Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Cantor Roberto Lins lança Solitário e sonhador, o sétimo CD de sua carreira


O cantor e compositor Roberto Lins faz show em homenagem aos 143 anos de Emancipação Politica de Escada, no pátio de eventos na cidade, às 20 hs. Na ocasião, ele apresenta o repertório do seu mais novo CD Solitário e sonhador. Com 11 anos de carreira, o cantor Roberto Lins, reúne o melhor do autêntico Forró-pé-de-serra em músicas que abordam temáticas sobre o amor e a relação do dia a dia entre as pessoas. O CD foi gravado e masterizado no AudioBrasil Estúdio, na cidade de Monteiro - PB e conta com 20 músicas, sendo 15 autorais; uma em parceria com o compositor e poeta Junior Vieira; três com Deijinha de Monteiro e uma de Alissin Vieira, grande compositor e poeta lá de Conceição, na Paraíba. Roberto Lins preparou um excelente show para o seu público e se apresenta com uma banda arrojada que tem da tradicional zabumba, sanfona e percussão ao requinte do sax, trompete e a força de um trombone, com um belo vocal.
A produção do show é do sanfoneiro Jó Silva, empresariado por Sandro Nobrega, que carrega na bagagem 24 anos de produção do rei Reginaldo Rossi. Por uma fatalidade do destino, o rei veio a falecer, mas como a vida continua, Sandro retoma o trabalho abraçando esse novo projeto junto com Roberto Lins.
O CD traz uma novidade: uma mistura de ritmos, muito rica musicalmente, com utilização de metais em diversas faixas, sendo uma delas com uma pegada sertaneja (Pode me enganar). São canções românticas e dançantes, para não deixar ninguém parado, dentre as quais destacam-se Corda bamba, Solitário e sonhador, Meu castigo é você, Olhar dessa menina, Jaula de amor e O ciúme é todo meu. 


SOBRE ROBERTO LINS – Cidadão escadense, embora nascido em Jaboatão, o cantor e compositor Roberto Lins teve uma infância pacata, e sempre alimentou o sonho de um dia ser cantor. Certo dia, em meados de 1998, em Cruz das Almas/Bahia, conheceu algumas pessoas que lidam com música e que lhe proporcionaram a oportunidade de mostrar o seu valor musical. A partir do ano 2000, de volta às suas origens, teve a felicidade de conhecer grandes compositores como: Xico Bizerra, Júnior Vieira, Aracílio Araújo, Maurício Santos, dentre outros. Despertando cada vez mais seu interesse em abraçar o forró nordestino. 
Em 2005, já estava Roberto Lins lançando seu 1º trabalho, intitulado Lindo Coração, cuja faixa deu nome ao CD e tem sua autoria em parceria com Juarez do Acordeon. A partir daí, fez várias apresentações em casas noturnas, não só no Recife, como também em diversas cidades do interior do nordeste. No ano seguinte, realizou mais um sonho, com o lançamento do 2º CD Forró Apimentado. Esse trabalho contou com um número significativo de músicas de sua autoria. Desde então, seu entusiasmo crescente pelas composições e seu amadurecimento artístico o levaram a produzir sua terceira obra musical, o CD Pra Ser Feliz lançado em 2007, cujo repertório conta com mais de 50% de músicas de sua autoria. Em 2008 lançou Forró de Verdade. Já em 2009 lançou o primeiro DVD e o CD Ao Vivo na Sala de Reboco. Em 2011, retornou com o CD 20 Maiores Sucessos. Agora em 2016 ele lança o seu sétimo CD, SOLITÁRIO E SONHADOR.

Em Paulista, empreendedores participam de ciclo de palestras com o Sebrae


O primeiro dia do ciclo de palestras do Sebrae na cidade do Paulista foi um sucesso. A ação, que é coordenada pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, prendeu a atenção dos comerciantes, empresários e microempreendedores do município. Na ocasião, os participantes puderam assistir a uma palestra que abordou o tema “Atendimento ao cliente”. A iniciativa, que teve início na noite desta segunda-feira (23.05) e segue até sexta (27.05), está sendo realizada no Shopping North Way, Centro.

Quem compareceu ao evento foi à empresária Glaudiane Maria, 25 anos. Apesar da pouca idade, a jovem explicou que já está no ramo há muito tempo. “Há 13 anos eu e minha mãe abrimos uma loja de roupas e desde então não paramos mais. Mesmo trabalhando com isso há bastante tempo, adquirir experiência nunca é demais. As palestras vão nos ajudar muito a melhorar e aperfeiçoar o nosso atendimento com o público. Essa iniciativa da prefeitura está sendo maravilhosa para nós”, completou.

De acordo com a instrutora do Sebrae, Romárcia Alves, o intuito da ação é trazer o ciclo de palestras para perto desse público alvo, qualificando essas pessoas, a partir da rotina de trabalho de cada um. “É fundamental que o empreendedor esteja sempre com esse olhar para o futuro, essa visão de melhoria contínua, buscando sempre qualidade no que faz. E é isso que vamos passar para eles através desses encontros”, disse.  

Durante a programação vários temas serão destacados, entre eles, “Como atrair clientes”, “Planejamento estratégico” e “Plano de marketing. Os interessados devem fazer a inscrição no dia de cada evento, apresentando CPF e dados da empresa (CNPJ). Outras informações através dos telefones: 2101.8401 ou 2101.8423. 
Programação:
-Dia 24.05 (Terça-feira) - das 18h às 21h
Planejamento Estratégico

-Dia 25.05 (Quarta-feira) - das 18h às 22h
SEI Formar Preço

-Dia 26.05 (Quinta-feira) - das 18h às 22h
Layout de lojas para Atrair Clientes

-Dia 27.05 (Sexta-feira) - das 18h às 22h
Oficina de Plano de Marketing

Escola Marcos Freire realiza palestra sobre álcool e outras drogas

Com o objetivo de alertar a comunidade escolar para o perigo das drogas, gestores, professores e funcionários da Escola Marcos Freire, em Maranguape I, participaram de uma palestra sobre o tema nesta segunda-feira (23.05). A iniciativa tem o objetivo tornar os agentes educacionais ainda mais sensíveis à problemática e com capacidade para tratar do assunto com os estudantes.

Intitulado Projeto Álcool e Outras Drogas, a iniciativa tem o segue até o mês de junho. De acordo com a vice-diretora da unidade escolar, Niedja Vidal, a atividade deve ocorrer em parceria com o Programa Saúde na Escola (PSE). Segundo ela, o primeiro público alvo é composto pelos professores. Depois disso, será a vez dos pais.

“Primeiro vamos fazer o professor ser mais sensível a isso, para que esses meninos possam ter um tratamento diferenciado. Aí depois iremos abordar os pais e por último os alunos”, concluiu.

Educação do Paulista promove a 11ª Edição da Olimpíada de Matemática



Em uma interação entre a matemática e a cultura africana, alunos da Escola Gêlda Amorim, em Paratibe, deram início, nesta segunda-feira (23.05), à programação da 11ª Olimpíada Municipal da Matemática. Com o tema Etnomatemática – que consiste na arte ou técnica de explicar a disciplina em diversos contextos culturais –, estudantes do 8º ano realizaram apresentações de dança e participaram de jogos populares sobre a cultura afro.

            “Como a prefeitura trouxe esse tema sobra à África e a origem do povo brasileiro com a descendência africana, a olimpíada busca trazer a matemática relacionada com a origem da cultura afro”, relatou o professor Lívio Charlles, coordenador da disciplina de Matemática da Escola Gêlda Amorim. “Buscamos elementos matemáticos na cultura africana, como nas vestimentas, as danças, os desenhos e os jogos educativos”, completou o professor da unidade ensino Jair Santos.

            De acordo com a Secretaria Municipal de Educação, nesta primeira etapa das olimpíadas serão avaliados a estratégia e raciocínio lógico dos alunos nos jogos. Nos números de dança, a análise será em torno da quantidade de movimentos, os passos, dentre outros critérios. Ao todo, 880 alunos do 6º ao 9º ano de 17 escolas municipais farão parte da programação até o dia 21 de junho.

            Um dos participantes da olimpíada foi o estudante Gabriel da Silva, de 15 anos. “A expectativa é boa para o evento, pois é a primeira olimpíada de matemática na qual eu participo. E para isso estudamos a cultura africana, como são os jogos populares, principalmente, o ‘Shisima’, um jogo estratégico”, explicou.


            Depois dessa etapa, será realizada uma gincana matemática contendo cinco provas, entre elas, a construção de painéis com símbolos africanos relacionados aos conceitos matemáticos; descobrir a relação da matemática com jogo de capoeira; realização de pesquisa estatística na comunidade sobre racismo. A terceira fase será constituída de prova.