Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Chama olímpica faz festa nas margens baiana e pernambucana do Velho Chico


Cantada em versos musicais, a parceria entre Juazeiro, na Bahia, e Petrolina, em Pernambuco, representa muito mais uma continuidade do que uma divisa marcada pelo Rio São Francisco. No revezamento da tocha não poderia ser diferente. Nesta quinta-feira (26.05), as duas cidades receberam o símbolo olímpico e se uniram mais uma vez às margens do Velho Chico. Jaguarari e Sobradinho, na Bahia, também fizeram festa para a passagem da chama.
Apesar de separadas por uma ponte de dois quilômetros, o clima foi bem diferente. Enquanto Juazeiro aproveitou o feriado para lotar as ruas, Petrolina ficou pacata. Mas, como sempre na história, coube ao rio São Francisco unir a população que foi para as orlas e recepcionou a chegada da tocha. Com a bandeira do Brasil na mão e um sorriso no rosto, a jornalista Sueli Leal queria aproveitar cada minuto da passagem por Petrolina. "A chama encontrando o Rio São Francisco nos traz dois símbolos: a união dos povos com o esporte e a união das pessoas da região com a força do lugar em virtude do Rio", acredita.



Na terra de João Gilberto e Ivete Sangalo, na Bahia, 30 condutores e 6 quilômetros foram suficientes para animar o público. Mais de 10 mil alunos das escolas municipais de Juazeiro se espalharam pelas ruas e muitos se apresentaram com quadrilhas, fanfarra e forró. Em Petrolina, do cantor Geraldo Azevedo, foram mais de 100 condutores e 21km com histórias de inspiração, como a do estudante de enfermagem Daniel Dias e do educador físico Geraldo Luiz.
Nascido em Salvador, mas petrolinense de coração, Daniel Dias é defensor do tratamento humanizado nos hospitais e integrante da Unidade de Palhaçada Intensiva (UPI), projeto de extensão da Universidade Federal do Vale do São Francisco que ensina a arte clown (palhaço em inglês). Sua dedicação aos pacientes fez com que fosse escolhido para ser um dos condutores da chama olímpica em Petrolina. Sem conseguir dormir na véspera, ele disse sentir um misto de emoções. "Estou nervoso e ansioso pelo momento, mas ao mesmo tempo muito feliz por saber que minha história foi escolhida entre tantas outras", confessa.
Para o estudante de enfermagem, carregar a tocha é um reconhecimento para seguir firme na tarefa que tem como recompensa maior a consideração dos doentes. "É uma via de mão dupla, faço e recebo o bem. O olhar deles é gratificante". Para ele, a tocha vai ensinar, principalmente, o respeito às diferenças entre os povos, o que se assemelha, segundo ele, a uma das funções do palhaço. Daniel brincou, ainda, que a chama vai sair ainda mais quente. "Ela vai ser aquecida pelo calor humano e o sol abundante do semiárido de Petrolina".

Fernando Bezerra Coelho cumpre agendas com foco na educação‏

O senador Fernando Bezerra Coelho cumpriu duas importantes agendas com foco em educação nesta sexta-feira (27/05) no escritório que mantém em Petrolina, em ambas foi acompanhado pelo deputado estadual Miguel Coelho (PSB). No início da manhã ele conversou com professores e gestores do Instituto Federal do Sertão (IF Sertão) e depois recebeu representantes do Centro de Recuperação de Áreas Degradadas da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Crad/Univasf).

Fernando Bezerra pediu à reitora do IF Sertão Leopoldina Veras um levantamento detalhado das atividades e planejamento da instituição para o segundo semestre e para 2017. Em junho o senador irá participar de uma reunião entre os representantes do Instituto Federal e o ministro da Educação Mendonça Filho e quer aproveitar a oportunidade para garantir mais recursos para o IF. Em seguida o senador dialogou com coordenador do Crad, o professor José Alves Filho, que relatou as dificuldades enfrentadas pelo centro para manter as atividades. O senador assegurou que irá levar o tema ao conhecimento do ministro Mendonça, que é pernambucano, para que o Crad permaneça promovendo os estudos necessários no Vale do São Francisco.

Prefeitura do Ipojuca inaugura primeira Unidade de Beneficiamento de Mandioca do município


A Prefeitura do Ipojuca, através da Secretaria de Agricultura, inaugura neste domingo (29), às 8h, um importante e esperado equipamento que vai beneficiar os agricultores do Engenho Queluz. A Unidade de Beneficiamento de Mandioca, popularmente conhecida como a Casa de Farinha Industrial do engenho Queluz, será inaugurada pelo prefeito Carlos Santana e foi totalmente construída com os padrões sanitários exigidos pela Secretaria de Saúde. 
O espaço vai atender cinco assentamentos de agricultura familiar com a cultura da mandioca, representando geração de emprego e renda para mais de 330 famílias rurais ipojucanas, com capacidade de produção de 1.200 kg de farinha por dia. A unidade vai beneficiar além da comunidade rural de Queluz, os engenhos, Gaipió, Soledade, Fortaleza e Cachoeira. Os agricultores vão produzir derivados da mandioca, goma, massa, beiju e resíduos que servem para alimentação animal e compostagem.
Após a inauguração, os agricultores vão passar por capacitação de boas práticas de manipulação dos produtos e cursos de gestão e empreendedorismo em um espaço reservado para as aulas com o apoio do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, SENAR. A Casa de Farinha do Engenho Queluz vai ofertar oportunidades para homens e mulheres do Ipojuca e que desejam ampliar seus conhecimentos para impulsionar a produtividade, com preservação ambiental, melhorar a renda e a qualidade de vida no campo.
Serviço 
Inauguração da Unidade de Beneficiamento de Mandioca
Local: Engenho Queluz, área rural de Ipojuca 
Data: 29.05.2016 (Domingo) 
Horário: 8h

Fotos: Cledjânio Fabrício/Prefeitura do Ipojuca 

Educação promove Seminário de Igualdade Étnico Racial em Paulista


Coordenado pela Secretaria de Educação do Paulista, o Seminário de Igualdade Étnico Racial será realizado na próxima terça-feira (31.05). O objetivo é focar no fortalecimento das ações de Direitos Humanos e Cidadania para as escolas da rede municipal de ensino. Na ocasião, serão realizadas palestras sobre o tema, além de exposições e apresentação cultural. O evento acontecerá, no Hotel Amoaras, em Maria Farinha, das 8h às 17h.

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA

8h às 9h - Credenciamento e coffee-Break;
9h - Cerimônia de abertura;
10h - Palestra: A importância em estudar as relações étnico-raciais na escola (Professora Dra. Cibele Rodrigues);
12h – Almoço;
13h - Exposição do pôster das diversas áreas do conhecimento sobre a temática em pauta e exposição dos vencedores do concurso;
13h30 - Palestra: A Educação Indígena (Professor José Karajá);
14h50 - Palestra: A História do Movimento Negro no Brasil (Professor Lepe Correia);
16h40 - Encerramento: apresentação cultural e premiação do concurso sobre as experiências exitosas;
17h - Coffee break de Encerramento.

Silvio visita obra parada de Upinha no Chié e cobra promessa de Geraldo


O deputado Silvio Costa Filho visitou, nesta sexta-feira (27), as obras da Upinha Chié II, às margens da Avenida Agamenon Magalhães, no Bairro de Campo Grande. Apesar de estar praticamente concluída, a unidade ainda não tem data para entrar em Operação, segundo relatos da própria comunidade.

Segundo Silvio, a Upinha do Chié está na lista de promessas não cumpridas do prefeito Geraldo Júlio. “Na campanha, Geraldo Júlio prometeu construir 20 Upinhas 24 horas à população do Recife e chega ao último ano de sua gestão sem conseguir cumprir sequer metade do que prometeu.” O parlamentar aponta que, segundo dados da própria Prefeitura, nove Upinhas foram entregues desde 2013.
Segundo dados do Portal da Transparência da Prefeitura do Recife, entre 2013 e 2016, a gestão municipal destinou R$ 4,9 milhões à construção das Upinhas e Upas Especialidades prometidas. “O prefeito alega que a crise, a queda da arrecadação e a não autorização para que o munícipio contraia empréstimo ao BID atrapalharam o plano de investimentos da administração municipal. No entanto, a mesma prefeitura que investiu menos de R$ 5 milhões nas Upinhas e UPAEs destinou mais de 80 milhões à área de comunicação e publicidade. É uma questão de prioridade. Geraldo acha mais importante garantir as verbas para a propagando do que o serviço prestado à população”, criticou.
 Silvio avalia que a gestão do PSB na Prefeitura do Recife vai entrar para a história como a que menos cumpriu suas promessas. “Geraldo vai entrar para história como o prefeito das promessas não cumpridas. O que temos visto nos quatro da cidade são obras paradas, inconclusas ou sequer iniciadas. O cenário do Recife de Verdade é bem diferente do Recife maquiado que o prefeito mostra nas propagandas e peças publicitárias”, comparou.

Capacitação de mão de obra em cursos técnicos para o Polo Vidreiro de Goiana


A proposta de criar uma disciplina de formação e qualificação de vidraceiros dentro da grade curricular dos cursos técnicos da Rede Estadual de Ensino foi apresentada pela Associação das Empresas do Polo Pernambuco-Paraíba (AEP) ao secretário de Educação, Frederico Amâncio. O encontro foi realizado nesta semana na sede da Secretaria, no Recife, e promovido pela Comissão de Desenvolvimento Econômico da Alepe. A proposta é liderada pela empresa Vivix Vidros Planos, instalada em 2014 no município de Goiana, na Mata Norte.
 A diretora executiva da AEP, Margareth Bezerra, explicou ao secretário que o objetivo é capacitar a mão de obra da região para atender à cadeia produtiva do vidro em Goiana, além de aprimorar a prestação de serviços no setor em Pernambuco. “Queremos expandir o Projeto Vidraceiros que já temos em parceria com o Senai, onde criamos um centro de referência de formação na área no Nordeste. É uma oportunidade para quem busca um novo emprego e para qualificar quem já trabalha com isso”, destacou.
 O Projeto Vidreiros teve início este ano nos municípios de Itapissuma e Jaboatão dos Guararapes. Ao todo, 400 pessoas devem passar pelo curso de capacitação no Senai. Para o presidente da Vivix, Paulo Drummond, o setor da construção civil, que absorve a produção de vidros, é o que mais gera emprego e o primeiro ser retomado com o crescimento da economia. “O ponto de partida para acelerarmos essa retomada de crescimento é ter gente capacitada”, pontuou.
 O secretário Frederico Amâncio disse estar aberto ao diálogo e encaminhou a questão ao secretário executivo de Educação das Escolas de Tempo Integral, Paulo Dutra, que também participou do encontro. “Acho importante ouvir as demandas das empresas para adequarmos as grades curriculares e os cursos oferecidos em cada região”, disse Amâncio. O secretário destacou que há atualmente duas escolas técnicas em construção em municípios próximos ao polo vidreiro: Abreu e Lima e Igarassu. De acordo com ele, essas escolas também poderiam incorporar a proposta das empresas. Amâncio ainda disponibilizou o uso do espaço físico de escolas técnicas que estejam com turmas ociosas.
 Para o presidente da Comissão de Desenvolvimento Econômico, Aluísio Lessa (PSB), o encontro teve resultados positivos. “Essa é uma demanda que surgiu a partir da nossa visita à fábrica da Vivix, no final do mês de abril. Vamos seguir acompanhando e apoiando a iniciativa de suprir esse gargalo que existe hoje”, afirmou. (Fonte: Alepe)

Prefeitura realiza reparo no sistema de drenagem em importante via da Mirueira


Homens da Secretaria Municipal de Serviços Públicos e da Compesa estão executando um reparo importante no sistema de drenagem da Avenida João Paulo II, na Mirueira. Os trabalhadores identificaram que algumas canaletas estavam danificadas, impedindo o fluxo normal da água da chuva, que passou a ficar retida na via pública. Várias manilhas comprometidas já foram retiradas e serão substituídas nesta sexta-feira (27.05). A expectativa é de que sete novas tubulações sejam implantadas no local.  
            Por conta do serviço, uma das faixas de rolamento da Avenida João Paulo II está temporariamente interditada. O trecho, que fica próximo à Escola Estadual Presidente Castelo Branco, deve ser liberado ao tráfego neste fim de semana. A equipe da Compesa fará a reposição do asfalto na via, que serve de rota, inclusive, para ônibus e kombis do sistema de transporte público.
            Após a liberação do trecho, a outra faixa da via será interditada para que as demais manilhas possam ser trocadas. Desta forma, será possível refazer a ligação entre as galerias, viabilizando o escoamento das águas das chuvas e pondo fim aos alagamentos na área comercial do bairro.      

ÁGUA NAS TONEIRAS - Durante a obra, o abastecimento de água na comunidade precisou ser interrompido. De acordo com a Companhia, a situação será normalizada na noite desta sexta, seguindo o cronograma de racionamento da localidade. 

LEILA FREITAS PROMOVE OFICINA DE EXPRESSÃO VOCAL AOS SÁBADOS


Devido às solicitações, está aberta nova turma AOS SÁBADOS para a Oficina de Expressão Vocal ministrada pela consultora vocal especialista em Voz pela UFPE, atriz, locutora e fonoaudióloga, Leila Freitas. As aulas acontecem nos dias 04, 11, 18/06 e 02/07, das 10h às 12h. Para atender à demanda, o número de vagas foi ampliado, agora serão seis pessoas por turma. O endereço é na Avenida Rosa e Silva, 756, Aflitos. A carga horária é de 8 horas e o investimento é de R$ 150,00. Inscrições e informações pelo telefone (81) 99968.7822 (whatsapp também) ou pelo e-mail leiladefreitas@hotmail.com.

O curso é dirigido a pessoas que utilizam a voz profissionalmente e demais interessados, e visa melhorar a qualidade vocal do profissional da voz, otimizar sua performance, prevenir possíveis alterações vocais (rouquidão, cansaço vocal e "calos"), através de um programa que inclui, entre outros conteúdos, aquecimento e desaquecimento vocal (através de sons de apoio).


O programa contempla entre outras coisas, respiração (colocação, coordenação, apoio e capacidade), ressonância (potência), altura e intensidade vocais (controle e modulação), dicção (articulação, velocidade, pausas), inflexões e técnica dos tubos de ressonância na água.

OAB-PE repudia caso de estupro coletivo no Rio de Janeiro

A  OAB PE, por sua diretoria, conselho e comissões, vem publicamente manifestar seu mais profundo repúdio ao ato de barbárie extrema cometido contra jovem de 16 anos de uma comunidade da zona oeste do Rio de Janeiro.

Além da abjeta violência sexual coletiva, praticada por mais de 30 homens, a jovem foi ainda vítima de humilhação e escárnio públicos pela divulgação de sua imagem e sofrimento na internet e nas redes sociais, atitude que revela a confiança de seus agressores na impunidade,  deixando à mostra que a cultura do estupro, lamentavelmente, ainda é uma cruel realidade no País.

Os dados são alarmantes. O Brasil ocupa a vexatória quinta posição entre os países mais violentos no mundo com as mulheres. A cada 11 minutos, uma mulher é estuprada, segundo os dados mais recentes de 2014, ano em que foram registrados 47.646 estupros no Brasil.

Há exatamente um ano, teve repercussão outro caso de estupro coletivo contra mulheres. Em 27 de maio de 2015, quatro adolescentes