Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

40 anos da UVP

Na próxima quarta-feira, dia 16, o deputado estadual Aluisio Lessa (PSB) estará realizando sessão solene em homenagem aos 40 anos da União dos Vereadores de Pernambuco (UVP). O evento será no Salão Nobre da Assembleia, às 18h. Atualmente é presidida pelo Vereador Josinaldo Barbosa (PTB), do município de Timbaúba, que foi eleito em março de 2015, durante o Congresso Estadual de Vereadores realizado em Triunfo, Sertão de Pernambuco. 
A “Casa do Vereador”, situada no bairro da Madalena, no Recife, hoje conta com uma estrutura completa para atender aos Vereadores. Nela estão disponíveis serviços de escritórios, hospedagem para os Vereadores das Câmaras afiliadas que se deslocam do interior para o Recife, as assessorias jurídica e de comunicação, e espaço para reuniões, eventos e cursos de capacitação.

Mutirão de Cidadania

A Prefeitura de São Bento do Una realiza neste domingo, dia 13, mais uma edição da “Prefeitura em Ação”, e a parada dessa vez será no Bairro Novo. Serão ofertados os seguintes serviços: Emissão de 1º e 2º Carteira de Identidade (RG); Fotos 3x4 para documentos; Orientação Jurídica; Orientações sobre BPC e Passe Livre; Emissão de Carteira de Trabalho; Atualização e Inclusão no Cadastro Único (Programa Bolsa Família); 2ª Via de registro civil; Corte de cabelo; Manicure; Sobrancelhas; Escova de cabelo; Massagens; Entrega de 1000 kg de Feijão; Exposição dos Programas e Projetos sociais; Aferição de pressão arterial; Teste de glicemia; Orientações de Planejamento Familiar (Distribuição de preservativo e panfletos); Ações epidemiológicas; Exame de citologia; Atendimento Médico; Corrida em homenagem ao aniversario da escola Ester Siqueira de Souza; Gincanas com os alunos; Show de Talentos e apresentações culturais.

Senador Fernando Bezerra preside, em Petrolina, Ciclo de Debates sobre MP 707, que prorroga refinanciamento do crédito rural

Sob a presidência do senador Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE), a Comissão Mista da Medida Provisória (CMMPV) 707 realiza, nesta sexta-feira (11), em Petrolina (PE), o primeiro Ciclo de Debates para o aprimoramento do texto da referida MP. Promulgada no final do ano passado, a Medida Provisória 707 prorroga o prazo para a renegociação das dívidas dos produtores rurais e dos contratos de financiamento dos transportadores de cargas.

Também participarão desta audiência, o senador José Pimentel (PT-CE), líder do Congresso Nacional; o diretor-presidente da Federação da Agricultura do Estado de Pernambuco (Faepe) e representante da Federação na Bahia (Faeb), Pio Guerra; o presidente do Instituto da Fruta da Bahia, Ivan Pinto; o presidente do Sindicato de Trabalhadores Rurais de Petrolina (STR), Francisco Pascoal Silva; o presidente do Sindicato Rural Patronal de Petrolina, Edis Ken Matsumoto; o diretor da Associação dos Produtores Exportadores de Frutas e Derivados (Abrafrutas), Guilherme de Souza Coelho; o diretor de Política do Meio Ambiente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Pernambuco (Fetape), Antônio Francisco da Silva; o diretor de Política Agrícola da Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar do Estado de Pernambuco (Fetraf/PE) e representante da Federação na Bahia (Fetraf/BA), Mário Edson; e o assistente técnico da Federação dos Trabalhadores Rurais da Bahia (Fetag/BA), Iran Wilker.
De acordo com a MP 707, a prorrogação do prazo para a cobrança sobre o crédito rural vai até 31 de dezembro deste ano. A medida provisória beneficia, especialmente, os pequenos produtores do Nordeste, que perderam lavouras inteiras com a rigorosa seca iniciada em 2011. A MP 707 também autoriza o Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) a refinanciar contratos para aquisição de caminhões, chassis, tratores, carretas, cavalos mecânicos, reboques, tanques e carrocerias para caminhões novos e usados.

SERVIÇO:
Assunto: Ciclo de Debates para o aprimoramento da MP 707
Data: 11/03/16 (amanhã)
Horário: 9h
Local: Sest/Senat (Serviço Social do Transporte/Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte) – Rua Zito de Souza Leão, nº 10, Km 2, Petrolina (PE)

Ginásio poliesportivo do Clube de Paratibe ganha lâmpadas mais potentes


Após realizar reparos no sistema de iluminação da quadra poliesportiva do Clube Municipal do Nobre, a equipe da Secretaria Municipal de Serviços Públicos deu início nesta quinta-feira (10.03) ao processo de manutenção nos refletores do ginásio do Clube de Paratibe. A ação está possibilitando a substituição de 20 lâmpadas de 250 watts de potência vapor de mercúrio por novas de vapor metálico. A iniciativa, que vai garantir uma maior visibilidade aos atletas e torcedores, também trará economia ao governo municipal com as despesas na conta de energia.
         O trabalho no ginásio deve seguir até esta sexta-feira (11.03). Diferente de anos anteriores, a equipe da prefeitura está contando com o apoio de uma plataforma aérea elétrica. Fabricada na Europa, a máquina – que atua de forma semelhante ao caminhão munck – permite a realização de serviços em locais de difícil acesso.
         No clube de Paratibe, os técnicos da Diretoria de Iluminação Pública também estão conferindo o funcionamento dos reatores e a estrutura de cabeamento. Após os reparos, a prefeitura vai ter condições de realização novos campeonatos na quadra, envolvendo, cada vez mais, os moradores da comunidade nas atividades.

PELADEIROS ANIMADOS – Além do ginásio, os técnicos da Secretaria de Serviços Públicos realizaram a troca de 48 lâmpadas no campo de futebol do Clube Municipal de Paratibe. O espaço também ganhou oito novos refletores. A ação da prefeitura agradou em cheio aos peladeiros da comunidade.

TAREFA CUMPRIDA NO NOBRE – A quadra poliesportiva do Clube do Nobre recebeu 42 novas lâmpadas e reatores. Os ambientes externos ao ginásio também foram contemplados. Só na pista de cooper 12 luminárias foram trocadas. Na área da piscina foram mais três.

Junior Matuto tranquiliza moradores de Pau Amarelo que sofreram ordem de despejo


O prefeito do Paulista, Junior Matuto, na manhã desta quinta-feira (10.03), se reuniu na sede da Secretaria de Infraestrutura, em Maranguape I, com um grupo de cerca de 50 moradores de Pau Amarelo que receberam nesta quarta (09), uma ordem judicial de despejo. Na ação foram demolidas cinco das 16 residências da comunidade. 

Acompanhado dos secretários Francisco Padilha (Assuntos Jurídicos) e João Luiz (Desenvolvimento Urbano), o prefeito prestou esclarecimentos aos moradores e explicou o que está sendo feito para garantir a permanência deles em suas casas, tirando dúvidas e colocando a gestão à disposição para auxiliar a comunidade, principalmente quanto assistência jurídica.

"No que depender da Prefeitura, vamos lutar para garantir a permanência desses moradores em suas casas. Já havíamos assinado um decreto de desapropriação da área para fins de interesse social do município e fomos surpreendidos por essa ação de despejo. Por isso nos comprometemos a prestar toda a assistência necessária", afirmou Matuto.

Entenda o caso - Há 10 dias a Prefeitura do Paulista foi surpreendida com a noticia de que um grupo de moradores de Pau Amarelo receberam uma ordem de despejo através de uma ação judicial impetrada pela Tapera Empreendimentos Imobiliários, para a desocupação de 16 lotes que teriam sido arrematados num leilão em São Paulo, em virtude da falência do Banco Pontual, antiga proprietária do referido terreno. A Tapera entrou na justiça, em São Paulo, para a reintegração de posse. O juiz da 1a Vara do Paulista, Luiz Artur, determinou o cumprimento da reintegração.

A Empresa realizou, com o apoio das forças policiais, na manhã de quarta-feira (09.03), a demolição de cinco casas que ocupavam o terreno em questão, ação que ia além da determinação do juiz naquele momento. Os secretários municipais do Paulista João Luiz e Francisco Padilha entraram no circuito para comprovar que já havia sido publicado o decreto 008/16, de desapropriação da área para fins de interesse social do município (moradia), que foi reconhecido pela justiça e impediu que a reintegração de posse fosse realizada.

Oficina de pizza para jovens com Síndrome de Down

Atividade é gratuita e ocorrerá em unidade da Nabuco; interessados ou responsáveis precisam se inscrever previamente

A Faculdade Joaquim Nabuco realizará em São Lourenço da Mata a primeira edição da oficina “Produção de minipizzas”, destinada a pessoas com Síndrome de Down a partir de 14 anos. O evento é gratuito e está marcado para o dia 18 deste mês, de 14h às 17h, na unidade local; as inscrições seguem abertas até quando houver vagas.

Com equipamentos e proteções adequadas, a oficina ocorrerá no Laboratório de Gastronomia, curso da unidade recém-autorizado pelo Ministério da Educação (MEC). A responsável pela atividade é Patrícia Pordeus, mestra em Ciência da Educação e pedagoga focada em assuntos como este da atividade e a Língua Brasileira de Sinais (Libras), ambos de educação inclusiva. Dando suporte, participará estudante concluinte do curso de Gastronomia.

A professora Selma Lins, coordenadora o curso de Pedagogia da Nabuco São Lourenço da Mata, explica que o evento “deve contribuir para que jovens com Síndrome de Down desenvolvam aptidões compatíveis com os próprios potenciais, contando com a orientação de especialista, bem como para que se sintam de fato integrados à sociedade”.

Inscrição - Interessados ou responsáveis precisam se inscrever na unidade, localizada na Rua Almirante Tamandaré, número 100, das 9h às 21h de dias úteis. O telefone para mais informações é o (81) 3525-5678.

Segurança dos Jogos Rio 2016 terá efetivo de 38 mil militares das Forças Armadas

 

Ministério da Defesa investe R$ 704 milhões entre 2014 a 2016 no treinamento dos profissionais e na compra de equipamentos

 Brasília, 10 de março de 2016


Cerca de 38 mil militares das Forças Armadas estão preparados para atuar na área de segurança dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 em um esquema de trabalho integrado com o Ministério da Justiça, a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e órgãos de segurança ligados aos governos estaduais e municipais.
Os militares atuarão durante as competições no Rio de Janeiro e nas cidades que receberão as partidas de futebol: Brasília, São Paulo, Belo Horizonte, Salvador e Manaus. Cerca de 20 mil ficarão no Rio de Janeiro, divididos entre as quatro regiões olímpicas: Copacabana, Maracanã, Barra da Tijuca e Deodoro.
O modelo de operação integrada já foi adotado, com sucesso, em outros eventos sediados no Brasil, como os Jogos Pan-Americanos (2007), os Jogos Mundiais Militares (2011), a Conferência das Nações Unidas Rio+20 (2012), a Jornada Mundial da Juventude (2013), a Copa das Confederações (2013) e a Copa de 2014.
As ações de segurança se dividem em três eixos: segurança pública, defesa e inteligência. As funções e responsabilidades de cada um desses eixos estão estabelecidas no Plano Estratégico de Segurança Integrada (PESI). “Em todos os grandes eventos já realizados no País, as atribuições do Ministério da Defesa e das três Forças foram rigorosamente cumpridas, com sucesso e êxito”, afirmou o ministro da Defesa, Aldo Rebelo, durante entrevista coletiva realizada nesta quarta-feira (09.03), em Brasília.
O chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, almirante Ademir Sobrinho, destacou a integração alcançada em experiências anteriores. “Temos um acúmulo de experiências dos eventos que ocorreram nos últimos anos, onde, em cada um deles, fomos aperfeiçoando a integração com os órgãos de segurança pública e com a Agência Brasileira de Inteligência”, disse.
O Ministério da Defesa conta com R$ 704 milhões, distribuídos no período de 2014 a 2016, para realizar o treinamento dos militares das três Forças, para compra de equipamentos e para garantir as ações durante os Jogos. “Nós teremos, próximo a cada grande centro onde serão realizados os eventos, e também nas cidades do futebol, uma força de contingência com tropas numerosas, preparadas para atuar junto à população”, disse o almirante Ademir.
De acordo com o plano integrado, as atividades de Defesa Nacional incluem ações marítimas e fluviais; aeroespaciais e aeroportuárias; de transporte aéreo logístico; defesa química, biológica, radiológica e nuclear; proteção de estruturas estratégicas; segurança e defesa cibernética; fiscalização de explosivos, enfrentamento ao terrorismo e emprego de forças de contingência. O ministro Aldo Rebelo também destacou a importância da atuação integrada: “Há uma integração entre todas essas organizações, no sentido de potencializar a eficácia da defesa e da segurança pública”.
Em integração com a segurança pública e os órgãos de inteligência, o Ministério da Defesa atuará nas atividades de enfrentamento ao terrorismo; defesa química, biológica, radiológica e nuclear (DQBRN); e na segurança de dignitários e VIPs. A atuação das Forças Armadas depende de autorização expressa da Presidente da República para o emprego de tropas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO), sob a forma de um documento elaborado pela Casa Militar da Presidência da República.
Estrutura
As atividades de segurança a cargo do Ministério da Defesa ocorrerão a partir de coordenação/comandos, compostos pelas três Forças, que serão instalados no Rio de Janeiro e nas cinco cidades do futebol (Brasília, Belo Horizonte, Salvador, Manaus e São Paulo). No Rio, o Comando Militar do Leste assumirá o Comando Geral de Defesa de Área (CGDA), responsável pelas ações nas regiões olímpicas de Deodoro, Maracanã, Barra e Copacabana. O CGDA será representado em todas essas regiões por um Comando de Defesa Setorial (CDS).
Cada uma das cidades do futebol contará com um Comando de Defesa de Área (CDA). Além disso, haverá um comando para cada uma das seguintes ações: combate ao terrorismo – que inclui a DQBRN, segurança e defesa cibernética, ações aeroespaciais e aeroportuárias, fiscalização de explosivos e logística militar.
Operação Tocha
A segurança do revezamento da tocha olímpica é de responsabilidade da Segurança Pública e conta com o trabalho integrado dos órgãos de segurança pública federais, estaduais e municipais. As Forças Armadas poderão atuar como força de contingência, caso haja necessidade.
Enfrentamento ao Terrorismo
A estrutura da Defesa para o combate ao terrorismo é o Comando Conjunto de Prevenção e Combate ao Terrorismo (CCPCT), que reunirá todo o conhecimento e os meios em pessoal e material de contraterror das três Forças Armadas. O CCPCT atua em integração com o Ministério da Justiça e com a Agência Brasileira de Inteligência (Abin). Durante os Jogos, além de sua estrutura central, que será instalada no Comando Militar do Leste, no Rio de Janeiro, o CCPCT se desdobrará em Centros de Controle Tático Integrado (CCTI), que ficarão junto de cada CDA nas cidades do futebol e, ainda, nas quatro regiões olímpicas do Rio de Janeiro.
“As Forças Armadas e o Ministério da Defesa dispõem de instrumentos e de ações próprias que se integram ao mesmo esforço do Ministério da Justiça numa atuação conjunta, que é disciplinada por protocolos que definem a quem cabe a responsabilidade da ação, dependendo de cada caso concreto”, disse Aldo Rebelo.
Ações
Nos últimos anos, o Ministério da Defesa vem acumulando conhecimento nas ações de segurança para grandes eventos. Os militares das três Forças vêm participando de cursos de capacitação, exercícios conjuntos interagências e diversas outras atividades voltadas ao enfrentamento ao terror e às ações de Defesa Química, Biológica, Radiológica e Nuclear (DQBRN). Também estão sendo realizadas diversas atividades em formato de intercâmbio com outros países que possuem tradição em sediar grandes eventos, como Estados Unidos e Reino Unido.
Até a realização dos Jogos, em agosto deste ano, estão previstas ainda uma série de atividades, como cursos e treinamentos. Nesta semana, por exemplo, está sendo realizado o Curso de Descontaminação de Múltiplas Vítimas, com o objetivo de incrementar a capacidade brasileira para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos. No dia 11, ocorrerá a simulação prática de incidentes, visando à capacitação de profissionais. O evento ocorrerá em Deodoro, na cidade do Rio de Janeiro.
Em 25 de março, a Marinha do Brasil vai realizar, em conjunto com a Marinha dos Estados Unidos e órgãos federais e estaduais de segurança pública, um exercício de contraterrorismo, em local ainda a ser definido. Será simulada uma ação terrorista, com a finalidade de testar a reação das equipes brasileiras e permitir o aprimoramento das técnicas de abordagem e resgate de navio sequestrado.
Como parte da etapa de sensibilização da população, o Ministério da Defesa, a Polícia Federal e a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) realizam, desde o início deste ano, o Estágio para Percepção de Ameaça Terrorista (EPAT). As atividades buscam sensibilizar as pessoas que estarão envolvidas na realização dos Jogos Olímpicos, como taxistas, trabalhadores da rede hoteleira, de bares e de restaurantes. O Estágio percorrerá todas as cidades que sediarão competições dos Jogos Olímpicos.

Os tambores de Pernambuco tocam para Naná Vasconcelos

As alfaias em Pernambuco tocaram, em tom de despedida, para Naná Vasconcelos na manhã desta quinta-feira,10/03. Batuqueiros de diversas nações de maracatu se reuniram na frente da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) para prestar a última homenagem ao percussionista que faleceu ontem, no Hospital da Unimed do Recife, em decorrência de um câncer de pulmão. O cortejo seguiu marcado pelo baque até o cemitério de Santo Amaro, onde outros grupos esperavam para o sepultamento.
Naná Vasconcelos foi um dos grandes responsáveis pela valorização da cultura do baque virado em Pernambuco. Nos últimos 15 anos era responsável por promover a abertura do Carnaval do Recife, ocasião em que reunia pelo menos 500 batuqueiros de diversas nações para tocarem juntos em um vibrante e emocionante concerto.
Em Brasília, a deputada Luciana Santos fez pronunciamento em plenário destacando a importância do trabalho de Naná Vasconcelos para a cultura brasileira. “Naná, além de grande músico, é um ícone da cultura pernambucana. Ativista cultural reconhecido internacionalmente, grande defensor das tradições e raízes da cultura brasileira”, disse, requerendo o registro da biografia do artista e voto de pesar nos anais da C