Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Caso Beatriz, em Petrolina, motiva deputado a apresentar projeto para mais segurança nas escolas

O dia 10 de dezembro de 2015 ficará marcado como um dia triste na memória dos petrolinenses. Um crime chocou a cidade de Petrolina, no Sertão do São Francisco, e foi notícia na imprensa em todo País pela forma brutal como aconteceu. A vítima, Beatriz Angélica Mota, de apenas 7 anos, foi assassinada dentro de uma escola da rede privada do município, durante uma solenidade de formatura.

Atento ao fato, o deputado estadual Beto Accioly (PSL) apresentou o Projeto de Lei nº 697/2016, que obriga dos estabelecimentos privados de ensino a instalarem sistema de monitoramento de imagens em todo perímetro interno e nas áreas de acesso de pessoas e veículos.

“Antes de estar exercendo um mandato de deputado, sou pai de três crianças. O que aconteceu com a pequena Beatriz chocou toda sociedade que vem acompanhando o caso. Precisamos caminhar para uma maior atenção no quesito segurança. Esse é o objetivo da nossa proposição”, destacou Beto Accioly.

O parlamentar explicou que a sua proposta só contempla a rede privada de ensino por força dos limites constitucionais, que vedam a apresentação de matéria legislativa que crie despesas ao Poder Executivo. “Apesar dessa limitação, sugeri na justificativa da proposta que o Governo do Estado possa adotar medida semelhante nas escolas da rede pública estadual de ensino”, finalizou.