Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

PERNAMBUCO CLAMA POR PAZ


Com o objetivo de chamar atenção das autoridades responsáveis e da população, nesta quinta-feira (16/05) ocorre a 1 Caminhada pela Paz. A concentração será na praça de Jardim Paulista Baixo, às 15h, e conta com a participação de toda a sociedade e da banda Chave Mestra, que será a responsável por passar o som no local. 

Solicitamos o apoio da imprensa para conscientizar o maior número de pessoas sobre o aumento desenfreado de todo tipo de violência e que necessitamos urgentemente de paz e harmonia. Contamos com a sua participação! 

Serviço: 

O que? 1 Caminhada pela Paz
Quando: Quinta-feira (16/06), às 15h
Onde: Praça de Jardim Paulista Baixo, em Paulista

Prefeito vai investir recursos de emenda parlamentar no calçamento de rua na Mirueira


O prefeito do Paulista, Junior Matuto, esteve reunido nesta terça-feira (14.06) com o deputado estadual Francismar Pontes, no Recife, para tratar da liberação de uma emenda parlamentar para o município. O gestor municipal recebeu a notícia de que vai poder contar com mais R$ 200 mil para o calçamento da Rua do Campo, na Mirueira. O valor será somado aos R$ 150 mil que o parlamentar já havia destinado à obra, que para sair do papel necessitaria do total de R$ 350 mil.
O gesto de apoio de Franscismar Pontes vai viabilizar mais uma obra importante na cidade. Ciente disso, o prefeito fez questão de ressaltar que a liberação da emenda para o município representa um reconhecimento de que a prefeitura tem poder de execução. “Quando um deputado decide ajudar um município com uma emenda, ele quer ver o recurso sendo bem aplicado e resultando em melhoria para a população. E é isso que temos feito aqui em Paulista”, frisou Junior Matuto.
Com os recursos, a gestão municipal vai calçar a Rua da Campo em paralelo, construindo calçadas com rampas de acessibilidade e sistema de drenagem superficial para o escoamento da água da chuva. A ação vai beneficiar muitos moradores da localidade. A obra sempre foi um sonho antigo da população.

Professor Lupércio cobra da Prefeitura de Olinda retomada de reformas de cinemas


Os grandes atrasos nas reformas dos Cines Olinda e Duarte Coelho foram motivos de questionamentos por parte do deputado estadual Professor Lupércio. Em discurso na sessão desta quarta-feira, 15, o parlamentar cobrou da prefeitura do município a conclusão das obras e a consequente reutilização dos espaços. Anteriormente muito frequentados, os locais estão há décadas sem funcionar. A última projeção de um filme em um cinema da cidade aconteceu ainda nos anos 80.

Localizado no Carmo, o Cine Olinda foi fundado em 1911 e está com as portas fechadas desde os anos 70. Apesar do início das obras de requalificação do espaço ter acontecido em 1998, elas estão longe de serem concluídas. Atualmente, não há previsão para o término do serviço, pois o contrato que viabilizaria a reforma do local foi suspenso pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN).  O órgão alegou que a empresa vencedora da licitação não concluiria os trabalhos em tempo hábil. Como alternativa para resolver o impasse, a organização tentou entregar as chaves do prédio à prefeitura, mas o chefe do Executivo, Renildo Calheiros, negou-se a recebê-las.

Com a suspensão do contrato, orçado em cerca de R$ 1,25 milhão, aproximadamente R$ 800 mil reais do valor total não serão liberados para a conclusão da obra, já que apenas R$ 593 mil foram utilizados na requalificação. “O inaceitável é que, com a ruptura, o valor voltou para Brasília sem a certeza de que pode ser aplicado de novo no Cine Olinda. Como é que, em um tempo de vacas magras, abre-se mão de R$ 800 mil já aprovados e disponibilizados para a reforma de um prédio histórico?”, questionou o deputado.
    
Já o Cine Duarte Coelho, situado no Varadouro, foi inaugurado em 1942, mas só funcionou durante 40 anos. O espaço, que hoje em dia praticamente se encontra em ruínas, começou a ser requalificado pela prefeitura em 1998. A obra, no entanto, foi paralisada naquela época por falta de recursos. Este fato desencadeou na abertura de uma CPI, três anos depois, para investigar a ex-prefeita Jacilda Urquisa, que havia recebido R$ 700 mil do Governo Federal para recuperar o imóvel.

Em 2014, a gestão municipal enviou um projeto de reforma do espaço ao Governo Federal. A iniciativa, orçada em R$ 4,7 milhões, previa a instalação de um cineteatro no local. No entanto, o serviço se encontra paralisado. O deputado lamentou a atual circunstância em que se encontram os dois casos. “Infelizmente, Olinda ainda não sabe quando voltará a ter um de seus cinemas funcionando. Essa é a nossa situação, e é lastimável”, desabafou o parlamentar.

Arraiá da Política Social é animação garantida no Clube Municipal do Nobre

Site da prefeitura do Paulista

Com muita animação e ao som do forró pé de serra, será realizado nesta sexta-feira (17.06), o ‘Arraiá Matuto Política Social’. O evento ocorre no Clube Municipal do Nobre, no bairro de mesmo nome, e contará com a presença de um público formado por usuários dos serviços de assistência social do município. A expectativa é reunir cerca de mil pessoas na festa. Na ocasião, o público contará com apresentações de quadrilhas juninas, danças e banda de forró.

Promovido pela Secretaria de Políticas Sociais, Esporte e Juventude, o evento está em sua terceira edição, mas com o nome diferente. “Este ano a gente fez uma modificação no nome do evento, pois antes era ‘Arraiá da Pessoa Idosa’, e agora se chama Arraiá da Política Social porque a gente expandiu e abriu para todo mundo, embora o público predominante seja do serviço de convivência e do programa Saúde em Movimento”, explicou Maria José Cesário, coordenadora do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV).

De acordo com a ela, o projeto tem o objetivo de fortalecer vínculos comunitários e familiares. “O evento visa promover a integração de diversos grupos do município, e nesse ano estamos promovendo essa integração com a família dos usuários de assistência social”, concluiu Cesário.

SERVIÇO: 

Arraiá Matuto da Política Social
Local: Clube Municipal do Nobre, localizado na Rua do Nobre, S/N, bairro do Nobre, no Paulista. 
Quando: Sexta-feira (17.06)
Horário: 14h

Em Paulista, grupo promove arraial para crianças com autismo e outras síndromes

Crianças com deficiência residentes no município do Paulista irão cair no arrasta-pé neste domingo (19.06). Meninos e meninas com autismo e outras síndromes vão participar do 1.º Arraial da Inclusão, das 14 às 18h, no Clube Municipal do Nobre. Na ocasião, os organizadores irão montar um bazar com roupas e brinquedos a fim de levantar recursos para o Grupo Mães Guerreiras do Paulista – formado por mulheres que têm filhos com algum tipo de síndrome. Além de forró, o público poderá saborear comidas típicas, como milho, canjica e pamonha. A expectativa da organização é contar com a presença de 150 meninos e meninas com algum tipo de deficiência. O ingresso custa apenas de R$ 2,00.

Paulista investe na reestruturação do parque de iluminação da cidade


As equipes da Diretoria de Iluminação Pública do Paulista estão percorrendo as comunidades do município para realizar uma série de reparos e manutenções nos postes das vias públicas. O trabalho, que envolve engenheiros elétricos, eletricistas e auxiliares, acontece todos os dias da semana, sempre das 7 às 22h. A ação consiste na substituição dos componentes danificados por novos com maior potência e melhor qualidade. A iniciativa é coordenada pela Secretaria Municipal de Serviços Públicos.
            Ao longo desta semana, os profissionais já visitaram os bairros de Pau Amarelo, Janga, Maranguape II, Alameda Paulista, Nobre, Jardim Paulista, Paratibe e Vila Torres Galvão. Nesta quarta-feira (15.06), as equipes estão espalhadas pelas comunidades de Tabajara, Fragoso, Aurora, Maria Farinha e Conceição. O serviço, que atende a solicitação dos moradores, contempla vias públicas, praças, campos de futebol, prédios da prefeitura, entre outros locais.
            Nesta quinta (16) e sexta-feira (17.06), o trabalho chega às comunidades de Riacho de Prata II, Pau Amarelo, Janga (Av. Cláudio José Gueiros Leite-PE-01), Arthur Lundgren I e II, Mirueira e Nobre. A população pode solicitar reparos no sistema de iluminação pelo 0800.200.6400. O atendimento ao público acontece de segunda a sexta, das 7h30 às 17h. A ligação pode ser feita também pelo celular.

A tampa da caneta.

Ontem eu cheguei em casa, meio assim, mais pra lá do que pra cá, confesso que tinha tomado alguns rabo de galos no boteco do Troca letra (o Troca letra não é japonês não, mas ele troca o ele pelo erre ao contrario do Cebolinha), então eu estava lá com uns camaradas jogando conversa fora, falando das gostosas do bairro, (ninguém falou da minha mulher, não sei se foi por respeito ou se a gostosura dela há muito tempo já se foi), conversa vai e vem, o Troca põe mais um copo no balcão, eu tomo e o papo continua.
Então o assunto foi ficando repetitivo, sem pé e sem cabeça, Chitãozinho e Xororó já estavam cantando em alemão, ai eu resolvi e fui embora.
Quando abri o portão, (que não foi fácil), notei alguma coisa estranha. As luzes estavam apagadas, como não era de costume, silêncio total, será que deu um piripaque na minha mulher?
Abri a porta, acendi a luz, tava tudo arrumado, a sala tava um brinco, só meu violão que estava fora da capa, mas acho que fui eu mesmo que deixei, na mesa de centro um bilhete que com muito custo consegui ler - “decidi, estou te deixando, pode ser que um dia eu volte, se você voltar a ser o que era antes, quando seus amigos forem menos importantes que eu, quando as gostosas forem menos gostosas que eu, quando o seu rabo de galo não for melhor que o meu, a decisão é sua”.
Na cozinha não tinha nada fora do lugar, nem um copo na pia, na geladeira um bifão de contra filé temperado do jeito que só ela sabe fazer e na mesa outro bilhete - “se não aprender a cozinhar vai comer miojo o resto da vida, se vira”.
O quintal estava uma beleza, nem uma folha ao vento, nem uma roupa no varal, só uma brisa leve me dizendo - “bem feito, seu tonto, agora vê se dá os seus pulos”.
À hora de entrar no quarto é que foi mais difícil, não sabia se entrava ou se ia pra sala me descabelar, criei coragem, abri a porta e entrei, também estava tudo em seu lugar, menos as suas bijuterias, (eu nunca fui capaz de dar uma jóia de valor pra ela), seus perfumes, (isso ela tem bastante) e as roupas dela, ela levou quase todas, as que ficaram deve ser porque não couberam na mala ou pra me dar um pouco de esperança.
Na cama outro bilhete que eu me recusei a ler, amassei, mas não joguei, só joguei meu corpo desiludido na cama e ali fiquei até o amanhecer me agarrando às últimas coisas que ela deixou; As lembranças, um bilhete não lido e a tampa da caneta.

Valdir Fachini

PLANOS TERRITORIAIS PREVÊEM AÇÕES DE PLANEJAMENTO INTEGRADO


A partir da parceria entre a Agência Estadual de Planejamento e Pesquisas de Pernambuco - Condepe/Fidem e a Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste - Sudene, municípios de dois territórios pernambucanos contam com planos voltados para o desenvolvimento regional planejado, sustentável e integrado. A ideia é de priorizar a consolidação destas áreas como Polos dinâmicos do estado.

Em Bom Conselho, no Agreste, foi concluído o Plano de Desenvolvimento Sustentável que estabelece as diretrizes futuras para o controle urbano e ambiental de 12 municípios do entorno. O valor do repasse da Sudene foi de cerca de R$ 250 mil.

O documento orienta os gestores municipais (da região onde está situada a principal bacia leiteira do Estado) com relação a decisões referentes às ações que vão desde a preservação de áreas ambientais ao desenvolvimento econômico e institucional. O plano contempla os municípios de Bom Conselho, Venturosa, Buíque, Pedra, Tupanatinga, Itaíba, Águas Belas, Iati, Saloá, Terezinha, Brejão e Lagoa do Ouro.

Segundo Flávio Figueiredo, presidente da Agência Condepe/Fidem,  o foco é  fortalecer as condições locais para que os municípios possam avançar na economia, com a ampliação da capacidade de gerar novas oportunidades e melhorar a qualidade de vida da população. Para José Arnaldo Amaral, representante de Bom Conselho, o plano atende às necessidades por um instrumento que norteia as políticas públicas "Sobretudo neste momento de crise, a questão do poder local só poderá ser implementada com uma ferramenta como esta. A população tem que aproveitar para realizar as mudanças que urgem", comenta.

A entrega do plano ocorreu durante oficina de trabalho em Bom Conselho, que reuniu representantes de conselhos, associações e outros segmentos sociais e do poder público, além de técnicos das duas entidades coordenadoras, entre eles os diretores da Agência Condepe/Fidem: executivo, Luciano Pinto, e de Articulação e Apoio ao Desenvolvimento Regional, Paulo da Fonte  e do diretor de planejamento da Sudene, Sérgio Alencar. A versão impressa foi entregue na ocasião através de cartilhas explicativas, mas o material também será disponibilizado on line futuramente no site da Agência Condepe/Fidem.  

Como primeiro desdobramento,  a Sudene anunciou que vai promover um programa de capacitação, voltado para servidores municipais, focando na elaboração e gestão de projetos. Além disto, equipes da Agência Condepe/Fidem  vão circular nos doze Conselhos Municipais de Desenvolvimento Sustentável para apresentar o documento, objetivando que o material possa chegar até a população.

METODOLOGIA - O plano foi elaborado em várias etapas entre elas a realização do Diagnóstico Situacional, com a análise circunstanciada de problemas e potencialidades dos municípios contemplados. A população participou ativamente através da realização de oficinas de trabalho.

As diretrizes físico ambientais foram divididas em cinco eixos  entre eles a de promover ações de Educação Ambiental (especialmente a elaboração dos Planos Diretores de Buíque, Pedra e Tupanatinga); implementar ações voltadas para a melhoria da água e saneamento, entre  elas a  ampliação do sistema de saneamento ambiental, para garantir o abastecimento de água potável; assegurar a conservação da biodiversidade, visando garantir a manutenção das áreas de Preservação Permanente - APPs das Unidades de Conservação (UCs) e de outras áreas de proteção ambiental, entre outros.

Já as diretrizes sociais apontam para três componentes. O primeiro deles, a moradia e infraestrutura urbana e rural, volta-se para evitar a ocupação de áreas de fragilidade ambiental ou em áreas urbanas de risco; a  qualificação e oportunidades, quer garantir as oportunidades de desenvolvimento humano por meio de educação básica e profissional; além de valorizar as atividades desenvolvidas no campo em diferentes estágios da cadeia produtiva. No terceiro item, registrou-se a  valorização da educação no campo.

Para a economia estão previstas  duas estratégias : a primeira prevê assegurar e dinamizar a produção sustentável, com inovação e competitividade, garantindo a disponibilidade de recursos hídricos; assegurar a produtividade do solo e do gado leiteiro; fortalecimento da produção familiar  e comunitária ; dinamizar o escoamento da produção, promover o acesso à terra,  entre outros. Em outro aspecto, serão incentivados e dinamizados o ecoturismo e o turismo rural e fortalecidas as relações de governança local, entre outras.