Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

O exame rotineiro da próstata é fundamental para uma vida saudável

Todo ano, milhares de novos casos de câncer de próstata são diagnosticados em todo o mundo. Só para ter uma idéia da gravidade desta doença, cerca de 13 mil homens morrem ao ano, sendo um caso de morte a cada 40 minutos. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), somente no ano de 2016, serão mais de 61 mil novos casos diagnosticados de câncer de próstata no Brasil.  Assim sendo, entidades médicas dão início este mês à campanha Novembro Azul. O foco desta campanha é conscientizar os homens para que façam o exame de próstata, principalmente a partir dos 50 anos, e mais ainda para aqueles que pertencem aos grupos de risco, que envolvem história familiar para câncer de próstata e homens afrodescendentes. Além disso, a campanha também destaca a importância do exame rotineiro do homem de um forma geral. A enfermidade não apresenta sintomas na fase inicial. Quando o câncer de próstata começa a dar sintomas, a doença já está avançada. “O tabu produzido por uma moral cruel aos homens é por pura falta de informação e a melhor forma de combater o machismo é através de campanhas educativas como o "Novembro Azul”, afirma o Dr. Tibério Moreno Jr., chefe de urologia do Hospital Memorial São José, que integra a rede D'Or.

Infelizmente muitos homens ainda deixam para procurar assistência médica, quando o câncer já está em estado avançado. A orientação de que, quanto mais rápido for feito o diagnóstico, mais preciso, rápido e eficiente será o tratamento, ainda é muito ignorada. Dr. Tibério ressalta que os homens poderiam se beneficiar muito mais se fizessem seus exames anuais rotineiramente. “Mas quando se trata de agendar consultas médicas, os homens são notórios pelos atrasos. Na verdade, alguns homens nunca iriam ao médico se não fosse pelas suas parceiras, que desempenham um papel fundamental nesse quesito”, diz.  A doença, que não costuma apresentar sintomas em sua fase inicial, por outro lado, na fase avançada pode evoluir para dor óssea, complicações no sistema urinário e até insuficiência renal.  Os exames de ultrassom da próstata, PSA (dosagem do Antígeno Prostático Específico) e toque retal ainda são os melhores para diagnosticar a doença. “O toque retal é um exame simples, rápido e indolor, além de ser fundamental para detectar o estágio da doença e definir o tratamento. Ele dura em torno de 8 a 10 segundos e é um exame importantíssimo que pode salvar vidas e diagnosticar precocemente a doença , esclarece o médico.

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados.