Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Suape completa 38 anos com números positivos e operações diversificadas

A empresa estima fechar o ano com mais de 15% de crescimento, com destaque para movimentação de veículos, que cresceu 231% em relação ao mesmo período do ano passado
O Complexo Industrial Portuário de Suape completa 38 anos nesta segunda-feira (7/11) com muitos motivos para comemorar. A administração do Complexo mantém a curva de crescimento na movimentação de cargas, acumula e recebe novos investimentos de diferentes segmentos e inicia, no mês do aniversário, a operação do novo terminal de açúcar. “Suape é um diferencial que temos no Estado que contribui com o desenvolvimento de Pernambuco e da região Nordeste, sendo hoje um dos portos mais completos e preparados do Brasil para receber novas operações”, afirma o secretário de Desenvolvimento Econômico e presidente de Suape, Thiago Norões.
Até setembro, o porto alcançou a marca de 16,98 milhões de toneladas de cargas movimentadas, que representa um crescimento de 14,1% em relação ao mesmo período de 2015. Na navegação por cabotagem e movimentação de granéis líquidos, Suape continua na liderança entre os portos públicos do Brasil, com 12,51 milhões e 13,09 milhões de toneladas de cargas, respectivamente. Os números indicam que o porto pernambucano segue para fechar o ano com novo recorde na movimentação geral. Em 2015, Suape registrou 19,72 milhões de toneladas de cargas. 
Em pré-operação na retroárea do cais 5, o Terminal de Açúcar, empreendimento da Odebrecht Transport e a Agrovia, deve contribuir para aumentar ainda mais essa movimentação. O objetivo é atender uma parte da safra 2016/2017, oriundas de duas usinas da Mata Sul Pernambucana, com expectativa de movimentar 200 mil toneladas de açúcar refinado ensacado no primeiro ano de operação. Com capacidade total de movimentação de 750 mil toneladas/ano, o novo terminal deve superar, até 2038, 738 mil toneladas. O empreendimento contará com equipamentos modernos e tecnologias que permitirão ganhos de eficiência e produtividade. Além da implantação desse novo empreendimento que gera emprego e renda para mais de 200 pernambucanos.
VEÍCULOS - Os bons números também se refletem na movimentação de veículos, operação em que o porto tem se especializado cada vez mais. De janeiro a setembro, passaram pelo Porto 37.843 veículos por meio de operações das montadoras General Motors, Toyota, Fiat e Jeep, essas últimas do grupo Fiat Chrysler Automobiles. Deste total, 12.216 veículos foram importados e 25.627 foram exportados. Os principais países de destino foram Argentina, México, Chile, Peru, Uruguai, Colômbia, Panamá e Costa Rica, sendo que a Argentina foi também o principal país de origem. A marca de 2016 já supera em 231% a movimentação do mesmo período de 2015. “Este ano vamos superar o volume de movimentação de 2015. Poucas empresas têm essa expectativa de crescimento no Brasil. Temos um porto funcionando de forma eficiente, aliando ao cuidado ao meio ambiente e as questões sociais. Suape está pronta e preparada para retomar o processo de investimento e crescimento que o Brasil voltará a viver nos próximos anos”, comemorou o vice-president, Evandro Avelar. 
NOVAS OPERAÇÕES - Além dos avanços na movimentação portuária, novas empresas continuam se instalando e ampliando suas fábricas em Suape, à exemplo da companhia americana Bemis, que aumentou sua unidade no início de outubro. Hoje, a Bemis utiliza o Porto de Suape para a importação de seus insumos e vende os produtos para clientes em todo o Brasil. Outra nova operação foi da empresa especializada em iluminação, Ourolux. Instalada em Jaboatão, a empresa iniciou as importações de lâmpadas de LED, com destino ao mercado consumidor do estado. As mercadorias são enviadas para o Centro de Distribuição em Jaboatão dos Guararapes, que tem capacidade para armazenar dois milhões de lâmpadas e possui 2,5 mil metros quadrados. Os produtos da Ourolux são importados da Ásia pelos portos de Santos, Rio de Janeiro e Suape. Ao todo, a empresa vende 1,5 milhão de lâmpadas por mês na região. 
Já em 1º de agosto deste ano, a Bic Brasil inaugurou o novo Centro de Distribuição, instalado no Entreposto da Zona Franca de Manaus (EZFM) em Suape.  Com a adoção da empresa pela navegação por cabotagem, os produtos saem da fábrica em Manaus e seguem direto para o porto pernambucano, simplificando o projeto logístico e proporcionando a redução dos impactos para o meio ambiente, com a redução do transporte pelos caminhões.  A Bosch, líder mundial em ferramentas elétricas e acessórios, também inaugurou o seu novo CD. A empresa começou a utilizar o Porto de Suape, em junho passado, como porta de entrada de todos os produtos que chegam com destino ao CD da empresa instalado no Cone Multimodal, no Cabo de Santo Agostinho. Ao todo, foram investidos cerca de R$ 3,4 milhões no projeto. 

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados.