmente, o maior índice de pessoas com deficiência, estimativa que cresce mais e mais a cada dia por conta dos acidentes de trânsito, violência urbana e agora com o assustador aumento de casos de Microcefalia. Ao todo, segundo dados do movimento, são cerca de 2,5 milhões de Pessoas com deficiência no Estado, o que corresponde a aproximadamente 27% da população.

PAUTA: Audiência pública para discutir a implantação de uma unidade do Sarah Kubitschek no Estado
Data: 02/12/15
Hora: 16 horas
Local: Auditório da Alepe, Anexo I, 6º Andar

Dom Fernando Saburido e Junior Matuto firmam parceria para regularização fundiária da comunidade do Tururu, no Janga

Grupo de trabalho envolvendo a Prefeitura do Paulista e Arquidiocese de Recife e Olinda agilizará a legalização fundiária de 620 residências

A regularização fundiária da comunidade do Tururu, no Janga, em Paulista, foi tema da reunião entre o arcebispo de Recife e Olinda, Dom Fernando Saburido, e o prefeito do Paulista, Junior Matuto, na manhã desta quarta-feira (02.12), na Arquidiocese Metropolitana de Recife e Olinda, no bairro das Graças, no Recife.  No encontro, foi discutida a criação de um grupo de trabalho envolvendo a Prefeitura do Paulista e Arquidiocese para agilizar a emissão de títulos de propriedade das 620 famílias da localidade.

“Saio daqui muito satisfeito, na esperança de que conseguiremos dar dignidade aos moradores do Tururu. A Igreja Católica, desde a época de Dom Hélder, fez esse gesto para beneficiar essa comunidade, que ao longo dos anos foi urbanizada com a ajuda do poder público. O que fizemos hoje foi estabelecer uma parceria para entregar o que é de direito daquelas pessoas”, afirmou Junior Matuto.

A relação da Arquidiocese com a comunidade do Tururu é antiga. Na década de 70, o  então arcebispo Dom Hélder Câmara criou a Operação Esperança para dar dignidade a pessoas carentes e torná-las donas de seu destino. A comunidade do Tururu estava entre as contempladas. Desde então, houve a consolidação do bairro e das habitações.

“Foi com muita alegria que Dom Hélder, há anos atrás fez a doação para os moradores do Tururu. Propositalmente naquela ocasião o terreno não foi dado de imediato para evitar a especulação imobiliária. Mas depois de passar o tempo e sendo comprovada a consolidação da comunidade, temos todo o prazer em facilitar isso. Contando com a parceria da Prefeitura acho que será mais fácil”, avaliou o arcebispo.

Também participaram da audiência os secretários municipais João Luiz (Desenvolvimento Urbano) - que comanda o Programa Nosso Chão para regularização fundiária de diversas comunidades do Paulista - e Augusto Costa (Políticas Sociais, Esportes e Juventude), que participará da força tarefa promovendo o cadastramento social das famílias locais.




CREDITO; FRANCISCO MARQUES

Recife CVB concorre em três categorias ao Prêmio Caio

O Recife Convention & Visitors Bureau é finalista em três categorias no Oscar dos Eventos, o Prêmio Caio, realizado desde 1999 pela Revista Eventos. A entidade foi lembrada pelo trabalho realizado como evento artístico com a Fenearte, pela captação de eventos e marketing de destinos.

Em captação de eventos, o case escolhido foi a captação do Congresso Brasileiro de Cirurgia Plástica com o apoio da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Já na Fenearte, o Recife CVB teve o apoio da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco responsável pela realização do evento.

Por fim, o trabalho realizado no marketing de destinos no Recife foi apontado como referência. A diretora executiva Maitê Uhlmann concorre como personalidade do ano no segmento institucional. As outras duas indicações foram para Elenice Zaparolli (SPCVB) e Michael Nagy (Rio CVB).



Release Prêmio Caio
Prêmio Caio® é um produto da Revista EVENTOS, realizado pela Eventos Expo Editora. Desde sua criação o Prêmio Caio® é gerido por um Conselho Diretor, que em 2015 é composto pela ABEOC Brasil – Associação das Empresas de Eventos; ABIH – Associação Brasileira da Indústria de Hotéis; ABRACCEF - Associação Brasileira dos Centros de Convenções e Feiras; ACADEMIA Brasileira de Eventos e Turismo; AMPRO – Associação de Marketing Promocional; UBRAFE – União Brasileira de Promotores de Feiras, UneDESTINOS - União Nacional das Entidades de Destinos e EXPO Editora.
Prêmio Caio® é apoiado oficialmente pelas entidades representativas dos segmentos de eventos, promoção comercial, marketing promocional e turismo de negócios: ABBTUR, ABETAR, ABLA, ABRACE, ABRACOR, ABRACORP, ABRAFEC, ABRAJET, ABRASEL, ABREMAR, ADVB, ANETUR, ANSEDITUR, BRAZTOA, EVENTPOOL, FBHA, FENACTUR, FENADVB, FOHB, FORNATUR, IBEV, IFEA, IRES, OBME, RESORTS BRASIL, SINDEPAT e SINDIPROM.
POR QUE CAIO?
O nome do prêmio é uma homenagem a Caio de Alcantara Machado, profissional pioneiro na área de eventos e feiras de negócios, criativo e bem-sucedido no lançamento de novos produtos, promoção e organização de eventos. Caio enfrentou muitas dificuldades até atingir seus objetivos. Seus trabalhos, sempre reconhecidos, foram premiados diversas vezes, incluindo o prêmio Homem de Marketing do Ano, que arrematou seis vezes, e a Legião de Honra da França.

PROGRAMAÇÃO:
08h – Abertura do Seminário Prêmio Caio 2015
17h – Encerramento Seminário Prêmio Caio 2015
19h – Credenciamento e coquetel da Cerimônia de Premiação do Prêmio Caio 2015
20h30 – Início do Jantar e Cerimônia de Premiação do Prêmio Caio 2015
23h30 – Encerramento

Com formato diferenciado, PSB de Igarassu realiza Agenda 40 nos bairros

A comissão executiva do PSB de Igarassu vai lançar a Agenda 40 nos bairros, no distrito de Três Ladeiras, nesta quinta-feira ( 3 ), a partir das 18h. A proposta da comissão municipal do partido é fazer um levantamento de problemas e prioridades de cada um dos bairros, a fim de colher subsídios para a elaboração de projetos e programas que farão parte do programa de governo. Segundo o pré-candidato à Prefeitura de Igarassu, Yves Ribeiro, "vamos continuar ouvindo sugestões de militantes e lideranças do partido para serem incorporadas ao nosso discurso político, mas a prioridade nesse momento é ouvir o que o povo tem a dizer". Para ele, o povo também quer conversar sobre os graves problemas que enfrenta o país, no campo político, econômico e ético. A radiografia da realidade de cada localidade será construída por meio de pesquisa de opinião junto aos moradores e  de plenárias populares. "Vamos percorrer todos os recantos de Igarassu, levando a mensagem da esperança de melhores dias e ao mesmo tempo ouvindo as contribuições de quem vive a cidade no seu dia a dia", esclareceu o presidente da comissão municipal da legenda, Severino Ninho.

Comissão de Infraestrutura do Senado aprova mudanças propostas por Fernando Bezerra em licitações e contratos públicos


Brasília, 02/12/15 – A Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI) do Senado aprovou hoje (2), por unanimidade, proposta do senador Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE) que altera e moderniza a legislação sobre licitações e contratos na administração pública. Entre outras medidas, o pessebista pernambucano defende que serviços e obras de engenharia só poderão ser iniciados mediante a apresentação de projeto executivo consistente. “O substitutivo busca priorizar o planejamento e prestigiar a engenharia de projetos no Brasil”, destaca o senador. “Uma obra só poderá começar com todos os elementos do projeto executivo concluídos para evitarmos os intermináveis aditivos contratuais e, consequentemente, pouparmos os recursos do contribuinte brasileiro”, acrescentou.

Aprovada na forma de substitutivo ao Projeto de Lei (PLS) nº 559/2013, a proposição de Fernando Bezerra revisa e aprimora as leis em vigor – especialmente, a Lei 8.666/1993 – para que o país, conforme avalia o parlamentar, “dê um salto” no pré-requisito “planejamento´ nos processos licitatórios e nas contratações públicas. A ideia é conferir maior transparência, competitividade e isonomia nas licitações, aumentando-se a disputa e, consequentemente, reduzindo-se os preços ofertados e as despesas ao erário.

“O principal objetivo é reduzir os custos das obras públicas”, analisou Fernando Bezerra Coelho. “Estamos assistindo, ao longo dos últimos anos, um festival de aditivos e de mudanças nos preços e na concepção dos projetos. E tudo isso tem, como causa principal, o pouco tempo que as administrações públicas no Brasil dedicam, nos processos licitatórios, ao planejamento e ao projeto de execução das obras públicas”, completou.

Para propor as mudanças na legislação que normatiza o setor, Fernando Bezerra baseou-se em experiências internacionais como, por o exemplo, a do Japão. A elaboração de projetos, a montagem dos cronogramas e as projeções de custos consomem cerca de 40% do tempo previsto para um empreendimento no Japão. No Brasil, de acordo com o senador, só um quinto do tempo total das licitações é dedicado ao planejamento da obra.

REDUÇÃO DA BUROCRACIA – A elaboração do substitutivo apresentado pelo senador Fernando Bezerra Coelho contou com a colaboração de diferentes especialistas e entidades ligadas ao setor, como o Tribunal de Contas da União (TCU), a Confederação Nacional dos Municípios (CNM), consultorias legislativas do Senado Federal e a Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon). Entre as contribuições apresentadas, destaca-se a necessidade de redução de determinados procedimentos burocráticos nos processos licitatórios. 

“As mudanças que estamos propondo representam um novo marco legal para licitações e contratos no Brasil”, ressaltou o senador. “É preciso que a nova legislação não entre ´no detalhe do detalhe´ para não complicar, ainda mais, todas as exigências que devem ser atendidas nas contratações de obras e serviços públicos”, explicou o relator do PLS 559.

ATUALIZAÇÃO DE VALORES – Outra questão destacada no substitutivo de Fernando Bezerra é a revisão dos valores admitidos para dispensa de licitação em casos como aquisições com preços reduzidos ou pequenas obras de engenharia. Atualmente, o valor autorizado para esta modalidade de contratação pública é até R$ 8 mil. A proposta de Fernando Bezerra é que este valor seja atualizado para R$ 32 mil, no caso de licitação de serviços, e para R$ 60 mil, em relação a pequenas obras de engenharia ou reformas prediais.

CONTRATAÇÃO INTEGRADA – Outra inovação inserida no substitutivo refere-se ao chamado “regime de contratação integrada”. A proposta de Fernando Bezerra Coelho é que esta modalidade só ocorra caso o objetivo da licitação custe R$ 500 milhões ou mais e em situações excepcionais, a exemplo de empreendimentos que envolvam tecnologias não dominadas pela administração pública.

Com a medida, o senador quer evitar que obras e serviços de diversas naturezas e custos sejam contratados pelo Regime Diferenciado de Contratações. O RDC dispensa o que Fernando Bezerra considera indispensáveis em contratações e licitações públicas: projetos executivos e plano de execução de obras. “Os processos licitatórios precisam de parâmetros mais claros e maiores garantias que as obras e serviços contratados serão entregues à administração pública no tempo previsto e custando o que foi orçado nos projetos executivos”, defende.

ESFORÇO CONCENTRADO – Para a ampla análise do Projeto de Lei 559, fora instituída – devido à complexidade do tema – a Comissão Temporária de Modernização da Lei de Licitações e Contratos. Além da CI, sob a relatoria do senador Fernando Bezerra, o PLS 559 também tramita nas Comissões de Assuntos Econômicos (CAE) e de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado. Após a análise nas comissões temáticas, os relatórios serão apreciados pela Comissão Especial do Desenvolvimento Nacional (CEDN) – que analisa os projetos da chamada “Agenda Brasil” – antes de seguir para o Plenário do Senado.

BACIAS  HIDROGRÁFICAS – Durante a reunião de hoje, a Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado também aprovou relatório do senador Fernando Bezerra Coelho a projetos de lei que tratam das competências e colaborações sobre mudanças na vazão de reservatórios de usinas hidrelétricas. De acordo com o substitutivo apresentado pelo pessebista, as alterações de vazão serão previamente submetidas à consulta do respectivo Comitê de Bacia Hidrográfica.

“É importante empoderarmos, valorizarmos estes Comitês porque eles representam todos os usuários da água dos rios brasileiros. Então, os Comitês de Bacias Hidrográficas precisam ser melhor ouvidos em situações de elevação ou diminuição da vazão de usinas hidrelétricas”, afirmou Bezerra Coelho. Ao lembrar que embora tais mudanças nas vazões sejam atribuições diretas do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) e do Ibama, o senador reforçou: “o que se pretende, com esta inciativa legislativa, é que os Comitês sejam consultados para que eles participem mais da construção das decisões relacionadas à vazão de nossos rios”.

O substitutivo de Fernando Bezerra aprova o PLS 265/2014, de autoria do senador Antônio Carlos Valadares (PSB-SE), e rejeita o PLS 288/2014, proposto pelo então senador Kaká Andrade. A matéria segue agora para a análise, em caráter terminativo, da Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle (CMA) do Senado.

Música, dança e teatro fazem parte da III Mostra Cultural no Paulista


Arte e cultura tomaram conta do Cine Teatro Paulo Freire na noite desta terça-feira (01.12). O espaço, localizado na Av. Floriano Peixoto, s/n, Centro do Paulista, foi palco da III Mostra Cultural do Centro Ariano Suassuna. Na ocasião, cerca de 100 alunos empolgaram o público com apresentações de dança, música e teatro. 

Com apenas 10 anos de idade Gustavo Mariz freqüenta as aulas há quatro meses e já está dando um show no violino. “Sou apaixonado por música, mas meu sonho mesmo era aprender a tocar violino. Hoje, apesar de pouco tempo no centro Cultural, já aprendi muito sobre o instrumento e estou bastante realizado”, disse. 

De acordo com o diretor do Centro Cultural Ariano Suassuna, Elson Sales, o evento faz com que os moradores da cidade vivenciem a renovação da cultura. “ o evento enriquece a vida, não só dos alunos – que podem mostrar tudo o que aprenderam durante as aulas -  mas também de quem vem assitir. É um espetáculo a parte”, ressaltou.

“Depois da morte do meu marido eu quase entrei em depressão. Foi aí que comecei a fazer aulas de teclado e violino no centro. Hoje em dia posso dizer que me encontrei. A música mudou a minha vida, a ponto de não conseguir mais viver sem ela”, concluiu a aposentada Maria José de Melo, 79 anos.

Ao fim das apresentações os alunos receberam os certificados de conclusão dos cursos de música, teatro, desenho e animação, todos oferecidos gratuitamente pelo centro. As aulas tiveram duração de seis meses. A ação é coordenada pela Secretaria de Educação do município.

Terceirizados do Governo do Estado e Prefeitura do Recife protestam nesta quinta (3)

Cerca de 30 mil trabalhadores não receberam a primeira parcela do 13° salário

Terceirizados do Governo do Estado e Prefeitura do Recife protestam nesta quinta (3), às 7h no Parque 13 de Maio. Cerca de 30 mil trabalhadores de diversas categorias reivindicam o pagamento da primeira parcela do 13° salário. Além disso, reclamam da falta de pagamento do salário referente a outubro. Desde o começo de 2015, os trabalhadores terceirizados vêm recebendo o pagamento dos salários com atraso, além da falta de pagamento dos benefícios. 

Em reunião nesta terça (1&#