Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Em Paulista, cultura e animação marcam final do 1º Festival de Dança na cidade


Teve forró, maracatu, dança de rua, balé clássico e muita animação no encerramento do 1º Festival de Dança do Paulista, que aconteceu nesta quinta-feira (16.06), no Cine Teatro Paulo freire, Centro. O evento, que foi repleto de cultura e ritmos para todos os gostos, agitou o público presente que vibrou a cada apresentação.

Durante a festa os 20 grupos de dança, que participaram do festival, durante todo o mês de maio, comemoraram com muita música e alegria o sucesso do evento. A ação contou com a participação de crianças e adolescentes, entre 07 e 17 anos, de escolas, associações e igrejas. No final da festividade todos receberam medalhas de participação.

Para a pequena Heloísa Sales, sete anos de idade, tamanho não é documento. Ela, que adora fazer aulas de balé, estava animada e ansiosa para subir logo ao palco. “Sempre fico muito contente quando tem apresentações do grupo. Gosto de dançar para as pessoas, é uma sensação mágica”, completou.

Já Renato Víctor, que também tem sete anos de idade, revelou que apesar da timidez ficou com vontade de participar do próximo festival. “Estou gostando bastante de estar aqui. Esse ano não dancei porque sou um pouco envergonhado. Mas agora, olhando de perto, fiquei com vontade de subir no palco também”, disse.

“É uma satisfação olhar para essas crianças e vê a alegria de cada uma. Sempre buscamos resgatar a dança e a música como forma de tirar essa garotada do ócio, além de levar cultura para todos eles de maneira divertida e saudável”, ressaltou a secretária de Políticas Sociais Esportes e Juventude do Paulista, Mércia Falconeri.

Com a realização do festival a Prefeitura pretende contribuir com a inclusão social de crianças e adolescentes através da dança, fortalecendo o resgate da cultura brasileira, bem como promover uma maior interação social e a difusão de saberes oriundos da cultura popular. A iniciativa faz parte de uma parceria entre a Prefeitura do Paulista e a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude.

Senador Fernando Bezerra vai a ministro pedir ajuda para melhoria da educação em Pernambuco

Brasília, 16/06/16 – O senador Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE) foi recebido, nesta quinta-feira (16), pelo ministro da Educação, Mendonça Filho. Durante a audiência – que também contou com a participação dos secretários nacionais de Educação Básica, Roffieli Silva, e de Educação Profissional e Tecnológica, Marcos Viegas Filho – o parlamentar solicitou a atenção de Mendonça Filho em relação ao Instituto Federal do Sertão de Pernambucano (IF-Sertão) e a escolas públicas do estado.
“Precisamos valorizar e melhorar as condições estruturais dos campus do IF-Sertão”, destacou Fernando Bezerra. Na ocasião, o senador solicitou que o ministro receba a reitora da instituição, professora Leopoldina Veras, o que deve ocorrer no próximo mês de julho, segundo Mendonça Filho. Criado em 2008, o Instituto é sediado em Petrolina – cidade natal de Bezerra Coelho – e formado pelos campus de Ouricuri, Floresta, Salgueiro, Serra Talhada e Santa Maria da Boa Vista, além da unidade Petrolina Zona Rural.Uma das emendas individuais apresentadas pelo senador ao Orçamento da União deste ano, no valor de R$ 1 milhão, é destinada à expansão e estruturação de instituições federais de ensino.
Na audiência com o ministro, Fernando Bezerra Coelho também pediu a liberação de recursos para a conclusão de duas escolas municipais em Arcoverde – que vão beneficiar cerca de 1,2 mil alunos – e a priorização de projetos para a construção de outras duas, em Lagoa Grande. Em Arcoverde, as obras foram iniciadas por meio de convênio da prefeitura com o Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação (FNDE), órgão ligado ao Ministério da Educação, no valor total de aproximadamente R$ 4,5 milhões.
BASE CURRICULAR – Durante a reunião com Mendonça Filho, o senador tratou, ainda, da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) – uma proposta do Ministério da Educação para unificar as bases dos ensinos infantil, fundamental e médio em todo o país. Em 2015, Fernando Bezerra atuou, no Senado, para o aprimoramento da BNCC apresentada pelo governo federal.
A estimativa é que mais de 190 mil escolas brasileiras sejam abrangidas pela Base Nacional, que vai definir 60% da grade de ensino em quatro grandes eixos: Linguagens, Matemática, Ciências da Natureza e Ciências Humanas. Na avaliação do senador, o projeto representa um avanço para a educação brasileira. “Com um currículo de ensino unificado de Norte a Sul, poderemos ter os mesmos parâmetros de qualificação profissional dos professores para a melhoria da qualidade do material didático e da educação em todo o país”, analisa o socialista pernambucano.