Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Clube das Pás celebra 128 anos de história com grande show no sábado (19)


Atração principal da festa será o cantor Adilson Ramos. Parte da renda será destinada para compra de fraldas que serão doadas ao IMIP e a Fundação Alice Figueira


O Clube Carnavalesco Misto das Pás ou apenas Clube das Pás, um dos grandes e mais tradicionais clubes do estado, celebra 128 anos de história no próximo dia 19 (sábado) com uma grande festa. A atração principal será o cantor Adilson Ramos, além da banda Baladeiros S/A, Orquestra das Pás e Orquestra Brilhante. O evento começa a partir das 21h. Os ingressos custam R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia). Do valor de cada ingresso, será destinado R$ 10 para a compra de fraldas descartáveis, que serão doadas ao IMIP e a Fundação Alice Figueira.

A história do Clube das Pás se confunde com a dos trabalhadores portuários, que no final do século 19 começaram a se organizar em associações. Por este motivo, durante o evento, a diretoria do Clube prestará uma homenagem aos portuários, representados pelo Sindicato dos Estivadores de Pernambuco, quando será entregue uma placa comemorativa aos representantes do sindicato, que é o mais antigo da América Latina e faz aniversário no mesmo dia que o Clube das Pás, no caso, no dia 19. "O objetivo desta homenagem é resgatar a história dos verdadeiros fundadores do Clube das Pás, que são os estivadores, os carvoeiros e os portuários", ressalta o presidente do Clube das Pás, Rinaldo Lima.

O Clube das Pás é tradição do carnaval e da cultura pernambucana. O salão de seu clube representa o mais tradicional espaço de gafieira do Estado de Pernambuco. A Orquestra das Pás é uma atração à parte, além de frevos de carnaval, a Orquestra toca rumbas, salsas, merengues, forrós, tangos, boleros e sambas, sob a batuta do maestro Ernani. Eventos tradicionais do clube já fazem parte do calendário recifense, como o Baile do Hawaii, na semana pré-carnaval, e o Baile da Terceira Idade, que acontece semanalmente todas as segundas-feiras.

A eleição da nova diretoria aconteceu em dezembro de 2015, a qual elegeu como presidente Rinaldo Lima. Entre as propostas na nova gestão, estão a climatização do clube; a redução dos preços dos ingressos, de comidas e bebidas; campanha para novos sócios e a renegociação de débitos anteriores, além do resgate do tradicional clube, como referência para a cultura e o carnaval pernambucano, sem falar do engajamento do clube em iniciativas da comunidade e de atividades com responsabilidade social para com o Recife e sua população.

Fundado em 1888, o Clube das Pás é um dos grandes clubes carnavalescos de Pernambuco. Sua origem é do Bloco das Pás de Carvão, devido aos carvoeiros que abasteciam embarcações no Porto do Recife. Em 1890 seu nome mudou para Clube Carnavalesco Misto das Pás e surgiu no mesmo período de clubes, como Vassourinhas, Lenhadores e Toureiros de Santo Antônio. O Clube das Pás possui o estandarte mais antigo e foi citado em alguns frevos, como por exemplo, Voltei Recife, um dos hinos do carnaval pernambucano.

Os ingressos para o aniversário custam R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia). Do valor de cada ingresso, será destinado R$ 10 para a compra de fraldas descartáveis, que serão doadas ao IMIP e a Fundação Alice Figueira, em mais uma ação de solidariedade do clube. O Clube das Pás fica na Rua Odorico Mendes, 263 - Campo Grande, Recife. Mais informações pelos telefones (81) 98611 – 3788 / 98625 – 2409 / 98817 – 9849.

Serviço:

Clube das Pás – Baile em comemoração aos 128 anos de história.
Sábado (19) | 21h.
Local: Rua Odorico Mendes, 263 - Campo Grande.
Atrações: Adilson Ramos, banda Baladeiros S/A, Orquestra das Pás e Orquestra Brilhante.
Ingresso social: Os ingressos para o aniversário custam R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia). De cada ingresso, será reservado o valor de R$ 10 para compra de fraldas descartáveis que serão doadas ao IMIP e a Fundação Alice Figueira.

Crédito rural: comissão que analisa MP 707 realiza debate em Petrolina e participantes defendem ´juro zero´ para setor produtivo



Petrolina, 11/03/16 – O senador Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE) conduziu hoje (11), em Petrolina (PE), o primeiro Ciclo de Debates para o aprimoramento da Medida Provisória (MP) 707. Durante o encontro, realizado no Auditório do Sest/Senat (Serviço Social do Transporte/Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte), Fernando Bezerra, que preside a comissão mista do Congresso Nacional responsável pela análise da MP (CMMPV 707), sinalizou que o texto final da medida provisória deverá ser apreciado na semana do dia 12 de abril. Promulgada no final do ano passado, a MP 707 prorroga o prazo para a renegociação das dívidas dos produtores rurais e dos contratos de financiamento dos transportadores de cargas.

Participaram do debate, o senador José Pimentel (PT-CE), líder do governo no Congresso Nacional; o deputado estadual Miguel Coelho (PSB); o diretor-presidente da Federação da Agricultura do Estado de Pernambuco (Faepe) e representante da Federação na Bahia (Faeb), Pio Guerra; o presidente do Instituto da Fruta da Bahia, Ivan Pinto; o presidente do Sindicato de Trabalhadores Rurais de Petrolina (STR), Francisco Pascoal Silva; o presidente do Sindicato Rural Patronal de Petrolina, Edis Ken Matsumoto; o diretor da Associação dos Produtores Exportadores de Frutas e Derivados (Abrafrutas), Guilherme de Souza Coelho; o diretor de Política do Meio Ambiente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Pernambuco (Fetape), Antônio Francisco da Silva; o diretor de Política Agrícola da Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar do Estado de Pernambuco (Fetraf/PE) e representante da Federação na Bahia (Fetraf/BA), Mário Edson; e o assistente técnico da Federação dos Trabalhadores Rurais da Bahia (Fetag/BA), Iran Wilker. Na avaliação do senador Fernando Bezerra Coelho, o debate de hoje “cumpriu 100% das expectativas e dos objetivos do encontro”.

MAIS INCENTIVOS – Todos os palestrantes convidados foram unânimes em defender que o governo federal deve perdoar a totalidade das dívidas dos agricultores. “Eles (os produtores) não querem renegociação dos contratos. Eles querem crédito com juros zero”, ressaltou Iran Wilker, da Fetag/BA. Para o diretor da Abrafrutas, Guilherme Coelho, o governo não pode “condenar” os produtores. “Pois eles (agricultores) são vítimas. O governo tem que pegar na mão deles (produtores) e levantá-los”, afirmou. “O juro do Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar) tem que ser zero. Os produtores querem pagar suas dívidas e o governo tem que apoiá-los”, acrescentou.
O deputado Miguel Coelho citou outro ponto que, para ele, merece a atenção do governo federal. De acordo com o parlamentar, os produtores de Petrolina não têm recebido assistência técnica por parte da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf). “Pedimos que o Ministério da Integração Nacional tenha mais sensibilidade com o pequeno produtor, que precisa de apoio”, defendeu. “Já faz mais de um ano que a Codevasf não dá assistência para o homem do campo. Não estamos discutindo apenas renegociação de dívidas, estamos discutindo sonhos de famílias”, completou o deputado.
José Pimentel elogiou a condução da CMMPV 707 pelo senador Fernando Bezerra. “A melhor pessoa para conduzir esse debate”, afirmou. “Ele é um estudioso do Nordeste, preocupado e ciente das dificuldades da região”, reforçou.
Segundo Pimentel, a legislação atual – especialmente, a Lei 12.844/2013, abrangida pela MP 707 – “precisa ser melhorada para incluir setores que não foram abrangidos por ela”. Para o líder do governo no Congresso Nacional, outra legislação que precisa ser aperfeiçoada é a Lei 10.107/2001, que trata das taxas de juros dos Fundos Constitucionais.
Considerando-se “animado” com os debates para o aperfeiçoamento da Medida Provisória 707, o senador Fernando Bezerra acredita que, com o apoio do Senado e da Câmara dos Deputados, como também do Executivo Federal, uma melhor normatização para o setor será sancionada em benefício aos produtores rurais. “Hoje, tratamos da situação de 133 mil produtores rurais da Bahia e de Pernambuco. Estamos fortalecendo nossas esperanças. Espero que a gente possa construir um texto melhor e ter a solidariedade do Congresso e do governo”, analisou o presidente da CMMPV 707.

MEDIDA PROVISÓRIA – De acordo com a Medida Provisória 707, a prorrogação do prazo para a cobrança sobre o crédito rural vai até 31 de dezembro deste ano. A MP beneficia, especialmente, os pequenos produtores do Nordeste, que perderam lavouras inteiras com a rigorosa seca iniciada em 2011.

A medida provisória também autoriza o Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) a refinanciar contratos para aquisição de caminhões, chassis, tratores, carretas, cavalos mecânicos, reboques, tanques e carrocerias para caminhões novos e usados. O benefício é direcionado a pessoas físicas, empresas individuais, sociedades, associações e fundações cuja receita ou renda anual seja de até R$ 2,4 milhões. As empresas arrendadoras que se enquadram neste perfil também poderão refinanciar equipamentos.

PRÓXIMAS AUDIÊNCIAS – A primeira audiência pública sobre a MP 707 foi realizada no Senado Federal, no último dia 9, com a participação do relator da CMMPV, deputado Marx Beltrão (PMDB-AL), e de representantes da Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA), da Federação Nacional dos Trabalhadores da Agricultura Familiar (Fetraf/Brasil), da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag), e da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado da Paraíba, representando a Confederação Nacional da Agricultura (CNA). A próxima audiência ocorrerá nesta quarta-feira (16), às 11h, no Plenário 6 do Senado, para a qual foram convidados representantes de órgãos e bancos públicos; entre eles, os ministérios da Fazenda, da Agricultura (Mapa) e do Desenvolvimento Agrário (MDA), além dos bancos Nacional do Desenvolvimento Social (BNDES), do Nordeste (BNB) e do Brasil (BB).

Os próximos Ciclos de Debate serão promovidos em Fortaleza (CE), dia 14, na Assembleia Legislativa; e em Arapiraca (AL), dia 18 deste mês. Para a última audiência pública da CMMPV 707, em Brasília, serão convidados representantes da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) e do Ministério da Integração Nacional (MI), para se discutir a revisão dos critérios de inclusão de municípios que devem ser abrangidos pela Sudene. “A revisão deveria ter ocorrido em 2005, foi transferida para 2015 e até agora não ocorreu. Precisamos realizar este debate”, afirma o senador Fernando Bezerra Coelho.

Recife recebe visita técnica da Eventpool/Brasil

A Associação das Agências de Turismo Operadoras de Eventos (Eventpool/Brasil) realiza, de 17 a 20 de março, assembleias e visitas técnicas no Recife, que vão avaliar a cidade como possível destino para a realização de eventos. Na pauta da assembleia que se realizará dia 19, destacam-se as perspectivas para este ano e a captação de novos eventos para a rede de agências operadoras. Para o presidente da Eventpool/Brasil, Paulo Renato Fonseca Júnior, essa visita à Capital Pernambucana permitirá aos agentes de diferentes estados conhecerem mais um destino para eventos, avaliando as perspectivas de mercado. A anfitriã do encontro é a Luck Viagens que, além de organizar visitas aos principais pontos turísticos do Recife, ainda realizará um passeio ao espetáculo da Paixão de Cristo, em Nova Jerusalém.

Cineclube CineRua promove 3ª sessão em frente ao Teatro do Parque



Em parceria com a Mostra Ambiental do Recife - MARE, quatro curtas com o tema mobilidade serão exibidos nesta terça (15), às 18h30; após haverá debate com realizadores


Lançado em dezembro de 2015 como projeto de exibição permanente e com isso manter viva a memória do Teatro do Parque, o Cineclube CineRua traz para o centro do Recife filmes e atividades de rua que provoquem reflexões e debates sobre formas de pensar, ocupar e viver a cidade. A terceira sessão do cineclube será nesta terça (15), às 18h30, em frente ao Cineteatro do Parque, com a exibição de quatro curtas metragens, dois deles inéditos no estado.

Em parceria com a 2ª Mostra Ambiental do Recife – MARE, que acontece entre 14 e 19 de março em vários locais da cidade, o Cineclube CineRua preparou programa especial com curtas que dialogam com a mobilidade, tema da mostra. Nesta terceira edição serão exibidos os curtas “Homem na estrada (SP, 2015), de Felipe Terra, Calma Monga, Calma! (PE, 2011), de Petrônio de Lorena, Poeta Urbano (PE, 2012), de Antônio Carrilho e João Batista (MG, 2015), de Rodrigo Resende Meirelles. Após a sessão, haverá debate com os realizadores Petrônio Lorena e Antônio Carrilho.

O Cineclube CineRua é a primeira ação continuada do movimento #CineRuaPE, fundado no ensejo de reunir esforços, promover atividades, estratégias e a conscientização da importância de se preservar os poucos cinemas de rua que restam no Estado. Ao propor exibições periódicas até que o Teatro do Parque seja entregue novamente à população, o #CineRuaPE sai em defesa de um dos principais espaços culturais da cidade, fechado para reforma desde 2010. Durante a sessão, camisetas serão vendidas em apoio ao cineclube.

Histórico - O Teatro do Parque passou a exibir filmes um mês depois de sua inauguração, em agosto de 1915. Em 1929 foi comprado e modernizado pelo Grupo Severiano Ribeiro, que o reinaugurou no dia 29 de setembro, anunciado como “o mais belo, luxuoso e confortável cinema do norte do Brasil”. Em 23 de março de 1930 promoveu a primeira sessão de cinema sonoro do estado, com o filme “A divina dama”. O Teatro do Parque já foi também a casa da Orquestra Sinfônica Pernambucana e abrigou por muitos anos o Projeto Seis e Meia. Nos anos 1970 recebeu festivais de cinema Super 8. Em 1975 recebeu a Filmoteca Alberto Cavalcanti, que nunca funcionou efetivamente. O Festival de Vídeo de Pernambuco (atual FestCine) nasceu lá, em 1999. Nos anos 90, sob a programação de Geraldo Pinho, o Cinema do Parque se tornou a sala mais popular do Recife, com sessões a R$ 1 (um real) de filmes nacionais e estrangeiros


Programação:
Homem na estrada (fic, SP, 2015, cor, digital, 13’), de Felipe Terra*estreia no Recife
Calma Monga, Calma! (fic, PE, 2011, cor, 16mm, 18’24’’), de Petrônio de Lorena
Poeta Urbano (fic, PE, 2012, cor, 35mm, 16’31’’), de Antônio Carrilho
João Batista (doc, MG,2015, cor, HD, 23’), de Rodrigo Resende Meirelles*estreia no Recife

Serviço:
Cineclube CineRua
Quando: terça-feira, 15/03, às 18h30
Onde: em frente ao Teatro do Parque (Rua do Hospício – Boa Vista)
Informações: (81) 99675-6252 / (81) 99617-6008

Nova linha de cosméticos chega a Pernambuco

Apesar de o Brasil estar passando pela maior crise econômica dos últimos 20 anos, alguns setores conseguiram encontrar espaço para continuar crescendo. Um deles é o mercado de beleza, que teve um aumento de 7,5% no faturamento de 2015. Foi em meio a esse cenário que a Vitiss Cosméticos, empresa de Minas Gerais, resolveu expandir, apostou no potencial pernambucano e já está em mais de 200 pontos de venda no Estado. O responsável por trazer a novidade para Pernambuco é o empresário Gilberto Miranda, da Miranda Distribuidora, que atua no mercado de beleza há 10 anos. “A Vitiss surgiu há seis anos em Minas Gerais, onde atuei até outubro de 2014. Foi nessa época que surgiu a ideia de expandir e, pesquisando, chegamos à conclusão de Pernambuco era uma ótima opção”, explica.

“No primeiro mês em Pernambuco, a distribuidora faturou o mesmo