Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Fernando Bezerra vai a ministro do Trabalho em defesa de agricultores familiares de Petrolina


No Senado, parlamentar lamenta inundações na Região Metropolitana de Recife e pede apoio do governo federal

Brasília, 31/05/16 – Em audiência com o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, o senador Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE) solicitou, na tarde desta terça-feira (31), o registro do Sindicato dos Trabalhadores na Agricultura Familiar de Petrolina (PE). De acordo com o ministro, a Pasta atualmente trabalha no aprimoramento do marco regulatório da atividade sindical e a demanda do senador poderá ser atendida até o final do próximo mês de junho.

Atualmente representados pelo Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Petrolina, os cerca de 37 mil agricultores familiares do município defendem o registro da entidade que defenderá as pautas específicas da categoria. “A agricultura familiar de Petrolina tem todos os méritos para ser contemplada com um sindicato que represente seus interesses. Tal medida fará com que a atividade cresça e leve ainda mais desenvolvimento ao município e a todo o estado de Pernambuco”, reforçou o senador ao ministro Ronaldo Nogueira.

Durante a audiência, Fernando Bezerra lembrou que os trabalhadores rurais de Petrolina são organizados desde a década de 60. “Tenho uma história com este setor desde o início da minha vida pública”, destacou o senador. “Por isso, sei o quanto a categoria é merecedora de um sindicato que a represente e apoie o crescimento da agricultura familiar na região de Petrolina, minha cidade natal”, completou.

CHUVAS EM RECIFE – No Plenário do Senado, também nesta tarde, Fernando Bezerra Coelho lamentou os efeitos das fortes chuvas que atingiram a Região Metropolitana de Recife. Ontem (30), alagamentos e deslizamentos foram registrados em diferentes localidades; principalmente, na capital e em Olinda. “Não poderia deixar de prestar minha solidariedade às vítimas destes desastres e de solicitar o apoio do governo federal – em especial, o do ministro da Integração Nacional, Hélder Barbalho – para que o ministério seja ágil na liberação dos recursos de transferência obrigatória”, observou o senador.

Ao destacar a gravidade da situação, “que se traduziu na perda de quatro vidas e centenas de pessoas desabrigadas”, Fernando Bezerra alertou que algumas cidades da Região Metropolitana já decretaram estado de emergência. “Só em Paulista, a Defesa Civil removeu cerca de 500 pessoas das áreas críticas de alagamentos ou de possíveis deslizamentos”, disse. “Há registros, também, de desalojados em Jaboatão dos Guararapes, Camaragibe, Barreiros e Abreu e Lima”, acrescentou.

Confira a íntegra do pronunciamento feito pelo senador:

“Sr. Presidente, queria também me associar às diversas manifestações pela iniciativa de V. Exª de colocar, na Ordem do Dia, matérias importantes e, sobretudo, nesse momento em que a nação brasileira está chocada com o episódio que ocorreu no Estado do Rio de Janeiro e que precisa, sim, que o Congresso Nacional, através da Câmara dos Deputados – como V. Exª colocou muito bem na sua fala – agilize e conclua a votação de diversas iniciativas que foram iniciadas aqui no Senado Federal e que aguardam deliberação da Câmara dos Deputados.
Portanto, cumprimento V. Exª pela iniciativa.
Mas, queria fazer um registro, Sr. Presidente, doloroso para o meu Estado de Pernambuco que, desde ontem, vem sofrendo com as fortes chuvas na região metropolitana do Recife e na Zona da Mata. Na madrugada de ontem, choveu um volume correspondente a vinte dias em apenas seis horas, uma precipitação anormal que infelizmente se traduziu na perda de quatro vidas e centenas de pessoas desabrigadas.
Houve deslizamento de barreiras no Recife e em Olinda. Só em Paulista, também na região metropolitana, a Defesa Civil removeu cerca de 500 pessoas das áreas críticas de alagamentos ou de possíveis deslizamentos. Há registros também de pessoas desalojadas em Jaboatão dos Guararapes, Camaragibe, Barreiros e Abreu e Lima. Algumas dessas cidades já estão com estado de emergência decretado.
Por tudo isso, Sr. Presidente, não poderia deixar de prestar aqui a minha solidariedade às vítimas desses desastres e de solicitar o apoio do Governo Federal, em especial do Ministro da Integração Nacional, o competente e jovem Ministro Hélder Barbalho, para que o Ministério seja ágil na liberação dos recursos de transferência obrigatória.
Quero também aqui destacar o trabalho do Governador Paulo Câmara e do Prefeito Geraldo Júlio nas primeiras providências de assistência às vítimas dessas fortes chuvas.
A situação, Sr. Presidente, é grave e merece a devida atenção do Governo Federal. Em razão disso, deixo aqui registrado o meu apelo no dia de hoje.
Muito obrigado, Sr. Presidente.”

Prefeitura continua prestando assistência aos desabrigados da chuva


As pessoas que estavam abrigadas na Escola Municipal Agamenon Magalhães, no bairro do Fragoso, receberam na tarde desta terça-feira (31.05) mais uma remessa de colchões, lençóis, travesseiros e cestas básicas. A entrega, que foi realizada por uma equipe da Defesa Civil municipal, ocorreu no pátio da unidade de ensino. Os utensílios foram adquiridos pela administração pública após o temporal que castigou a cidade nesta