Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Museu Murillo La Greca abre o calendário de exposições 2016 com a mostra “Em espera”

A partir desta quarta-feira (17), o Museu Murillo La Greca, no Parnamirim, abre suas portas para apresentar a exposição “Em espera”. Com curadoria do paulistano Douglas de Freitas, a mostra é realizada através do edital Amplificadores, e traz o trabalho de oito artistas distribuído em 22 peças. A abertura acontece às 19h. “Em espera” abre oficialmente o calendário 2016 de exposições de arte do Museu Murillo La Greca, um equipamento cultural da Prefeitura do Recife. Ela fica aberta ao público até o dia 28 de março.
Os artistas que estarão expondo são: Amanda Melo da Mota (São Lourenço da Mata-PB), Ana Sario (São Paulo-SP), Bruno Faria (Recife-PE), Guilherme Portela (Rio de Janeiro-RJ), Laura Vinci (São Paulo-SP), Marina Weffort (São Paulo-SP), Martinho Patrício (João Pessoa-PB) e Tatiana Blass (São Paulo-SP). A proposta da mostra é promover uma discussão em torno da situação de espera, de “perda“ de tempo, ou ainda de colocar o visitante em uma situação de espectador, aguardando para que algo se revele, ou em alguns trabalhos, falhe e chegue a sua ruína. 
A distorção do tempo aparece nos trabalhos de Laura Vinci e Ana Sario. Na escultura de Laura, a distorção na construção de uma ampulheta impede a contagem do tempo, uma nova medida é criada, e se torna impossível marcar o tempo com ela. As pinturas de Ana Sario tratam de lugares não específicos, construídos entre um existir e apagar, com base em imagens e referências atribuídas à paisagem, reconhecíveis, mas que de algum modo, demandam o repertório de imagens do espectador.
É também de uma imagem pulsante, que não se firma por completo que trata o trabalho de Marina Weffort. As obras são três leves tecid