Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Incentivo à doação de sangue na Faculdade dos Guararapes

Ação anual da instituição é aberta ao público e acontece das 8h30 às 16h, em Piedade

Com o intuito de contribuir com a sociedade, a Faculdade dos Guararapes (FG) – integrante da rede internacional de universidades Laureate – promove nesta terça (26), a ação “Doe sangue, doe vida”, em parceira com o Hemope, no centro de simulação de Saúde da instituição, em Piedade. A atividade que acontece anualmente tem início às 8h30 e segue até as 16h.

“A instituição disponibiliza o espaço juntamente com alunos voluntários, todos mobilizados por esta ação social, que tem como finalidade contribuir com a sociedade na qual estamos inseridos”, diz Raniere Rodrigues, Diretor de Extensão da Faculdade dos Guararapes.

Para ser um doador é necessário apresentar documento de identificação com foto (carteira de identidade, carteira de trabalho ou CNH), ter entre 16 e 69 anos e pesar no mínimo 50 kg. Para os doadores menores de 18 anos é necessário a presença e o acompanhamento de um dos pais ou responsável legal, durante o processo de doação. Mais informações podem ser obtidas através do site do Hemope:http://www.hemope.pe.gov.br/queroserdoador-criterios.php.

A ação é aberta ao público e é realizada pela Coordenação de Extensão, juntamente com a Escola de Saúde da instituição. O campus Piedade da FG fica na Rua Comendador José Didier, 27.

Oficinas, palestras, filmes e lançamentos em São Lourenço da Mata

Evento na Nabuco reúne temas como Brasil Holandês, homofobia, microcefalia, sustentabilidade e literatura, além de atualidades como o desastre em Mariana

A Faculdade Joaquim Nabuco realiza a Semana das Oficinas Profissionalizantes em São Lourenço da Mata, a partir desta segunda (25). A iniciativa envolve atividades abordando temas como literatura, cordel, gêneros textuais, homofobia, sustentabilidade, o desastre em Mariana (MG), escravidão, conduta profissional, microcefalia, História e redes sociais da internet.

O evento seguirá até sexta-feira (29), sempre das 19h às 22h, na unidade local, que fica na Rua Almirante Tamandaré, número 100, Centro da cidade. Estão engajados os cursos de História, Administração, Pedagogia e Logística. Estudantes universitários e toda a comunidade podem participar. Não é necessário se inscrever previamente, basta comparecer à instituição de ensino pouco antes da ação desejada. As atividades são gratuitas.

Com as temáticas elencadas, a Nabuco São Lourenço da Mata pretende “subsidiar teoricamente a reflexão sobre os conceitos e desenvolver a noção de responsabilidade, de trabalho e de empreendedorismo, fazendo com que os participantes repensem os próprios valores, o papel social e o projeto de vida”, informa a professora Déborah Callender, coordenadora da graduação de História.

História de Pernambuco
Às 19h da quinta-feira (28), haverá também lançamento de livros, com palestra e debates, tudo promovido pela parceira entre a Nabuco, o Centro Vivo Recife e a Embaixada do Reino dos Países Baixos no Brasil. Estarão à disposição as publicações da série Pernambuco Libertário (“A guerra velha contra Holanda”, “No tempo de Maurício” e “A Restauração Pernambucana”), do escritor Paulo Santos de Oliveira com o historiador José Luciano Cerqueira.

Déborah Callender informa ainda que Oliveira “falará sobre o período que vai da chegada de Duarte Coelho, em 1535, à expulsão definitiva dos holandeses, em 1654”. Também nesta parte do evento, estará disposto o livro “A Noiva da Revolução”, um romance cujo tema é a revolução de 1817, que deu ao estado a bandeira e a data magna. “Esse tema ganha relevância especial pelo fato de que, no próximo ano, a revolução completa seu bicentenário”, completa a professora.

Mostra de Orson Welles
Em parceria com o Serviço Social do Comércio (Sesc), a Mostra Mr. Faker de Cinema exibirá filmes dirigidos por Orson Welles. Estão em cartaz “Dom Quixote”, feito a partir da obra homônima do espanhol Miguel de Cervantes; “Soberba”, baseado em livro de Booth Tarkington; e "O Processo", baseado em Franz Kafka.

Programação

Segunda-feira (25)
- Mostra de Cinema Mr. Faker: “Soberba”
-  “A Cop 21 de Paris” - Luiz Atavio Cavalcanti
- “Educando com cordel” (primeira parte) - Edgar Diniz

Terça-feira (26)
- Mostra de Cinema Mr. Faker: "O Processo"
- “Educando com cordel” (segunda parte) - Edgar Diniz
-  “Desenvolvimento como sustentabilidade” - Luiz Otavio Cavalcanti

Quarta-feira (27)
- Mostra de Cinema Mr. Faker: “Dom Quixote”
-  “O desastre ambiental de Mariana” - Luiz Otavio Cavalcanti
-  “Literatura e escravidão: apontamentos sobre a representação dos escravos na literatura brasileira oitocentista” - Ezequiel Canário

Quinta-feira (28)
-  “O uso dos gêneros textuais nos anos iniciais” - Laura Barbosa
-  “Pernambuco libertário” - Paulo de Oliveira
-  “Entendendo o preconceito: homofobia” - André Monteiro

Sexta-feira (29)
-  “Os usos das tecnologias e das redes sociais em sala de aula” - Henrique Nelson
-  “Microcefalia: do atendimento ao acolhimento” - Patrícia Pordeus
-  “Conduta profissional” - Gilson Barbosa.

Deputado Júlio Cavalcanti destaca os números negativos do Estado

“Os números não mentem”, afirma o deputado Júlio Cavalcanti. O parlamentar se refere à frase que abre a reportagem do Estadão, publicada no último dia 23. A manchete estampa a frase ‘Pernambuco foi do boom ao caos em cinco anos’. De acordo com o deputado, que está sempre atento aos índices do Estado, não dá para desconsiderar que os números negativos são anteriores à crise política atual, portanto é equivocado desviar para a esfera Federal a responsabilidade pelo afundamento de Pernambuco.
A reportagem, publicada no dia 23 de abril e replicada por vários veículos no Brasil, atribui o declínio do Estado ao fracasso do setor de petróleo e gás; à seca (que prejudicou a agricultura e a indústria alimentícia); à epidemia de viroses transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti; ao aumento galopante da violência – que dificulta ainda mais as atividades comerciais e, por fim, à queda na arrecadação do ICMS, tributo responsável por 46% do faturamento do Estado. Como consequência, Pernambuco amarga o segundo maior índice de desemprego do País – 10,4%, percentual que dobrou nos últimos quatro anos, vertiginosa queda na indústria e no comércio e os cortes nos investimentos – inclusive em áreas prioritárias. “Que o País está em crise, isso é fato – tanto política, quanto econômica. Mas a crise em Pernambuco é algo que já vem de antes desse cenário nacional. Vem desde que Eduardo Campos era governador. Então eu me pergunto: onde está o governo que fazia mais com menos?”, questiona o petebista.