Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Aedes aegypti nas salas de aula em Olinda

Na manhã desta sexta-feira (19), estudantes de 6 a 11 anos da Escola Municipal Monsenhor Fabrício receberam atividades educativas para o combate ao mosquito Aedes aegypti. A ação foi o pontapé inicial em Olinda da mobilização nacional Zika Zero nas Escolas, do Ministério da Educação. Estiveram presentes o secretário de Educação, Esportes e Juventude, Luciano Moura; a secretária de Saúde, Tereza Miranda; além de pais de alunos, agentes de combate às endemias e técnicos da prefeitura.
 
“Estamos fazendo um trabalho educativo com todas as crianças para a prevenção e o combate ao Aedes aegypti. O importante para nós é que, através das atividades, essas crianças passam a ser capacitadas, passam a ser multiplicadores, e todos nós sabemos que uma criança consciente faz os pais e a comunidade também conscientes”, destacou Tereza Miranda.

Os estudantes tiveram acesso a uma palestra sobre o mosquito, além de material educativo que mostra as diversas fases de desenvolvimento do Aedes. “A gente precisa não deixar água parada em nenhum canto da casa. Só assim para o mosquito não ter vez”, nos disse Daniel Nascimento da Silva, de 7 anos, aluno do segundo ano da escola.As crianças também visitaram a Unidade Móvel de Monitoramento da Guarda Municipal de Olinda, um micro-ônibus que contém uma câmera filmadora em alta definição que se movimenta em 360 graus, o que permite detectar do alto de uma torre de 19 metros os focos de proliferação do mosquito.

O equipamento foi recebido através de um convênio com o Ministério da Justiça.
Após a palestra, 60 agentes de combate às endemias acompanharam os estudantes e rastrearam possíveis focos do mosquito na escola. Eles também distribuíram adesivos e panfletos com orientações de como se prevenir e também denunciar os focos do mosquito. “O trabalho tem que começar realmente das escolas. Com a conscientização das nossas crianças, são elas que vão reproduzir o conhecimento para os pais e a comunidade, e assim efetivamente a gente vai destruir o mosquito”, disse Tiago Silva, gestor da Escola Monsenhor Fabrício.

Exposições no Mamam e no Museu da Cidade do Recife como opções de lazer para o fim de semana

Para acalmar os ânimos do pós-carnaval, a temporada de exposições nos museus de Arte Moderna Aluísio Magalhães - Mamam e da Cidade do Recife surge como opção de lazer para este fim de semana. Tem exposições sobre Chico Science, Rio Capibaribe, exibição de filmes, contação de histórias e muito mais. Os dois museus são equipamentos culturais gerenciados pela Prefeitura do Recife. A entrada é franca.

No Mamam se encontra em cartaz a exposição Clube de Arte Moderna, cujo objetivo é retomar a vocação original de clube de festa que o espaço tinha, entre os anos de 1914 e 1937. A ideia é resgatar esse tempo, para que o público possa vivenciar a época em que o local se chamava Clube Internacional Social e de Regatas do Recife. É um convite à memória deste espaço, que já foi também sede da Prefeitura do Recife. Para animar, resgatando o caráter festivo, estão convidados Dj Dolores, Evandro Q, Renato L, Mabuse e Educativo MAMAM. Também na programação do museu para o fim de semana, o público pode conferir o Cine Cabíria, com exibição do filme “Monsieux Verdoux”, do renomeado diretor Charles Chaplin. A sessão começa às 15h. No sábado e domingo, o Mamam abre das 13 às 17h.

No Museu da Cidade do Recife (Forte das Cinco Pontas) seguem em cartaz as exposições Chico Science e Rio Capibaribe. A primeira traz o universo criativo do músico pernambucano, líder do movimento manguebeat e foi idealizada por formandos do curso Superior de Tecnologia em Fotografia da Universidade Católica de Pernambuco. Numa homenagem, eles recriam o universo colorido e musical do cantor que faria 50 anos este mês se estivesse vivo, retratando o cotidiano das ruas e mangues do Recife, elementos sempre presentes na obra artista. São 25 fotografias com impressão fine art e variação de tamanho entre 60x40 e 20x30, desenvolvidas na disciplina de Montagem de Portfólio e Curadoria, ministrada pela professora Germana Soares.

A segunda é a exposição Capibaribe, Meu Rio. Uma homenagem a um dos mais belos cartões-postais da cidade. Fotografias desde 1940 até os dias atuais, áudios de poetas que citam o rio em suas obras, imagens cartográficas e curtas-metragens, contam a história do rio que corta a cidade. A exposição também oferece contação de histórias sobre o Capibaribe, para estudantes. As escolas devem realizar agendamento prévio pelo email: educativomcr@gmail.com ou pelo telefone 3355-9558. 

As exposições do Museu da Cidade do Recife ficam em cartaz até o fim de fevereiro e podem ser conferidas, aos sábados e domingos, no horário das 9h às 17h.

Recife ganha novas rotas aéreas com centro de conexões da Azul

A partir da próxima segunda-feira (22), o Recife se torna um centro de conexões da Azul Linhas Aéreas, recebendo mais 12 voos diretos da companhia - agora serão 32 ligações diárias da capital pernambucana para 24 cidades do Brasil. A formalização do acordo com a empresa - uma articulação da Prefeitura do Recife e Governo do Estado de Pernambuco com a companhia - aconteceu na tarde desta terça-feira (16), no Palácio do Campo das Princesas. Na ocasião, o prefeito Geraldo Julio, juntamente com o presidente da Azul Linhas Aéreas, Antonoaldo Neves, o governador Paulo Câmara e secretários estaduais e municipais, reuniram-se para lançar o hub, que vai movimentar a economia do município, gerando mais emprego e renda para a cidade.
"...o Brasil passa por um momento de dificuldade, o setor aéreo tem sofrido retração, mas aqui ele cresce, e isso tudo foi produzido por este esforço conjunto, com o governo do Estado e a empresa, que está chegando com esta novidade"
"Essa é mais uma boa notícia para nossa cidade. Mais emprego, seja na operação dentro do aeroporto, mais oportunidade para os taxistas, para hotéis, para quem trabalha com transporte, para os restaurantes, para as empresas, um ganho também para os passageiros, que agora podem fazer voos diretos e mais baratos. Uma oportunidade diferente, já que o Brasil passa por um momento de dificuldade, o setor aéreo tem sofrido retração, mas aqui ele cresce, e isso tudo foi produzido por este esforço conjunto, com o governo do Estado e a empresa, que está chegando com esta novidade", afirmou o prefeito Geraldo Julio.

Com o centro de conexões, já a partir deste mês de fevereiro, as cidades de Brasília, Belém, João Pessoa, Petrolina e Juazeiro do Norte passarão a ter ligações diárias e sem escalas com destino à capital pernambucana, além de Campina Grande, que terá operações retomadas. São Paulo (Congonhas), Curitiba, Goiânia, Ilhéus, Porto Seguro e Presidente Prudente terão frequências aos sábados. Com a novidade, a empresa também vai ampliar as conexões interregionais e para outros pontos do país a partir do Recife, permitindo uma conexão maior das capitais nordestinas.

De acordo com o governador Paulo Câmara, o Recife é o ambiente ideal para sediar este centro de conexões. "Nós temos um ambiente adequado, uma localização geográfica favorável, um aeroporto adequado, que funciona bem, com qualidade e conforto, e negócios, com mão de obra qualificada, o que nos dá condições de expandir cada vez mais. Então estes diferenciais focados, junto com a sintonia do poder executivo e legislativo, que estão sempre em parceria, junto com o trade turístico, que tem possibilitado a gente de ver que é possível se investir em Pernambuco", declarou o governador.

O presidente da Azul Linhas Aéreas, Antonoaldo Neves, afirmou que a capital pernambucana tem potencial para ainda mais investimentos. "Estamos com uma perspectiva grande de crescimento aqui, e não tem muitos segredos, vimos aqui uma cidade e um Estado com uma dinâmica industrial de serviço muito boa, que tem tido um sucesso de crescimento no PIB e estamos fazendo uma aposta, num momento de crise, mas que mostra grande confiança no futuro do Estado", destacou.

Segundo ele, a ideia é dobrar as operações nos próximos anos. "Queria também reconhecer todo o apoio do prefeito, que desde o começo tem tido contato comigo para incentivar o