Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Em pleno sábado, Junior Matuto cumpre agenda extensa nas comunidades do Paulista


Convidado por vereadores, dirigentes partidários, lideranças comunitárias e grupos religiosos, o prefeito do Paulista, Junior Matuto, tem participado de diversas reuniões pelo município. Os encontros com a população estão possibilitando que o gestor preste contas das ações realizadas à frente da prefeitura ao longo dos três últimos anos. Neste sábado (21.05), a agenda de compromissos foi extensa e contou com três reuniões desse tipo nos bairros do Centro, Nobre e Arthur Lundgren II.
 
Em todos os encontros, o prefeito Junior Matuto tem destacado que ainda há muito por fazer na cidade, mas que diversas ações realizadas pelo governo municipal estão mudando a vida da população. E assim, ele começa a pontuar os eixos de atuação da administração pública, citando obras, programas e projetos exitosos. Destaque para os setores da saúde, educação e infraestrutura urbana.   
 
A cada bairro visitado o gestor municipal tem a preocupação de salientar cada ação realizada na localidade para reforçar o compromisso da gestão com as pessoas. A população também expõe as necessidades da comunidade, colaborando com sugestões para o trabalho da prefeitura. Ainda há espaço para um debate sobre os desafios da gestão municipal ao longo dos próximos meses.           
 
BALANÇO - Na área da saúde, 31 postos foram revitalizados, seis unidades construídas e outras duas praticamente prontas para inaugurar. Destaque para os programas Remédio em Casa, Segue Cuidando e Saúde em Movimento. Na infraestrutura urbana, a prefeitura tem trabalhado para realizar o sonho de muitas famílias, com o calçamento, pavimentação e revestimento asfáltico de quase 60 vias. Destaque ainda para a contenção do avanço do mar na orla com o bagwall (R$ 28 milhões), desassoreamento do Rio Paratibe (R$ 26 milhões), duplicação da PE-01 e Ponte do Janga (R$ 16 milhões) e construção do Mercado de Paratibe (R$ 12 milhões). A Educação também vem recebendo grandes investimentos do poder público municipal. Na reforma de 12 unidades de ensino, a prefeitura investiu cerca de 2,3 milhões. Os estabelecimentos de ensino ganharam oito mil novas bancas. Os estudantes estão indo estudar com novos fardamentos (bermuda, calça, camisa malha fria, tênis/alpargatas) e kits escolares.
 
EVENTOS ESPORTIVOS – Além das prestações de contas, o prefeito também aproveitou para prestigiar dois eventos de artes marciais neste sábado (21) na cidade. A primeira parada foi pela manhã no Sesi de Paratibe. No local, 800 judocas de vários municípios do estado duelaram pela II Copa Marcílio Moraes. À tarde, Junior Matuto seguiu para o Clube Municipal do Nobre, que está recebendo mais de 400 atletas de taekwondo de vários estados do País. A competição, que garante 10 pontos no ranking nacional da modalidade, segue neste domingo (22).

Mais de 800 judocas disputam a II Copa Marcílio Moraes em Paratibe


O ginásio poliesportivo do Sesi de Paratibe ficou lotado neste sábado (21.05) durante a II Copa Marcílio Moraes de Judô. A competição, que reuniu mais de 800 atletas de todo o Estado, contou com o apoio da Prefeitura do Paulista. O prefeito Junior Matuto esteve nesta manhã na solenidade de abertura do evento.

               Apenas os judocas filiados à Federação Pernambucana da modalidade puderam participar da competição. Os atletas disputaram medalhas em diversas categorias, do iniciante (a partir de quatro anos) até o master (acima de 35 anos). Destaque também para a classe especial, que contou com o envolvimento de pessoas com deficiência.

Após negociar com proprietários, prefeitura vai demolir duas casas construídas no meio de um via pública no Janga


A Secretaria de Desenvolvimento Urbano do Paulista vai demolir nos próximos dias duas construções irregulares na Rua Comendador Figueiroa, no bairro do Janga. Os imóveis, que foram erguidos há mais de dez anos no meio da via pública, impossibilitam o tráfego de veículos pelo local. A ação de desobstrução só será possível graças às negociações com os proprietários. O acordo amigável obedeceu à legislação e agradou bastante os moradores da área que sonhavam com isso há vários anos.  
“Embora saibamos que as casas foram construídas no meio da via pública, impossibilitando o ir e vir da população, a prefeitura não tem autorização legal para demolir os imóveis sem antes chegar a um acordo com os proprietários. A legislação exige que façamos uma avaliação técnica das casas, onde será definido o valor a ser pago na indenização, depois apresentemos ao morador para um acordo, e, por fim, ter a autorização para derrubar”, explicou o prefeito Junior Matuto.
            Acompanhado do secretário executivo de Desenvolvimento Urbano, Paulo Marenga, o gestor municipal esteve na localidade para fechar os detalhes da demolição e efetuar o pagamento das indenizações. Os imóveis foram avaliados no valor de R$ 15.015,00 (quinze mil e quinze reais) cada. Um dos proprietários já recebeu o cheque, enquanto o outro será contemplado na próxima semana.
            A partir do pagamento da quantia, a prefeitura pode demolir as casas sem nenhum tipo de impedimento jurídico. A legislação também não obriga o poder público a providenciar uma nova moradia para as pessoas indenizadas. Eles, por sua vez, ficam livres para investir o valor no que quiserem.