Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Ossesio destaca primeira medalha de ouro do Brasil na Rio 2016‏

A cerimônia de abertura e a conquista da primeira medalha de ouro do Brasil nos Jogos Olímpicos de 2016, iniciados na última sexta (5), no Rio de Janeiro, repercutiram na Reunião Plenária desta terça (9). O deputado Ossesio Silva (PRB) destacou a importância simbólica da primeira medalha de ouro do Brasil na competição, conquistada por Rafaela Silva no judô, nessa segunda (8).

“O ouro olímpico de Rafaela Silva é mais que uma medalha, é o simbolo da superação e da força da nossa juventude negra”, exaltou Ossesio ao falar da conquista da atleta de 24 anos na categoria peso-leve (até 57kg). “Ela agora é uma inspiração para nossos jovens cheios de sonhos que ainda são vítimas do preconceito, da exclusão social e da violência”, considerou.

O parlamentar lembrou que, ao competir nas Olimpíadas de 2012, em Londres, a judoca negra sofreu ataques racistas ao ser desclassificada do torneio por ter usado um golpe que não era permitido pelas regras do esporte. “Ela agora deu seu recado aos racistas, dizendo que ‘a macaca que tinha que estar na jaula agora é campeã’, em resposta a um dos inúmeros insultos que sofreu”, salientou Ossesio.

Inscrições para o SSA da UPE terminam nesta sexta-feira (12/08)‏‏



Terminam nesta sexta-feira (12/08) as inscrições para os candidatos interessados em ingressar na Universidade de Pernambuco (UPE) através do seu Sistema Seriado de Avaliação (SSA). As inscrições são realizadas, exclusivamente pela internet,com taxa de R$ 90,00. É obrigatório que o candidato possua CPF próprio e conta de e-mail válida.
http://processodeingresso.upe.pe.gov.br

O número de vagas ofertadas não mudou, a UPE oferece 3.460 vagas, distribuídas em 11 campi da instituição, para 53 cursos de graduação, sendo: 1.730 no SSA e 1.730 no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) do Ministério da Educação (Mec). Nos dois processos de ingresso está reservada 20% das vagas para o sistema de cotas da UPE. Os cursos estão distribuídos nas regiões Metropolitana do Recife, Mata Norte, Mata Sul, Agreste e Sertão.

Desde o Processo de Ingresso 2016, em substituição do Vestibular, a UPE decidiu adotar o ingresso através do Sisu, que acontece após a realização das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e são aplicadas pelo Inep/Mec em dois dias consecutivos, de acordo com cronograma específico e regras próprias.

Outras informações através dos telefones: (81) 3183-3660 e 3183-3791, no e-mail: processodeingresso@upe.br ou ainda no endereço eletrônico: http://processodeingresso.upe.pe.gov.br.


PERÍODO DE INSCRIÇÕES:
SSA: 11/07 à 12/08/2016
Solicitação de isenção (candidatos com NIS): de 11 a 15/07/2016
Taxa: R$ 90,00, com pagamento até 16/08/2016

CALENDÁRIO DE PROVAS:
ENEM: 05 e 06 de novembro de 2016 (ingresso pelo Sisu)
SSA 3: 13 e 14 de novembro de 2016 (manhã)
SSA 2: 27 e 28 de novembro de 2016 (manhã)
SSA 1: 04 e 05 de dezembro de 2016 (manhã)-- 


Sobre informações da Imprensa da Universidade de Pernambuco


--

Os desafios nos fazem crescer



Júlio Correia Neto, coach e gestor de mudanças


O momento em que o Brasil está passando deveria ser usado para se repensar sobre a trajetória usada. Na verdade, é preciso repensar sobre as escolhas que deveriam ter sido feitas antes e percepções que deveriam ter acontecido com mais antecedência.

Por isso que é preciso refletir sobre novas alternativas para a vida e para a carreira, analisando sempre novos caminhos a serem trilhados. A grande maioria das pessoas tem pavor de mudanças. Vivem inertes e alienadas em uma profunda zona de conforto. Sinto isso diariamente dentro das corporações, desde a implantação de um sistema de gestão (ERP) a práticas motivacionais que aumentam produtividade.

Porém, falta no país a cultura da organização, do planejamento, do olhar para a frente e do ir a fundo nos fatos. Nos momentos de euforia, as ineficiências e limitações não aparecem tão facilmente. Todavia, nos momentos de crise, é que vemos ‘quem realmente é bom de bola’.

O desemprego e o desespero de muitos refletem escolhas fantasiosas e na entrega do controle da vida a terceiros. Essas pessoas deixam a sua liberdade de escolha escorregar pelas mãos. Vão-se oportunidades e, consequentemente, sonhos. O pior disso tudo: ficam depois colocando a culpa no outro, no sistema, nas empresas.

A trajetória é árdua em nosso país, pois vejo uma juventude que vem sendo criada para se “acharem os maiorais”. Ganham seu primeiro milhão antes dos 30 anos e se acham o máximo. Salvo raras exceções, acreditam que tudo sabem e que tudo podem.

Porém, as adversidades sempre surgem para questionar nossas habilidades. Mesmo com a experiência, muitos profissionais enfrentam coisas ruins e reveses, imagina sem a boa experiência? Por esse motivo, em pouco tempo, muitos deles ficam doentes, depressivos, angustiados e desiludidos diante das primeiras barreiras da vida. Eles não repararam que foram usados e agora serão muito cedo descartados.

Novos tempos estão chegando. Precisamos estar abertos, atentos e sem acomodação para abraçar o novo. As pessoas precisam compreender que os desafios nos fazem crescer. Não podemos viver no comodismo.

Não é o consumo dos supérfluos que nos faz evoluir. Não são as viagens para lugares da moda que nos fazem conhecer o mundo. São as experiências.

Precisamos sempre possibilitar vivenciar momentos e situações diferentes. Temos de ter coragem de desafiar o medo e, com pé no chão, abraçando os desafios que a vida nos impõe.