Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Faculdade de Direito do Recife é ocupada por estudantes

Folha de Pernambuco

Movimento é contrário à Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 55/2016

Movimento é contrário à Proposta de Emenda Constitucional PEC 55/2016Foto: Leo Motta/Folha de Pernambuco

Desde a noite da última quinta-feira (10), estudantes ocupam mais uma unidade da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), a Faculdade de Direito do Recife, localizada no bairro da Boa Vista, na área Central da capital pernambucana. A FDR é a primeira faculdade de Direito construída em solo brasileiro.
Os estudantes Paulo Roberto Aguiar, de 19 anos, e Júlia Dubeux, de 21 anos, se mostraram contrários ao movimento de ocupação porque acreditam que foi feito de forma ilegítima. "Foi feito de forma autoritária e violenta. Não teve assembleia. Foi uma rodinha de reunião entre eles e não comunicaram a ninguém. Foi tudo feito na surdina. Um monte de gente que não é aqui. Ontem, chegaram e tiraram o segurança a força. É autoritarismo", afirmaram os estudantes. 
Paulo Roberto, no entanto, acredita que a causa da manifestação é legítima. "A causa é legítima. O governo chegou ao poder de forma conturbada e é, naturalmente, de se esperar protestos. A questão é que a gente é contra a PEC 55, mas o problema disso tudo é a forma como tudo está sendo feito. Deve ocupar uma grande avenida, mas não um prédio histórico de uma universidade", comentou. 
Um professor da faculdade, que preferiu não se identificar, disse que foi convidado, pelos alunos que ocuparam o prédio, para comprovar que nada foi depredado no local. O professor disse que o mandado de reintegração de posse já foi expedido e que o reitor pode desocupar o prédio a qualquer momento. 
Até o momento, a instituição registra 11 prédios ocupados por estudantes. O movimento é contrário à Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 55/2016, que estabelece um teto de gastos públicos para os próximos 20 anos. Os professores da UFPE, da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) e da Universidade de Pernambuco (UPE) decretaram greve na última semana.

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados.