Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Natal Solidário Eu Vivo Paulista 2015 nas creches da cidade



Nesta sexta-feira (18/12/15) a 1ª dama da cidade do Paulista, Andréa Pereira, se fez presente no Natal solidário Eu Vivo Paulista e entregou sacolinhas de natal nas creches Tio Roberto, Jesus de Nazaré e creche Escola Maria de Nazaré.




Clique AQUI para visualizar mais 41 fotos da matéria acima por meio do Facebook de José Carlos Alves

Aviso: para ter acesso às fotos terá que enviar-nos um pedido de amizade no Facebook,

caso já seja nosso amigo ignore esse aviso. 

VEREADORES DE OPOSIÇÃO VÃO À JUSTIÇA CONTRA CAMAROTIZAÇÃO NO CARNAVAL DE OLINDA

Na tarde de ontem (17), os vereadores de oposição Arlindo Siqueira (PSL), Jorge Federal (PMDB), Jesuíno Araújo (PSDB) e Riquinho (PROS) entraram com uma medida cautelar inominada com pedido de liminar contra o Projeto de Lei 125/2015 de autoria do presidente da Casa Bernardo Viera de Melo, Marcelo Soares (PCdoB). O caso está sendo acompanhado pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco, na 1º Vara da Fazenda Pública da Comarca de Olinda.

A proposta que permite a realização de casas camarotes no Sítio Histórico durante o Carnaval nas avenidas Sigismundo Gonçalves e Joaquim Nabuco, Ruas do Sol, do Farol, Santos Dumont e Estrada do Bonsucesso, foi votada e aprovada terça-feira (15), na última Sessão Ordinária do ano. O pedido judicial de suspensão do projeto foi feito após uma análise dos vereadores, onde consta vício de iniciativa e arbitrariedades que vão de encontro ao regimento interno da Casa. Além de contrariar termo de ajuste de conduta firmado junto ao Ministério Público de Pernambuco (MPPE) em função da ocorrência da mesma ação da Câmara há um ano.

A vereadora Graça Fonseca (PR), membro da Comissão de Legislação, Justiça e Redação solicitou pedido de informação ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e ao Conselho de preservação dos Sítios Históricos de Olinda, antes de emitir parecer sobre a legalidade do projeto em questão,que foi negado por Marcelo Soares. Esta ação foi considerada desrespeitosa à prerrogativa da vereadora conforme o art. 73 do regimento interno da Casa, onde observou-se que a prerrogativa deveria ser feita pelo poder executivo do município, e não pelo legislativo.

O vereador Arlindo Siqueira que é presidente da Comissão de Cultura, Patrimônio Histórico e Turismo da Câmara, foi surpreendido ao saber que a votação foi iniciada sem a sua presença. Arlindo precisou sair do seu gabinete às presas sem fazer seu parecer contrário ao Projeto 125/2015, que durante a sessão foi persuadido por Marcelo a não fazê-lo, e foi impedido de discutir o parecer da Comissão que preside.

Segundo a Lei Orgânica do Município de Olinda (LOMO), o presidente da Câmara Municipal não tem legitimidade para a proposição da lei, que está explícita no art. 33, inciso IV.

ARLINDO SIQUEIRA É CONTRA LEI QUE BENEFICIA CAMAROTIZAÇÃO

Na última quarta-feira (16), o vereador Arlindo Siqueira (PSL) fez uma denúncia no Ministério Público de Pernambuco (MPPE), contra o Projeto de Lei 125/2015 de autoria do presidente da Casa Bernardo Viera de Melo, Marcelo Soares (PCdoB). O projeto votado e aprovado na última reunião da Câmara, é contrário à Lei do Carnaval nº 5.306/2001. O caso está sendo acompanhado pela Promotora de Justiça do Município, Dra. Belise Câmara.

A proposta permite a realização de casas camarotes no Sítio Histórico durante o Carnaval nas avenidas Sigismundo Gonçalves e Joaquim Nabuco, Ruas do Sol, do Farol, Santos Dumont e Estrada do Bonsucesso. Na última terça-feira (15), o vereador foi surpreendido com a colocação em pauta para votação do projeto que foi protocolado no dia 07 de dezembro deste ano por Marcelo, e que não foi submetido ao caráter de urgência, como determina o Regimento Interno da Casa.  A nova Lei também não foi discutida previamente com todos os parlamentares, moradores da cidade, entidades carnavalescas, Sociedade Olindense de Defesa da Cidade Alta (SODECA) e Ministério Público Estadual.

Arlindo se impôs na condição de um dos asseguradores da obediência aos ditames legais e, conforme preceitua o art. 31 da Carta Magna, a qual estabelece que "A fiscalização do município será exercida pelo Poder Legislativo Municipal, mediante controle externo, e pelos sistemas de controle interno do Poder Executivo Municipal, na forma da lei.", solicitou análise da Lei do Carnaval nº 5.306/2001.

O vereador solicita também ao Ministério Público uma análise para tornar nulo o projeto diante das irregularidades apresentadas; Verificação das diretrizes debatidas em Audiências Públicas e reuniões fiscalizadoras pelo órgão, e fornecer parecer sobre o assunto; Pede à Mesa Diretora da Casa Legislativa, esclarecimento sobre os fatos em tela e, justificativa; e Solicita uma nova Audiência Pública para debater as alterações da Lei.

Alunos do SESI vencem torneio de Robótica

A quadra esportiva do SESI Paulista, na Região Metropolitana do Recife, ficou pequena para tanta agitação e empenho dos estudantes do Ensino Básico e Profissional (Ebep), do SESI, no Campeonato de Robótica de Pernambuco, realizado na sexta-feira (4).

As equipes eram divididas por grupos de alunos com idade até e maior que 16 anos, e a do Ibura foi a grande vencedora da competição, com as conquistas de melhor desempenho das provas determinadas pela comissão julgadora e torcida mais animada. No segundo lugar geral, as turmas do SESI Vasco da Gama e Araripina. Em terceiro lugar, Escada e Vasco da Gama (maior de 16 anos).

Ainda representando as escolas da Região Metropolitana do Recife (RMR), as equipes dos alunos até 16 anos do SESI Paulista ficaram com a prata e os do SESI Cabo levaram o bronze no rendimento das missões. Já as equipes de alunos maiores de 16 anos, o time do SESI Cabo alcançou o ouro e o do SESI Camaragibe arrematou o bronze entre os melhores desempenhos nas missões.

O estudante Marcos Vínicius Luna, 16 anos, da equipe Áton, do Ibura, explicou que o grupo teve que se empenhar muito, já que tiveram apenas um mês para desenvolver o protótipo com as peças de Lego. “Começamos a estudar robótica em agosto e o mais legal é que o brinquedo Lego incentiva o raciocínio e tudo parece um grande jogo. Mas na verdade, estamos aprendendo a desenvolver pequenas máquinas e também a entender outras matéri