Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Mudanças climáticas: senador Fernando Bezerra quer que Brasil seja líder mundial em economia de baixo carbono


Brasília, 1º/06/16 – O senador Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE) defendeu nesta tarde (1º) – durante audiência pública na Comissão Mista sobre Mudanças Climáticas (CMMC), da qual ele é relator – que a CMCC, em parceria com o governo federal, aponte políticas públicas claras, “com métricas”, para que o país cumpra as metas globais previstas no Acordo de Paris sobre o Clima e também os objetivos nacionais estabelecidos na Contribuição Nacionalmente Determinada (iNDC). “Para mostrarmos que o Brasil é quem de fato liderará, até no máximo 2025, a transição para a economia de baixo carbono (voltada a minimizar as emissões de gases de efeito estufa para a redução das consequências das alterações climáticas)”, destacou.

Como forma de organizar e dar celeridade à definição de políticas públicas relacionadas à iNDC/Brasil, o senador também defendeu a implementação de seis fóruns setoriais que envolvam o Congresso Nacional (representado pela CMMC), o governo e a academia. Na avaliação de Bezerra Coelho, tais colegiados deverão ser temáticos: Florestas e Agropecuária, Geração de Energia, Mobilidade (e Energia), Indústria, Gestão Urbana e Financiamento da Transição (para a economia de baixo carbono). “Precisamos estabelecer medidas práticas para o alcance das metas ambientais mundiais e nacionais”, afirmou o relator da CMMC. “Temos de saber o quanto de energia limpa queremos gerar e por meio de quais ações. Como vamos equacionar o problema do transporte urbano e outras questões que afetam o meio ambiente e dificultam o desenvolvimento sustentável do nosso país?”, assinalou Fernando Bezerra.

A sugestão de instalação dos seis fóruns foi apresentada pelo diretor-executivo do Centro Brasil no Clima (CBC), Alfredo Sirkis, um dos convidados à audiência pública de hoje. Também participaram do debate, o atual secretário de Mudanças Climáticas e Qualidade Ambiental do Ministério do Meio Ambiente (MMA), José Domingos Gonzales Miguez, e o superintendente de Políticas Públicas e Relações Externas do World Wide Found do Brasil (WWF/Brasil), Henrique Lian. Everton Frask Lucero, que assumirá a Secretaria de Mudanças Climáticas e Qualidade Ambiente do MMA, também compareceu à audiência.

ACORDO DE PARIS E iNDC – Todos os especialistas defenderam que o Brasil ratifique o Acordo de Paris – assinado pelo governo brasileiro e as demais nações que participaram da 21ª Conferência da ONU sobre o Clima (COP-21), no final do ano passado, na capital da França – e implemente a Contribuição Nacionalmente Determinada (iNDC). “Para que as diretrizes contidas nestes dois documentos sejam, de fato, aplicáveis no Brasil”, destacou José Miguez, da WWF/Brasil. “A iNDC não se resume a políticas de restrição ambiental. Trata-se, na verdade, de uma agenda de oportunidades para o desenvolvimento sustentável do país”, observou Alfredo Sirkis.

A iNDC/BRASIL, apresentada durante a COP-21, tem como metas centrais o fim do desmatamento ilegal; a redução em 43% das emissões de gás de efeitos estufa, até 2030; o reflorestamento de 12 milhões de hectares de terra; a recuperação de 15 milhões de hectares de pastagens degradadas; e a integração de cinco milhões de hectares, entre lavouras, pastagens e florestas.

Na área de energia – que é um dos pilares de atuação da CMMC – a iNDC/Brasil propõe que a participação das energias renováveis chegue, até o ano de 2030, a 23% da matriz energética brasileira, especialmente a solar, eólica e de biomassa, sem considerar a hidrelétrica. O senador Fernando Bezerra representou o Congresso Nacional brasileiro na COP-21 e defendeu uma meta ainda mais ousada: que a participação das “energias limpas”, na matriz energética nacional, aumente para 25%, no referido ano (2030).

Professor Lupércio chama secretários de Olinda de “parasitas” e diz que eles já deveriam ter ido embora da cidade

O deputado estadual e pré-candidato à Prefeitura de Olinda, Professor Lupércio, fez duras críticas à atual gestão da cidade na sessão desta quarta-feira, 1º, na Assembleia Legislativa. Ao lamentar os transtornos ocorridos durante as chuvas que caíram nesta segunda no município, o parlamentar chamou alguns secretários do governo de “parasitas” e afirmou que eles já deveriam ter deixado o cargo há muito tempo. Olinda foi o local mais abalado pela ação das águas pluviais na Região Metropolitana, inclusive, com a ocorrência de um deslizamento de barreira, fato que culminou com a morte de três pessoas.

“Fui vereador da cidade por dois mandatos. Tive o cuidado de conversar com o prefeito Renildo Calheiros para afirmar que ele tinha de oxigenar algumas secretarias. Muitos secretários caíram no marasmo há muito tempo e já estão como parasitas. Eles deveriam pegar as malas e se mudar da cidade. Só estão engessando o governo”, alfinetou o parlamentar.

Durante seu discurso, Lupércio alegou também que os alagamentos que causaram grandes transtornos aos moradores da cidade ocorreram devido à falta de atitudes preventivas por parte da prefeitura. O parlamentar afirmou ainda que fez, nesta segunda, uma vistoria por diversos bairros do município e contou que chegou a ajudar pessoas a saírem de pontos com fortes acúmulos de água.

“Isso tudo se resume à falta de prevenção. Faltou um trabalho preventivo da prefeitura para evitar que tudo isso acontecesse. Vi pessoas saindo às ruas com barco, geladeiras e televisão boiando. Foi uma coisa de dar dor, principalmente a quem é olindense. Foi a noite da agonia”, lamentou o deputado.

O discurso de Lupércio foi aparteado pelo líder da oposição da Alepe, deputado Silvio Costa Filho, e pelos parlamentares Pr. Cleiton Collins, Teresa Leitão e Manoel Botafogo. Eles também lamentaram a falta de atitudes preventivas por parte da Prefeitura de Olinda. 

Infraestrutura fecha cratera que se abriu na Estrada do Frio durante temporal


Uma grande cratera se abriu na Estrada do Frio, no acesso do Centro aos bairros da Mirueira e de Jardim Paulista, após o temporal da última segunda-feira (30.05). Nesta quarta-feira (1º/06), equipes da Secretaria Municipal de Infraestrutura iniciaram as obras de reparo do trecho. A previsão é de que os trabalhos sejam concluídos até o meio dia desta quinta-feira (02.05).

Os técnicos da prefeitura identificaram que a cratera surgiu por conta do rompimento de uma tubulação do sistema de drenagem da via. Assim que a manilha for substituída, o buraco será tapado com um material apropriado para garantir segurança para quem passa pelo local. O trecho da estrada receberá ainda uma nova camada de asfalto.

Em função do problema, o tráfego sofreu a interdição em uma das faixas. Com isso, uma equipe de agentes de trânsito da Secretaria de Mobilidade e Transportes esteve no local, orientando os condutores e desviando o tráfego para a outra faixa, em um sistema de ‘pare e siga’.

Aposentados e pensionistas recebem salário antecipado no Paulista

Na tarde desta quarta-feira (1º.06), os 1,6 mil aposentados e pensionistas do Paulista já podem sacar o salário do mês de maio. O pagamento, que injetará mais de 3,9 milhões na economia local, já está disponível na agência bancária autorizada. A previsão era de que os vencimentos fossem liberados nesta sexta-feira (03.06).

A antecipação salarial já é uma marca da gestão do prefeito Junior Matuto. Desde o início do atual governo, o chefe do Executivo tem conseguido pagar os trabalhadores antes da data prevista no calendário oficial. A medida também vem beneficiando as pessoas vinculadas ao Instituto de Previdência Social do Paulista (PREVIPAULISTA). 

Palestras e oficinas na Festa do Cavalo‏

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Pernambuco (Senar-PE) deu início as  capacitações de jovens e produtores rurais, de todo o Estado, na décima edição da Festa do Cavalo. O evento, que começou nesta quarta-feira 1º de junho, segue até o domingo (5), no Haras Dr. Luiz Ignácio, em Gravatá. Nesses cincos dias, o público terá oportunidade de aprender e trocar informações com diversos especialistas em equinos e turismo rural.

Nesta edição, a programação trás palestras e oficinas sobre “A importância da suplementação na nutrição equina” com o veterinário Fabiano Marques; “Suplementação no cavalo de vaquejada” com o especialista em cirurgia e reprodução de grandes animais, João Pires; “Turismo Rural promovendo novos investimentos e benefícios sociais” com a turismóloga Ednéia Nemésio; “Oficina de Cordas – Chicote” com Lula Seleiro, fabricante de assessórios para equinos. Entre os destaques, o veterinário Juscelino Ribeiro, que fará palestra sobre “Desidratação no cavalo: causas e consequências”. A iniciativa ainda conta também com a participação de renomes do agronegócio e especialistas das três principais raças de cavalos criadas no Estado, que são a Mangalarga Marchador, Campolina e Quarto de Milha. Mais de 500 produtores rurais pernambucanos, que integram cinco caravanas, participam dos treinamentos.

“Precisamos potencializar o segmento. Nos atualizarmos e cobrarmos políticas públicas é o melhor caminho para isso”, afirma Pio Guerra, presidente da Faepe e organizador do evento. As inscrições ainda podem ser feitas no local, ou através do Departamento de Treinamentos do Senar de Pernambuco, pelo número (81) 3312.8966. 

Serviço: 10ª Festa do Cavalo de Gravatá
Local: Haras Dr. Luiz Ignácio, BR 232, Km 84,5 – Gravatá – PE
Data: 1 a 5 de junho de 2016
Horário: a partir das 9h

Confira a programação:

Quinta - feira (02/06)

Etapa Final do Campeonato Nordestino do Cavalo Mangalarga Marchador – Pista Dr. Luiz Ignácio

Exposição Oficial do Cavalo Campolina – Pista João Boiadeiro

Oficina de Corda – Chicote

Palestra: Turismos Rural - Promovendo novos investimentos e benefícios sociais

Palestra: Importância da suplementação na alimentação equina

Palestra: Suplementação no cavalo de vaquejada

Sexta - feira (03/06)

Etapa Final do Campeonato Nordestino do Cavalo Mangalarga Marchador – Pista Dr. Luiz Ignácio

Exposição Oficial do Cavalo Campolina – Pista João Boiadeiro

Aula Espetáculo com o instrutor de Equitação Fernando Mello Vianna sobre o Mangalarga Marchador

Apresentação dos animais do Leilão Festa do Cavalo

Oficina de corda – Chicote

Palestra: Artesanato fonte de renda e alternativa rural

Palestra: Desidratação no cavalo atleta: causas e consequências

Palestra: Sua tropa está realmente protegida?

Sábado (04/06)

Julgamento dos Grandes Campeões da Etapa Final do Campeonato Nordestino do Cavalo Mangalarga Marchador – Pista Dr. Luiz Ignácio

Exposição Oficial do Cavalo Campolina – Pista João Boiadeiro