Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

FPS faz campanha sobre uso do protetor solar durante feriado


Estudantes e tutores do Curso de Farmácia da FPS darão orientações à população na orla de Boa Viagem sobre proteção solar no combate ao câncer de pele

Com a chegada do mês de dezembro e a aproximação do verão - quando a incidência solar aumenta - os cuidados com a proteção da pele devem ser redobrados. É pensando nisso que várias instituições de saúde uniram forças para incentivar a prevenção do câncer de pele, em campanha chamada “dezembro laranja”. Como ação preventiva, na próxima quinta-feira (08/12), das 08h às 12h, o curso de Farmácia da Faculdade Pernambucana de Saúde (FPS) fará sua campanha de fotoproteção associada ao Fórum Nacional de Farmácias Universitárias (FNFU). Antes disso, nos dias 1º e 02 de dezembro, a ação acontece dentro do próprio campus da FPS, na Imbiribeira.

A equipe, formada por estudantes e tutores da instituição, irá percorrer as areias da praia aproveitando o feriado municipal, quando deve ter mais banhistas. Eles vão conversar e orientar quanto ao uso do protetor solar, fazendo distribuição de cartilha sobre o assunto.

Segundo Flávia Morais, coordenadora do curso de Farmácia da Faculdade pernambucana de Saúde (FPS), uma das maiores dúvidas de quem busca se proteger é sobre a quantidade de protetor a ser aplicada na pele e duração da proteção quando submetida ao suor e aos banhos de mar e piscina. “Nossa ideia é levar essas e outras informações e conscientizar para prevenir a incidência do câncer de pele”, declara. Também será dado o alerta acerca dos riscos da exposição inadequada ao sol, diferenças entre os vários tipos de fotoprotetores e como fazer a aplicação correta.

COMBATE AO CÂNCER
Casos de câncer de pele têm incidência frequente em todo o mundo, apresentando-se sob três principais formas: melanoma, carcinoma basocelular e carcinoma espinocelular (ou epidermoide). Os dois últimos são também conhecidos como câncer de pele não melanoma, os mais frequentes tipos de câncer de pele. A exposição excessiva ao sol é o principal fator de risco para o surgimento dos cânceres de pele melanoma e não melanoma.
Dados do INCA revelaram uma estimativa de 80.850 casos novos de câncer de pele não melanoma nos homens e 94.910 nas mulheres no Brasil, para 2016. Segundo os resultados, esses valores corresponderam a um risco estimado de 81,66 casos novos a cada 100 mil homens e 91,98 a cada 100 mil mulheres. Quanto ao melanoma, a estimativa de letalidade foi elevada, porém sua incidência foi baixa (3 mil casos novos em homens e 2.670 em mulheres). As maiores taxas estimadas em homens encontraram-se na região Sul do Brasil (138,75/100 mil), enquanto para as mulheres, destaca-se as regiões, Sudeste (134,19/100 mil), Centro-Oeste (102,71/100 mil) e Sul (93,58/100 mil).

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados.