Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Cantata Cultural traz ritmos, música e emoção no Paulista

 

Um espetáculo repleto de alegria e ritmos abrilhantou a noite dos moradores do Paulista, nesta quinta-feira (17). Durante a solenidade, que aconteceu no estacionamento do Shopping Norte, bairro do Janga, cerca de 400 estudantes da rede de ensino do Paulista encantaram o público com apresentações de músicas e danças. 

Ao som de muito batuque, o Projeto Tambores do Paulista deu início a festa e contagiou o público com canções de maracatu e frevo. Com apenas sete anos de idade, Luiz Carlos mal conseguia segurar o tambor, mas nem por isso deixou faltar empolgação na apresentação. “Sou o mais novo do grupo e estou me divertindo muito participando das aulas. Gosto muito de tocar e quero continuar fazendo isso”, disse.

Para Dona Eliane Martins, 42 anos, a festa não poderia estar mais linda.   “Estava ansiosa para assistir ao evento. Fiz minhas compras cedo no shopping e corri para não perder nenhum detalhe, está tudo encantador”, revelou.

“Todos os nossos projetos sociais estão se apresentando aqui hoje. Esse é o momento de nos confraternizarmos e deixarmos as estrelas da festa - que são os alunos - brilharem. Esperamos proporcionar uma linda noite de diversão para essa criançada e para o público presente”, concluiu o secretário de Políticas Sociais, Esportes e Juventude, Augusto Costa.

Paulista enriquece debate sobre políticas públicas para mulheres em conferência estadual

Representantes do município do Paulista estão participando da IV Conferência Estadual de Políticas para as Mulheres de Pernambuco, que acontece até esta sexta-feira (18), em Gravatá, no Agreste do Estado. O grupo, composto por membros do governo municipal e sociedade civil, leva as experiências exitosas da cidade para o debate, que neste ano trata do tema “Mais direitos, participação e poder para as mulheres”.
            As propostas da conferência vão ajudar no planejamento das políticas públicas para o segmento feminino em Pernambuco ao longo dos próximos quatro anos, além de tirar proposições para a IV Conferência Nacional de Políticas para as Mulheres, que acontecerá no mês de março do próximo ano, em Brasília DF.
            Em Paulista, as políticas públicas para as mulheres são consideradas ações prioritárias de governo, evidenciando a preocupação do poder público municipal com o segmento. No Executivo, o trabalho fica a cargo da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres.
            A pasta vem desenvolvendo diversas ações na cidade. Destaque para o Programa Gênero e Educação. A iniciativa funciona em duas frentes. Numa delas, os professores da rede municipal são capacitados para aplicar a política de gênero nas atividades pedagógicas em sala de aula. A outra vertente do programa envolve o projeto Maria da Penha vai às Escolas, que busca disseminar a cultura de paz nas unidades sob a ótica do enfrentamento à violência contra a mulher. O Gênero e Educação foi finalistas de um concurso do Banco Mundial, em 2014.
FÓRUM – Antes da abertura da conferência estadual, representantes municipais e estaduais se reuniram para participar do XXIII Fórum de Gestoras Estaduais de Pernambuco. Marcaram presença a secretária estadual da Mulher, Silvia Cordeiro; a coordenadora do Fórum de Gestoras da Região Metropolitana, Bianca Pinho Alves; além de Josemile Pontes, coordenadora do Fórum Gestoras da Região do Semiárido; e Dalvanice do Nascimento, coord. Do Fórum de Gestoras da Zona Canavieira.

Kaio Maniçoba culpa Governo Federal pela falta de água no Projeto Fulgêncio em Santa Maria da Boa Vista


Os agricultores do Projeto Fulgêncio, em Santa Maria da Boa Vista, no Sertão pernambucano voltam a sofrer com a falta de água, para irrigação, por ingerência do Governo Federal – Ministério da Integração Nacional. O deputado Kaio Maniçoba (PHS-PE), lamenta o episódio ocorrido na última segunda-feira (14), quando a energia da Estação de Bombeamento (EB-1), que abastece todo o projeto, foi mais uma vez cortada por falta de pagamento.
“Já realizamos audiência na Câmara no mês de agosto, e desde abril passado enviamos requerimentos para os órgãos competentes para discutir a constante falta de energia, mas o problema volta a acontecer prejudicando centenas de agricultores reassentados de todo Sistema Itaparica que dependem do projeto para sobreviver”, alerta Kaio.   
O parlamentar cobra mais empenho do Governo Dilma para as decisões que envolvem a seca no sertão pernambucano, uma vez que a situação se repete e se arrasta ao longo do ano sem que nada seja resolvido.