Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Mangueira é a campeã do carnaval do Rio

EBC

A Estação Primeira de Mangueira acaba de ser anunciada como a campeã do Grupo Especial do Rio de Janeiro em 2016, com 269,8 pontos. Com o enredo Maria Bethânia- a menina dos olhos de Oyá, a escola homenageou a cantora Maria Bethânia na segunda-feira (8) no Sambódromo da Sapucaí. Este é o 18° título da escola, que ganhou pela última vez em 2002.
A dois quesitos do fim da apuração, as escolas Mangueira e Salgueiro estavam empatadas na liderança, com 209,8 pontos. A verde-rosa se isolou no primeiro lugar no último quesito, alegorias e adereços.

Rio de Janeiro - Integrantes da Escola de Samba da Mangueira comemoram o titulo do carnaval 2016 na Marquês de Sapucaí (Tomaz Silva/Agência Brasil)
Integrantes da Mangueira comemoram o título do carnaval 2016 na Marquês de Sapucaí Tomaz Silva/Agência Brasil

A escola Unidos da Tijuca ficou em segundo lugar (269,7 pontos), com o enredo Semeando sorriso a Tijuca festeja o solo sagrado, que falou sobre a terra e o sustento do homem. Em terceiro lugar, com a mesma pontuação, ficou a Portela, com o enredo No voo da águia, uma viagem sem fim. Em caso de empate, é levado em conta as notas das escolas empatadas nos últimos quesitos. Assim, as notas do último item anunciado são consideradas para o desempate, no caso, alegorias e adereços. Se o empate persistir, o desempate deve ser feito no quesito anterior, bateria, e assim por diante, na ordem oposta aos anúncios. A Unidos da Tijuca obteve mais pontos que a Portela no quesito comissão de frente.
A última colocada do Grupo Especial foi a Estácio de Sá, com 265 pontos, e será rebaixada para o Grupo de Acesso Série A no Carnaval de 2017. A campeã da Série A será anunciada ainda hoje na Sapucaí e vai desfilar no Grupo Especial no ano que vem.
O anúncio das notas das escolas, avaliadas em nove quesitos, foi feito esta tarde na Praça da Apoteose, na seguinte ordem: samba-enredo, enredo, comissão de frente, fantasia, mestre-sala e porta-bandeira, harmonia, evolução, bateria e alegorias e adereços.
Nenhuma escola perdeu pontos por descumprimento do regulamento, como casos de dispersão e falhas com a cronometragem do desfile. A escola ganhadora foi definida a partir da soma de todos os itens analisados. Nos nove quesitos, quatro jurados dão as notas e a menor é descartada, com exceção da bateria, que teve um jurado a menos.
As doze escolas que desfilaram pelo Grupo Especial no Rio de Janeiro foram: Estácio de Sá, Mangueira, Mocidade, Vila Isabel, Salgueiro, Grande Rio, São Clemente, Portela, Beija-Flor, União da Ilha, Imperatriz e Unidos da Tijuca.
Desfile das Campeãs
As seis escolas mais bem classificadas vão voltar à Sapucaí no próximo sábado (13) para o Desfile das Campeãs. Além das duas primeiras colocadas, vão desfilar também a Portela (3° lugar), Acadêmicos do Salgueiro (4° lugar), a Beija-flor de Nilópolis (5° lugar) e a Imperatriz Leopoldinense (6° lugar). A TV Brasil irá transmitir o desfile, a partir das 21 horas.
Veja a classificação final do Grupo Especial das escolas de samba do Rio de Janeiro:
1º Mangueira 269,8 pontos
2º Unidos da Tijuca 269,7 pontos
3º Portela 269,7 pontos
4º Salgueiro 269,5 pontos
5º Beija-Flor 269,3 pontos
6º Imperatriz Leopoldinense 269,2 pontos
7º Grande Rio 268,7 pontos
8º Unidos de Vila Isabel 267,9 pontos
9º São Clemente 267,8 pontos
10º Mocidade 266,5 pontos
11º União da Ilha 265,8 pontos
12º Estácio de Sá  265 pontos

Comunidade lota quadra de escola vencedora do carnaval de São Paulo

EBC

Moradores da Casa Verde, tradicional bairro da zona norte da capital paulista, membros e simpatizantes da Escola de Samba Império de Casa Verde lotaram a quadra da agremiação, logo após a escola ter sido anunciada vencedora do carnaval paulistano de 2016. Esse é o terceiro título de campeã da escola no Grupo Especial.

São Paulo - Quadra da escola de samba que venceu o Carnaval paulista de 2016, a Império de Casa Verde (Rovena Rosa/Agência Brasil)
Simpatizantes, membros da escola e moradores das redondezas lotaram quadra da Império de Casa Verde Rovena Rosa/Agência Brasil

O trânsito foi totalmente interrompido em um dos sentidos da avenida Engenheiro Caetano Álvares, nas proximidades da sede da agremiação. Carros de som tocando o samba-enredo da campeã animavam os foliões do lado de fora. Dentro da quadra, a bateria da escola marcava o ritmo da festa.
“É a emoção maior do mundo para a gente, depois de dez anos, voltar a ganhar o carnaval. A escola foi aclamada campeã pela opinião pública, pela mídia, e coroou-se com o resultado dos jurados. Foi da melhor forma possível”, disse emocionado o diretor de Carnaval da Império de Casa Verde, Rogério Tigues, no palco do galpão da agremiação.
A chegada do troféu à quadra fez a comemoração ganhar ainda mais volume. “Esse é um momento único nas nossas vidas. Campeões do carnaval. E vamos voltar para a avenida [no desfile das campeãs] para mostrar porque tivemos as maiores notas”, disse o carnavalesco da escola, Jorge Freitas.

São Paulo - Quadra da escola de samba que venceu o Carnaval paulista de 2016, a Império de Casa Verde (Rovena Rosa/Agência Brasil)
Integrantes comemoram terceiro título da escola no Grupo Especial Rovena Rosa/Agência Brasil

A escola foi a segunda a desfilar na noite de sábado (6) para domingo (7) no Sambódromo do Anhembi. Com o enredo O Império dos Mistérios, a escola contou a história das civilizações antigas e os mitos de sociedades perdidas. O mar e o espaço sideral ajudaram a compor o cenário, assim como o antigo Egito e as lendárias Eldorado e Atlântida.
“Assim que vi a empolgação das pessoas durante o desfile, eu já percebi que seríamos campeões. Todo mundo estava sincronizado, esbanjando alegria”, disse Sônia Ramos, moradora da Casa Verde que comemorava o título em frente à quadra.
O Grêmio Recreativo Cultural Social Escola de Samba Império de Casa Verde foi fundado em 1994. A escola conseguiu seu primeiro título no Grupo Especial apenas 11 anos após a criação, em 2005, com o samba-enredo Brasil: se Deus é por Nós, Quem Será contra Nós. Em 2006, voltou a vencer, com o enredo Do Boi Místico ao Boi Real – de Garcia D'Ávila na Bahia ao Nelore – o Boi Que Come Capim – a Saga Pecuária no Brasil para o Mundo.

Mais de 1 mi curtiram o carnaval do Recife

Nem mesmo a crise que assola o país conseguiu minimizar a alegria dos foliões durante o carvanal 2016. Da sexta-feira até a madrugada da Quarta-feira de Cinzas, 1,5 milhão de pessoas aproveitaram a festa nos 52 polos oficiais da Prefeitura do Recife. Somente na segunda-feira, durante os shows de Nação Zumbi, Jota Quest e o Rappa, o Recife Antigo atraiu um público de 300 mil pessoas. As informações foram divulgadas nesta quarta-feira durante o balanço da folia articulado pela PCR.

Ao todo, houve 2.504 apresentações entre agremiações e atrações de palco. Ao todo, 952 artistas subiram aos palcos, sendo 99% de músicos locais. Ainda teve 824 atendimentos a blocos de rua e 700 shows de orquestras. De acordo com a Empresa Pernambucana de Turismo (Empetur), Recife teve 96,4% de ocupação hoteleira. Nos questionários desenvolvidos para turistas, o índice apontou 89% como acima das expectativas ou atendendo as expectativas. Dos entrevistados, 97,8% adiantaram que pretendem voltar.

Atendimentos médicos
A rede municipal de saúde contou com sete serviços de Pronto Atendimento com incremento de profissionais neste carnaval, além das Upinhas 24h. Foram realizados 6.949 atendimentos com destaque para as urgências clínicas e pediátricas (3.780 e 2.589, respectivamente), 356 atendimentos em traumas, 211 odontológicos e 11 cirurgias. Além disso, as três maternidades do Recife funcionaram normalmente e realizaram 172 partos e 913 atendimentos de mulheres.

Segurança
A Guarda Municipal do Recife reforçou a segurança nos polos com 367 agentes por dia. Ao todo, 242 pessoas foram detidas por tumulto e briga. Na segunda-feira, dia em que foi registrado tumulto no Recife Antigo, foram 173 detidos pelos agentes da Guarda.

Comércio
Os 228 estandes oficiais montados no carnaval, sendo 96 nos polos centrais, 107 nos polos de bairro movimentaram um total de R$ 2,3 milhões. Ao todo, foram beneficiadas diretamente 750 trabalhadores dos setores de bebidas e alimentos, artesanato, corte e costura, por meio de sete associações de bebidas e alimentos e 14 de artesanato, corte e costura.

Limpeza Urbana
A Empresa de Manutenção e Limpeza Urbana do Recife montou um esquema especial com 1.056 garis e 100 fiscais para garantir a limpeza da cidade durante a festa. Ao todo, foram removidas 530 toneladas de lixo, 71 toneladas a mais do que no ano passado. Somente durante o desfile do Galo da Madrugada, foram 120 toneladas.

Prêmios
Foram distribuídos mais de R$ 750 mil em prêmios nos concursos de carnaval - agremiações, rei e rainha do carnaval, fantasias, passistas, porta-estandarte, porta-bandeira e mestre sala e porta-flabelo.

Achados e perdidos
O serviço de achados e perdidos atendeu 250 pessoas. E 110 objetos, entre carteiras e documentos de identidade, foram devolvidos aos donos. Outros 80 ainda estão aos cuidados da Secretaria de Turismo e Lazer. Até sexta, os documentos poderão ser resgatados na sede da PCR, no horário comercial.

Aplicativo
O aplicativo mobile desenvolvido para o carnaval teve 5.407 downloads. O serviço oicial para Android e iOS disponibilizou as principais informações sobre a folia recifense, como polos, programação e serviço. A página oficial do carnaval teve 46.671 acessos únicos entre os dias 13 de janeiro e 10 de fevereiro. Foram 152.346 visualizações.

Com 47 anos de tradição desfile do Bacalhau na Vara arrasta multidão em Paratibe


O bairro de Paratibe, em Paulista, pegou fogo na manhã desta quarta feira de cinzas. Fechando o carnaval da cidade e comemorando 47 anos de tradição, o Bloco Bacalhau na Vara fez a alegria dos foliões pelas ruas da comunidade. Durant o desfile o público dançou e pulou ao som de muito frevo e canções que já se tornaram hinos durante o período carnavalesco. A  Banda Sedutora, Geraldinho Lins, Marreta é massa, Pistolão, Mil Milhas, Ynove, Beleza Pura e Cheiro de Amor comandaram a festa.
Esse ano o bloco homenageou a coordenadora do Centro de Endemias e Análises do Paulista, Liziê Franco, o ex-prefeito do Paulista Geraldo Pinho Alves, além dos artistas Amaro Poeta e Mané da Burra.  .Marisa Cândido, recepcionista, 34 anos, revelou que há dez anos transformou a varanda da casa onde mora em camarote. “Minha quarta-feira de cinzas é sempre essa animação. Nesse dia toda a minha família se reúne aqui em casa, no nosso camarote, e acompanhamos de perto essa festa linda”, completou.
Para não perder nenhum detalhe a estudante Maria Eduarda, 20 anos, moradora do município de Jaboatão, chega na terça-feira ao bairro de Paratibe. “Há cinco anos que participo do bloco. Não gosto muito de carnaval, mas o Bacalhau na vara eu não perco. Faço minhas malas e venho, um dia antes, para a casa da minha tia que mora bem no centro por onde passa o desfile”, disse.
“Eu fico surpreso com a proporção que o bloco alcançou. Moro em Paratibe há mais de 30 anos e acompanhei de perto a evolução da agremiação. No começo, umas 20 pessoas desfilavam no bloco, dava para contar nos dedos. Hoje em dia vem gente de todo lugar participar e se divertir no Bacalhau na Vara”, ressaltou João Fernandes, aposentado, 72.
    
Empolgado com a festa, o prefeito Junior Matuto explicou a preocupação que teve em diminuir os custos do Carnaval, sem abalar a qualidade de todo o evento. “Hoje estamos encerrando oficialmente o Carnaval do Paulista 2016, mas nosso trabalho já vem sendo feito há alguns meses. Todos nós sabemos das dificuldades econômicas que o Brasil está passando e com o município do Paulista não está sendo diferente. Com muita criatividade e esforço nós conseguimos obter recursos suficientes para que diminuísse o investimento municipal, porém sem perder a grandiosidade da nossa festa. Apoiamos cerca de 100 blocos de rua e fizemos um pólo que proporcionou, ao público da cidade, grandes shows.

O gestor aproveitou também para convidar o público a prestigiar o último dia da folia de momo. “O Carnaval do Paulista foi lindo e nessa quarta-feira de cinzas vamos comemorar e prestigiar o Bacalhau na Vara, esse Bloco tão tradicional que há 47 anos faz a alegria dos moradores do bairro”, finalizou.

SAÚDE - os foliões que precisaram de atendimento básico foram encaminhados ao Clube Municipal de Paratibe, onde está funcionando o posto de saúde. Quatro ambulâncias também estiveram espalhadas pelo percurso ajudando no reforço da ação.

SEGURANÇA- Para garantir a segurança dos brincantes, mais de 800 homens da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e do Batalhão de Polícia de Trânsito (Bptran) foram acionados. A atual gestão municipal também mobilizou seu efetivo.

POLÍTICA PARA MULHERES – Uma ação de combate a violência contra a mulher também foi realizada no desfile do bloco. Com muito humor, gestoras de várias secretárias fantasiadas levaram informações sérias aos brincantes, lembrando que numa mulher não se bate nem com uma flor.
Clique AQUI para visualizar mais 115 fotos da matéria acima por meio do Facebook de José Carlos Alves

Aviso: para ter acesso às fotos terá que enviar-nos um pedido de amizade no Facebook,
caso já seja nosso amigo ignore esse aviso. 

André Rio e Almir Rouche dividem trio em bloco da Zona Norte‏

Ícones do carnaval pernambucano, André Rio e Almir Rouche dividiram o mesmo trio no desfile de "Os Irresponsáveis" que acontece em Água Fria, na Zona Norte do Recife.
O fato teria acontecido devido a um problema técnico em um dos trios. Por esse motivo, os cantores se uniram pela primeira vez em cima de um trio, levando os fãs ao delírio.

​Fotos: Anderson Maia​

Vem aí: programa Ave, Maria – Um canto de amor à Mãe Universal da Humanidade


Você vai se emocionar com belíssimas canções em homenagem à Mãe de Jesus.

Estreia no dia 14 de fevereiro (domingo), ao meio-dia (Hora do Ângelus), o programa Ave, Maria — Um canto de amor à Mãe Universal da Humanidade, pela Boa Vontade TV e pela Super Rede Boa Vontade de Rádio. 
Com uma hora de duração, o programa apresentará músicas eruditas e populares que proporcionam paz e tranquilidade de Alma. Cada edição terá obras de vários intérpretes e compositores dedicadas à Maria Santíssima, a exemplo das consagradas Ave, Marias!, de autoria do compositor Paiva Netto. Terá ainda um espaço aberto para que as famílias criem poemas, letras, músicas, inspirados na Espiritualidade Ecumênica, para homenagear a Rainha da Paz. 

Saiba como acompanhar a programação acessando: www.boavontade.com/tv e www.boavontade.com/radio ou baixe o aplicativo Boa Vontade Play.