Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Nota da Bancada de Oposição de Pernambuco

A Bancada de Oposição da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), em virtude das declarações do secretário de Justiça de Direitos Humanos, Pedro Eurico, gostaria de destacar que a Nota do Governo do Estado, divulgada ainda na noite desta terça (02), é mais uma tentativa de encobrir a verdade, quando tenta atribuir a um mal entendido as declarações do secretário de que recebe telefonemas de detentos, até durante a madrugada. O áudio da reunião pública da Comissão de Cidadania, Direitos Humanos e Participação Popular (em anexo) não deixa dúvidas quanto à afirmação do secretário.
No cargo desde o início do Governo Paulo Câmara, o secretário Pedro Eurico enfrenta sua segunda grave crise nos presídios pernambucanos, com a fuga de aproximadamente 100 detentos há cerca de 15 dias da Penitenciária Barreto Campelo e do Complexo Prisional do Curado, e vem se mostrando incapaz de adotar ações capazes de tirar o sistema prisional do Estado do quadro em que se encontra.
A Bancada de Oposição protocolará, no Ministério Público do Estado, um pedido de investigação referente ao ato ilícito ocorrido nesta terça (02), confessado pelo secretário Pedro Eurico, que revelou, em audiência na Comissão de Cidadania, Direitos Humanos e Participação Popular da Alepe, ter divulgado seu número celular nos presídios e que recebe ligações dos detentos, ao invés de coibir sua utilização nos presídios. Diante dos fatos, se for necessário, que o Ministério Público do Estado proceda a quebra do sigilo telefônico do secretário, para que seja esclarecido o teor dos diálogos com os detentos.
A medida tem por base o art. 213, parágrafo II da Resolução nº 905/2008 (regimento interno da ALEPE), art. 42 e 43 da Constituição Estadual de Pernambuco e o art. 11, parágrafo II da lei n° 8.429/92 (Lei de Improbidade Administrativa). A iniciativa segue em paralelo à ação da Comissão de Cidadania, que encaminhará representação contra o secretário ao mesmo órgão.
A Bancada de Oposição, mais uma vez, se coloca à disposição do Governador Paulo Câmara para debater e contribuir para que se encontrem alternativas para tirar o sistema prisional do Estado do atual quadro de colapso.

O esporte inspira a vitória e a educação ensina a vencer

Mesmo tendo alcançado vários dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, da ONU, o Brasil ainda tem grandes desafios sociais a serem superados. Um deles é o trabalho infantil, que afeta mais de 3 milhões e 300 mil crianças e adolescentes no país.

Visando defender os direitos de crianças e adolescentes, afastando-os dos inúmeros perigos das ruas e do isolamento, bem como protegendo-os de outras formas de exploração, como a da mão de obra infantil, a Legião da Boa Vontade (LBV) promove diariamente vários programas socioeducacionais em favor desse público.

Por meio de atividades esportivas, culturais, artísticas e educativas, além de alimentação balanceada, ambientes seguros em suas unidades e o acompanhamento de profissionais de várias áreas, a garotada consegue superar dificuldades e vislumbrar um futuro com melhores oportunidades para si e para suas famílias.

Além de manter ações permanentes, uma das iniciativas é a campanha Criança Nota 10 — Proteger a infância é acreditar no Futuro! em que a LBV beneficia com kits de material pedagógico e conjuntos completos de uniformes crianças, adolescentes e jovens de famílias de baixa renda em todo o Brasil. A entrega das doações ocorre no início do ano: serão 15 mil kits entregues a estudantes das escolas da LBV, a meninos e meninas que participam dos programas nos Centros Comunitários de Assistência Social da Instituição, e a atendidos por organizações parceiras.

O esporte inspira a vitória e a educação ensina a vencer. Juntos, transformam vidas e ajudam a construir uma sociedade mais justa, solidária e, portanto, melhor. Você pode contribuir com essa iniciativa, acessando o site www.lbv.org/nota10 ou ligando para 0800 055 50 99.

Siga a LBV no Facebook (LBVBrasil), no Twitter (@LBVBrasil) e no Instagram (@LBVBrasil).

Paulista inaugura Central Integrada de Segurança (CIS) em parceria com a SDS




Mais uma grande ação de segurança chega ao município de Paulista. De forma pioneira em Pernambuco, a Prefeitura inaugura, em parceria com o Governo do Estado, através da SDS (17º Batalhão da PM), o Centro Integrado de Segurança (CIS). O prefeito do Paulista, Junior Matuto e o coronel Humberto Viana, secretário executivo de Planejamento e Gestão - representando o governo do Estado - inauguraram a central de monitoramento, na tarde desta quarta-feira (03.02), na Secretaria de Segurança Cidadã e Defesa Civil, na região central do Paulista.

Os recursos utilizados na Central Integrada de nova unidade foram obtidos em um convênio com o Governo Federal de aproximadamente R$ 800 mil. Além da instalação da central de monitoramento com equipamentos modernos, os recursos foram investidos em 13 km de cabos de fibra ótica e em 16 câmeras, que foram instaladas em pontos estratégicos como nas entradas da cidade, no comércio e nas principais praças, nos bairros de Jardim Paulista, Paratibe, Aurora, Centro, Maranguape I e II, Nobre, Alameda e Vila Torres Galvão.

A nova central será comandada por uma equipe de dois guardas municipais, dois policiais militares, um supervisor e dois agentes do Copon (190). A atuação nas ruas será feita por 178 guardas municipais e 500 policiais militares do 17º Batalhão. A central de segurança monitorará as principais vias da cidade, assim como centro do Paulista, com monitoramento 24 horas. O 17º batalhão também estará funcionado aqui no local.
“Negar que paulista é uma cidade que tem dificuldade com segurança, é negar uma realidade, mas o importante é que estamos enfrentando de frente esse problema, com programas como esse, transformando Paulista numa cidade pioneira, tanto no combate ao crack, como a violência”, destacou Junior Matuto. 
Segundo o major André Ângelo, comandante do 17º Batalhão, as câmeras e a central servirão como importantes ferramentas para os órgãos de segurança. “O videomonitoramento multiplica o esforço da pol