Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

ARLINDO SIQUEIRA QUER INSTALAR CPI PARA APURAR SUPERFATURAMENTO DE OBRAS EM OLINDA

Baseado no relatório da Controladoria Geral da União (CGU), que aponta inúmeras irregularidades - inclusive superfaturamento e sobrepreço - nas obras executadas pela prefeitura de Olinda, o vereador Arlindo Siqueira (PSL) fundamentou um pedido de instalação de CPI na Câmara Municipal para apurar as anormalidades, desde o processo de licitação dos serviços até a sua execução. 

A Câmara de Vereadores de Olinda está de recesso, mas o gabinete de Arlindo Siqueira está funcionando normalmente. Hoje (12) pela manhã, ele enviou cópias e anexos do pedido de instalação da CPI para todos os vereadores tomarem conhecimento da peça e, os que forem favoráveis à investigação deverão assinar o pedido, que será protocolado no primeiro dia de abertura dos trabalhos, no Departamento Legislativo da Casa, após o recesso, em 16 de fevereiro.

O vereador espera que, desta vez, com muito mais subsídios, fornecidos pela CGU, através do Relatório de Demanda Externa nº 00215.000456/2012-04, os vereadores se convençam da necessidade de apurar as irregularidades nas dezenas de obras executadas no município. A tentativa de instalação de uma CPI das obras inacabadas em Olinda, no início de fevereiro de 2014, foi frustrada com a retirada da assinatura do vereador Joab Teodoro (PRP), horas depois de o pedido ter sido protocolado no Departamento Legislativo da Casa.

A Oposição precisava de seis assinaturas, mas com o retrocesso de Joab Teodoro, obteve apenas cinco (Arlindo Siqueira, Jorge Federal, Riquinho Água&Gás, Jesuíno Araújo e Graça Fonseca) o o pedido foi arquivado. Desta vez (em ano eleitoral) Arlindo acredita que a maioria da Casa aprove o pedido de instalação da CPI.

IRREGULARIDADES - No documento Relatório de Demanda Externa (nº 00215.000456/2012-04) a Controladoria Geral da União (CGU) apurou inúmeras situações de irregularidades apontadas pelo Ministério Público Federal (MPF), baseadas em denúncias feitas pelo vereador.

Entre as anomalias identificadas pela CGU estão: a) superfaturamento  de mais de R$ 1,3 milhão na obra do Canal da Malária; b) sobrepreço de mais de R$ 1,6 milhão na mesma obra; c) irregularidades no estado físico das obras; d) paralisação dos serviços; e, e) início dos serviços sem o devido licenciamento ambiental.

A CGU fez inúmeras recomendações, como a adoção de medidas de devolução dos recursos ao erário e a instauração de Tomada de Contas Especial, caso a medida não seja suficiente.

Parceria entre Funase e Biblioteca Pública contemplará socioeducandos



Adolescentes e jovens atendidos nas Casas de Semiliberdade da instituição socioeducativa terão aulas de informática através do projeto “Incluir é preciso”


Uma parceria entre a Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) e a Biblioteca Pública Estadual (BPE) vai contemplar adolescentes e jovens que cumprem medida na unidade socioeducativa. Trata-se do projeto “Incluir é preciso: a informática como instrumento de socialização”, lançado nesta terça-feira, na sala de leitura da BPE. A iniciativa vai ajudar na ressocialização de 20 socioeducandos atendidos nas Casas de Semiliberdade.

A iniciativa tem o objetivo usar a informática como instrumento de socialização, elevar a autoestima dos adolescentes, aumentando a capacidade técnica para o crescimento profissional e frequentarem sempre a BPE. A sala, composta por dez computadores modernos, vai acolher duas turmas de dez alunos durante quatro meses. As aulas vão desde lições básicas de informática ao uso das redes sociais. A Funase disponibilizará um instrutor para todo o curso.

“Esse é um projeto muito bonito, porque tem tudo a ver com o que a gente tem conversado nos últimos tempos do que a gente tem tido aqui na Biblioteca. Toda biblioteca é um grande templo de conhecimento e deve estar com as portas sempre abertas”, declarou o secretário estadual de Educação, Fred Amancio, que participou da solenidade.

Além do secretário de Educação, participaram da cerimônia socioeducandos da Funase, que foram presenteados com kits educativos, o diretor-presidente da instituição, Moacir Carneiro Leão Filho, a gestora da BPE, Roberta Guedes Alcoforado, e o assessor de Representação Nordeste do Ministério da Cultura, Roberto Azoubel.

“Estamos honrados com o convite da Biblioteca em dar o pontapé inicial na transformação desses adolescentes. Já que estarão dentro da biblioteca, que passem a frequentá-la e aumentar os seus conhecimentos”, destacou Moacir Carneiro Leão Filho.

“Esse projeto tem como prerrogativa a democratização da informação e do uso da tecnologia para a transformação social, que historicamente tem sido nossa missão, em promoção do bem público e do bem social, através do encorajamento do conhecimento e do saber”, finalizou Roberta Guedes Alcoforado.

PARCERIA – A Biblioteca Pública Estadual foi contemplada com o projeto da Fundação Bill e Melinda Gates com computadores cedidos pelo Comitê para a Democratização da Informática (CDI), através do projeto CDI Bibliotecas. Os requisitos foram a instalação de uma sala para dez computadores e o desenvolvimento de projetos inclusivos. Além de cursos de informática com módulos teóricos e práticos, haverá contação de histórias e outras atividades educativas.