Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

França e Alemanha lamentam execução de clérigo xiita

Da Agência Brasil*
A França e a Alemanha lamentaram hoje (3) a execução do clérigo xiita Nimr Baqir al-Nimr pela Arábia Saudita, em um episódio que gerou violência em vários países do Médio Oriente e que pode levar a nova escalada de tensões entre sunitas e xiitas.
Nimr al-Nimr, que passou mais de uma década estudando teologia no Irã e foi um dos organizadores dos protestos xiitas contra o governo saudita desde 2011, foi um dos 47 xiitas e sunitas executados no sábado (2) na Arábia Saudita, tendo a sua morte provocado violentos protestos no Irã.
O Ministério dos Negócios Estrangeiros francês, em comunicado, disse que "lamenta profundamente" a execução de 47 pessoas na Arábia Saudita no sábado, entre as quais o líder religioso xiita, reiterando que continua a ser contra a pena de morte em "todos os lugares e em todas as circunstâncias".
A França, que é um aliado próximo da Arábia Saudita, apelou aos responsáveis da região para que "façam tudo para evitar a exacerbação das tensões sectárias e religiosas".
Alemanha
A Alemanha também reagiu por meio  do porta-voz do seu Ministério dos Negócios Estrangeiros. "A execução de Nimr Baqir al-Nimr fortalece a nossa atual preocupação com a crescente tensão (...) na região".
Londres não condenou diretamente a execução de Nimr Baqir al-Nimr, declarando apenas por meii do porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros a oposição do Reino Unido à pena de morte "em todas as circunstâncias e em todos os países".
O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, disse estar "profundamente consternado" com a execução de 47 pessoas na Arábia Saudita e apelou à calma nas reações à morte do líder religioso xiita, segundo o porta-voz da ONU.
Protestos violentos
A morte do líder religioso xiita provocou violentos protestos contra a embaixada da Arábia Saudita em Teerã e na Praça Palestina que reuniram cerca de mil pessoas na capital iraniana. O líder supremo do Irã, o aiatolá Ali Khamenei, advertiu que a Arábia Saudita vai sofrer uma“vingança divina” pela execução de “um mártir” que foi morto “injustamente”.
Em Bahrein, estado insular do Golfo Pérsico, houve vários controntos entre a polícia e manifestantes xiitas, que protestavam contra a execução de Nimr al-Nimr, deixando diversos feridos.
Os confrontos ocorreram em várias cidades do subúrbio xiita de Manama, onde a polícia usou gás lacrimogêneo e, em alguns casos, balas de chumbo contra manifestantes que lançavam coquetails Molotov, segundo testemunhas citadas pela Agência France Presse (AFP).
Associação ao terrorismo
O Ministério do Interior da Arábia Saudita declarou, no sábado, em comunicado, que as 47 pessoas executadas tinham sido condenadas por terem adotado a ideologia radical "takfiri", juntando-se a "organizações terroristas" e implementando várias “parcelas criminosas".
Estas foram as primeiras execuções de 2016 na Arábia Saudita, um país ultraconservador que executou 153 pessoas em 2015, segundo uma contagem feita pela AFP com base em números oficiais.
* Com informações da Agência Lusa
Edição: Fábio Massalli

Volta para casa segue tranquila nos principais aeroportos

Imagem ilustrativa
Agência Brasil

A volta para casa após as festas de fim de ano segue tranquila nos principais aeroportos do país. Até as 19h, dos 1.488 voos previstos para todo o dia, cerca de 2% partiram com atrasos e 5% foram cancelados.
Um dos aeroportos mais movimentados por ser ponto de redistribuição para quase todos os demais aeroportos brasileiros, o terminal de Brasília tinha 146 voos previstos para hoje (3), dos quais 16 foram cancelados. Entre os demais, apenas um decolou fora do horário previsto. O aeroporto está concedido à iniciativa privada, mas os dados foram divulgados pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) junto com os demais terminais ainda controlados pela estatal.
Ainda segundo a Infraero, no Rio de Janeiro a situação também segue tranquila. No Galeão – aeroporto que também está sob concessão – havia 92 voos previstos para o horário, dos quais quatro partiram com atraso e nenhum foi cancelado. No Santos Dumont, 98 decolagens estavam previstas para ocorrer até as 19h, das quais oito foram canceladas e uma ocorreu com atraso.
O aeroporto mais movimentado monitorado pela Infraero é o de Congonhas, em São Paulo. Lá, 166 voos estavam previstos para ocorrerem até o início desta noite. Apenas um foi cancelado e dois partiram com atraso.

Resultados da Mega e de outras loterias são adiados para esta segunda, diz Caixa

Agência Brasil


A divulgação do resultado do primeiro concurso da Mega-Sena de 2016 foi adiada para amanhã (4), informou, por meio de nota a Caixa Econômica Federal. A divulgação do resultado foi adiada devido a uma falha técnica no sistema de processamento de dados.

Após a falha, a Caixa chegou a informar que a previsão para o processamento dos resultados seria até as 20h deste domingo. Além da Mega-Sena, também aguardam o processamento dos resultados a Dupla Sena, Lotomania, Quina e Lotofácil, concursos 1451, 1621, 3974, 1305 e 1776, respectivamente.

Após o sorteio do concurso 1.776, primeira Mega-Sena do ano, na noite desse sábado (2), os seis números do concurso foram divulgados, mas ainda não era possível saber se houve ganhadores nem o valor de cada premiação. O mesmo aconteceu com o resultado das demais loterias. Segundo a assessoria, mesmo o banco tendo corrigido a falha técnica, não foi possível finalizar a apuração dos resultados dos concursos.
Com arrecadação total de quase R$ 7,9 milhões, a Mega-Sena distribuirá, caso não tenha acumulado, um valor estimado de R$ 1,5 milhão. Os seis números do concurso da Mega, sorteados em Manhumirim (MG), são 10, 11, 14, 19, 39 e 48.

Na Dupla Sena, no primeiro sorteio saíram os números 03, 11, 21, 27, 29 e 41 e, no segundo, 02, 07, 19, 27, 29, 40. O prêmio principal está estimado em R$ 4,2 milhões. A Lotomania sorteou as dezenas 05, 11, 15, 23, 25, 27, 28, 29, 31, 32, 33, 45, 53, 71, 84, 87, 88, 90, 92, e 93. O prêmio está estimado em R$ 1,2 milhão.
Com prêmio estimado em R$ 500 mil, a Quina sorteou os números 16, 17, 18, 34 e 55. Para quem acertar os números 02, 03, 04, 05, 06, 07, 08, 11, 12, 13, 15, 17, 20, 23 e 25, a Lotofácil tem como prêmio estimado em R$ 1,7 milhão.

A assessoria de imprensa do banco informou que os sorteios ocorreram naturalmente e que números divulgados continuam valendo para todos os concursos.

Segundo a Caixa, a falha foi corrigida na madrugada de sábado para domingo e a demora para a divulgação dos possíveis ganhadores deve-se ao período necessário para que o sistema eletrônico volte ao normal e possa processar os dados. Em geral, a apuração é conhecida cerca de 30 minutos o após o sorteio, a depender da quantidade de apostas.

Aulas em simulador de direção nas autoescolas passam a ser obrigatórias este ano

Agência Brasil


A partir deste ano é obrigatório o uso do simulador de direção veicular nas autoescolas para quem vai tirar carteira de motorista e dirigir carros de passeio, na Categoria B. Resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), publicada em julho do ano passado, deu prazo até o dia 31 de dezembro de 2015 para que a exigência fosse implantada. Os motoristas que vão adicionar à habilitação a Categoria B também devem ter aulas no simulador.

 O candidato que for tirar a primeira habilitação terá que fazer, no mínimo, 25 horas de aula prática. Do total, 20 horas em veículo de aprendizagem, sendo quatro horas no período noturno. As demais cinco horas serão feitas no simulador de direção, sendo uma hora com conteúdo noturno. Quem já tem carteira de motorista e vai adicionar a Categoria B faz 20 horas de aula, sendo cinco horas no simulador.

No simulador, os alunos têm reproduzidas situações como ultrapassagem, mudança de faixa, direção com chuva e manobra em marcha à ré. De acordo com o Contran, numa segunda etapa será obrigatório o uso do simulador para quem dirigir veículos comerciais, caminhão, ônibus e motos.

A obrigatoriedade de aulas no simulador de direção veicular foi prevista, inicialmente, pelo Contran, e depois suspensa. Em fevereiro de 2014, donos de autoescolas protestaram nas proximidades do Congresso Nacional contra o uso de simuladores. Eles alegavam que o equipamento custava caro, entre R$ 30 mil e R$ 40 mil, e não traria grandes benefícios aos alunos. Por meio da Resolução 543, de 15 de julho de 2015, a obrigatoriedade foi retomada. À época, o Contran informou que o pedido para a volta da obrigatoriedade partiu dos Detrans de todo o país.
Edição: Stênio Ribeiro