Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Para Junior Matuto “As pessoas de bem precisam se envolver na política para tirar o País do buraco”

No primeiro fim de semana de campanha eleitoral, o prefeito do Paulista e candidato à reeleição, Junior Matuto (PSB), pediu o engajamento das pessoas de bem com a política. Na visão do socialista, a população não pode fechar os olhos diante da crise moral provocada pela corrupção no País e desistir dos ideais. O discurso de que é possível vencer o momento turbulento do cenário político foi muito aplaudido nas mais de 20 reuniões em que o atual prefeito participou na cidade ao lado do vice na chapa Jorge Carreiro (PCdoB).
           
Divulgação
“As pessoas sabem que o antídoto para o veneno da cobra está na própria cobra, ou seja, se a política levou o Brasil ao buraco é a política que vai ter de tirá-lo. O povo de bem precisa se envolver, analisar os candidatos e votar com consciência porque se não a turma do mal vai continuar ocupando espaços”, disse Junior Matuto, que começou a agenda politica neste domingo (21.08), às 06h, ouvindo as demandas de peladeiros de Maranguape I e II ao lado do candidato a vereador Amaral (PROS).
            Ainda pela manhã, o prefeito e o vice participaram de uma caminhada no bairro do Fragoso. Recém-asfaltada pela gestão, a Avenida Benjamim foi o cenário escolhido para o segundo “Arrastão 40”. Acompanhados pela militância, os candidatos à reeleição foram bastante elogiados pelos moradores, que clamavam pela pavimentação da via há mais de 30 anos.
            Em seguida, Junior Matuto e Jorge Carreiro foram ao bairro do Janga para participar de uma plenária com a militância do vereador e candidato à reeleição Fábio Barros (PSB). Na ocasião, o prefeito falou sobre as diversas intervenções executadas na área das praias, entre elas, a duplicação da Ponte do Janga e da rodovia PE-01 – principal obra de mobilidade urbana na Região Metropolitana –, que vai contemplar um trecho de 4,5km até o Conjunto Beira-mar.     
À tarde, a maratona de visita às comunidades continuou. Em Arthur Lundgren II, o prefeito e o vice compareceram a uma reunião do candidato a vereador Regi do União (PCdoB) e constataram o trabalho do líder comunitário no local. Depois, prestigiaram o lançamento da candidatura a vereadora de Valéria Gonçalves (PSB) na Mirueira. Já em Maria Farinha, os candidatos prestaram contas do mandato durante um encontro com o grupo político da postulante à Câmara de Vereadores Joseane Lira (PCdoB).
        Após passar pela área das praias novamente, Junior Matuto e Jorge Carreiro seguiram para a comunidade de Engenho Maranguape, onde prestigiaram a reunião do vereador Junior de Irmã Linda (PSDB). Em seguida, foram a Arthur Lundgren I para um encontro com moradores do bairro. A agenda foi organizada pelo grupo político do candidato a vereador pelo PV, Íkaro Guimarães, do Nobre. 
         Nesta segunda, 22.08, Junior Matuto, depois de cumprir agenda administrativa, participa no final da tarde da terceira caminhada de sua campanha, desta vez na entrada da Alameda.

Autônomos podem virar microempreendedor

Divulgação
A partir da próxima semana, os potenciais empreendedores e profissionais autônomos que têm interesse em formalizar seu negócio como Microempreendedor Individual (MEI) podem ser atendidos na unidade do Expresso Empreendedor na sede da Junta Comercial de Pernambuco (Jucepe), de segunda a sexta-feira, no horário de 8h às 13h. A instalação da unidade na Jucepe é uma iniciativa do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Micro e Pequena Empresa, Trabalho e Qualificação (SEMPETQ).

"O percentual dos registros de Microempreendedores Individuais em Pernambuco tem aumentando anualmente. Apesar disso, a maioria das pessoas ainda desconhece as vantagens de se tornar um MEI. Por isso o Expresso Empreendedor da Junta Comercial, que responsável pela abertura e alterações contratuais de empresas, é fundamental para orientar e dar suporte a todos que planejam abrir seu próprio negócio como microempreendedor ou microempresário", destaca a presidente da Jucepe, Taciana Bravo.

Inscrição, alteração e extinção voluntária de registro, orientação empresarial, emissão do Documento de Arrecadação Simples Nacional (DAS) e declaração de faturamento são alguns dos serviços prestados na nova unidade aos que já são ou desejam se tornar microempreendedores individuais.

No Expresso Empreendedor é oferecido, ainda, um serviço gratuito de consultoria contábil tanto para MEIs como para microempresários. Esse serviço, realizado todas as segundas-feiras, é prestado em parceria com o Conselho Regional de Contabilidade (CRC-PE). Nas sextas-feiras, em parceria com o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresa (Sebrae), será disponibilizada consultoria na área de gestão empresarial em diversos temas do dia a dia das empresas. Além disso, todas as quartas-feiras são realizadas palestras para quem deseja se informar sobre benefícios e obrigações dos profissionais que se registram como MEIs, legislação existente e oportunidades geradas com a formalização. Para participar, basta chegar antes do início da palestra e se inscrever na unidade do Expresso Empreendedor da Jucepe.

Já a partir de setembro, além da palestra nas quartas-feiras, as terças e quintas serão dedicadas às oficinas e cursos de qualificação também gratuitos. "Essa é uma ótima oportunidade para quem deseja aprender noções de como empreender, marketing de comercialização, contratação de empregados, entre outras questões", completa Luiz Carlos, supervisor do Expresso Empreendedor da Jucepe. Para outras informações, ligar para 3182 2801/3182 2802.

Cuidado ao passar à noite próximo ao Rio Paratibe (Banheiro do Soldado)

Quem faz o percurso a pé do Centro de Paulista até Arthur Lundgren I está com medo. Pessoas não identificadas, por motivo de segurança, foram assaltadas à noite enquanto seguiam para suas casas. Uma onde de assalto está acontecendo próximo ao banheiro do soldado, ou seja, no entorno da revitalização do Rio Paratibe, no bairro de Arthur Lundgren I. Segundo testemunhas, suspeitos estão usando o espaço à noite para se apropriar e consumir drogas.


Avançam estudos para plataformas tecnológicas com foco na competitividade e inovação da indústria em PE

Na próxima segunda-feira (22/08), de 8h30 às 13h30, a sala de conferência da Secretária de Desenvolvimento Econômico (SDEC), recebe o 2º Workshop promovido pelo Centro Suíço para Eletrônica e Microtecnologia – CSEM Brasil. A reunião marca mais uma etapa do projeto "Pernambuco: Pontes para o Futuro", que visa a criação de plataformas tecnológicas fundamentais para atender aos requisitos de competitividade e inovação da indústria de futuro. Participam do encontro, equipes técnica e de gestão do Centro, além de representantes da SDEC e da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI), juntamente com seus respectivos secretários, Thiago Norões e Lúcia Melo.

Municípios atingem gestão fiscal de excelência

Divulgação
A falta de estabilidade econômica e política afeta diretamente a população, que sofre com a ineficiência do setor público e, principalmente, com a falta de confiança no futuro do país. Os municípios também são prejudicados, principalmente pela queda de verbas provenientes de programas de repasses federais. Diante desse cenário, o resgate da confiança das pessoas na economia e no poder público, o controle de despesas e a mitigação do desperdício se tornam essenciais. A tecnologia passa a ser uma aliada importante para evitar sonegação de impostos, arrecadar mais recursos para o município e promover transparência.

Segundo dados da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro, Firjan, em 2015 somente 23 cidades do País (0,5% do total) possuíam gestão fiscal de excelência. O ranking é liderado pela cidade de Ortigueira (PR), que viu sua receita crescer após a instalação de uma grande empresa de celulose no município. As maiores altas na receita, entre os anos de 2014 e 2015, foram verificadas em São José do Rio Preto e Caraguatatuba (SP). Ambas cidades se destacaram pelo aumento dos investimentos em tecnologia, que garantiram uma melhor gestão de caixa.

Especificamente em São José do Rio Preto, a receita própria é o componente mais alto no IFGF (Índice Firjan de Gestão Fiscal). O município sistematizou o controle e gerenciamento do ISS (Imposto Sobre Serviço) e ganhou mais disciplina com a adesão dos contribuintes, aumentando sua representatividade no Simples Nacional. A solução utilizada pela cidade foi o GissOnline que, entre 2014 e 2015, obteve crescimento de 12% em sua arrecadação. Caraguatatuba adotou a mesma tecnologia e teve um salto de 23% na arrecadação no mesmo período.

Tecnologias voltadas para a gestão pública já estão disponíveis no mercado e podem auxiliar o poder público a aprimorar a arrecadação de impostos e os serviços de saúde e educação. No entanto, a modernização da máquina pública não é construída apenas com sistemas de automação dos processos, mas também com soluções que efetuam auditoria automática, apontam inconsistências e são capazes de gerar informação de qualidade a partir da análise de dados. “A tecnologia é uma grande aliada da gestão pública, uma vez que ela confere agilidade, autenticidade e transparência nos processos administrativos públicos”, afirma Luiz Alberto Rodrigues, CEO e fundador da Eicon, provedora de soluções inteligentes para gestão pública e desenvolvedora do GissOnline.

PAULISTA: Conheça o padre Adriano das Chagas

Foto: Jorge Macrino/ Prefeitura da Cidade do Paulista
Por Assessoria da Prefeitura da Cidade do Paulista

Você sabe quem é o Padre que está conquistando o público católico da cidade do Paulista? Irreverente, engraçado e com uma simpatia fora do comum, Adriano das Chagas, 40 anos de idade, nasceu na Maternidade Bandeira Filho, no Recife, mas foi criado na cidade de Gravatá, agreste do Estado. Encantado com a vida religiosa decidiu, precocemente, que queria ser padre com apenas sete anos de idade, quando foi realizada sua primeira comunhão. “Naquele momento eu praticamente decidi o que queria ser para o resto da minha vida. Fiquei fascinado. O desejo de ser padre veio muito forte em mim”, completou.  

Desde então Adriano não conseguiu mais se afastar da vida religiosa. Começou a servir na igreja da cidade onde morava, onde foi acólito, catequista de primeira eucaristia, de crisma. Com 19 anos de idade entrou para o seminário de Nossa Senhora da Graça, em Olinda, onde dedicou oito anos da sua vida aos estudos teológicos. Nesse período trabalhou em várias comunidades, entre elas, Vasco da Gama e Nossa Senhora de Lourdes, ambas no Recife; São José (Olinda) e Santo Antônio (Cabo de Santo Agostinho).
Foto: Jorge Macrino

No dia 18 de novembro de 2002 foi ordenado diácono e em 30 de maio de 2003 foi nomeado, pelo arcebispo Dom José Cardoso Sobrinho, pároco da Igreja de Nossa Senhora da Paz, em Afogados, no Recife. Lá ele passou cinco anos e logo depois foi transferido para Paróquia Nossa Senhora do Rosário, em Boa viagem, onde ficou por sete anos. Em janeiro de 2016 chegou à Matriz de Santa Isabel, em Paulista, onde está atualmente realizando celebrações da Santa Missa e levando a palavra de Deus aos fiéis do município. 

Foto: Jorge Macrino

“A comunidade é ótima. De certa forma é um desafio bastante prazeroso estar aqui, pois não fico só na igreja do Centro, tem também as igrejas do Engenho Maranguape, Maranguape I e II, Alameda, Jaguarana, Jaguaribe e Riacho de Prata II. Eu gosto sempre de trabalhar e me sentir perto das pessoas e aqui tenho sentido muito isso. O pastor não deve ser estranho diante do seu povo e sim se identificar com suas ovelhas e eu procuro fazer isso com meu jeito brincalhão de ser. Estou bastante feliz e realizado aqui em Paulista. Só tenho a agradecer a aceitação das pessoas”, disse o padre.

Miguel onda azul na Areia Branca e caminhada no interior

Foto: Divulgação
A coligação Petrolina com a Força do Povo divide a agenda de campanha, neste domingo (21), entre a área urbana e o interior da capital do São Francisco. O candidato a prefeito Miguel Coelho começará o dia com uma grande mobilização na Feira da Areia Branca. À noite, o socialista comanda uma caminhada na Agrovila Massangano e na comunidade do Roçado, interior de Petrolina.

Confira a agenda da Coligação Petrolina com a Força do Povo:
7h: Onda Azul na Feira da Areia Branca
Local: Feira da Areia Branca

18h: Caminhada Azul na Agrovila Massangano e Roçado
Local: concentração na entrada da Agrovila Massangano

Aprimoramento contínuo

A formação continuada de professores é estratégia fundamental na busca por uma educação de qualidade

Por Tatiana Bello Djrdjrjan*

A educadora e pesquisadora uruguaia Denise Vailant destaca a formação inicial e continuada de qualidade como um dos quatro pilares de atratividade da carreira do professor. No Brasil, o debate sobre o tema tem se intensificado ao longo dos últimos anos, com o aumento do volume de pesquisas e a mudança do objeto de estudo. Mapeamento realizado pela pesquisadora Marli Eliza Dalmazo de Afonso André aponta que o número de dissertações de pós-graduação na área de educação com foco em formação continuada passou de 7% na década de 1990 para 22% em 2007. Ao mesmo tempo, as análises, antes concentradas nos cursos de formação inicial (75%), têm se voltado ao professor, seus saberes, práticas, opiniões e representações (53%).

Toda essa produção intensifica a discussão em torno das condições de trabalho do professor, que passa, entre outros fatores, pela formação inicial e continuada. O professor recém-formado ainda não está completamente pronto, é claro, para lidar com os desafios da sala de aula. As universidades oferecem as teorias e as bases gerais do ensino, mas há questões que só vão surgir quando o docente começar a conviver com as diferentes realidades das escolas e dos seus alunos. Além disso, vivemos em um mundo dinâmico, com trânsito livre e rápido de ideias e transformações. É essencial que o professor se mantenha aberto para aprender o tempo todo, para aperfeiçoar suas técnicas e para trabalhar ombro a ombro com os alunos e toda a comunidade escolar na construção do conhecimento. Vailant, em seu projeto "Professores na América Latina: radiografia de uma profissão", reforça a necessidade de esforço para a formação em serviço.

Ao mesmo tempo, o Brasil ainda enfrenta grandes desafios no ensino e na aprendizagem, fato que ganha ainda mais complexidade quando se trata do domínio da Língua Portuguesa. De acordo com dados do Ministério da Educação, uma em cada três crianças de oito anos de idade não consegue escrever de forma condizente com sua faixa etária. Seja em leitura, escrita ou oralidade, inúmeras deficiências precisam ser superadas.

O enfrentamento dessas questões exige preparo. Os processos de formação continuada, apesar de não serem a solução para todos os problemas da educação no País, podem estabelecer um diálogo mais positivo com os docentes, gerando motivação e interrompendo o círculo que perpetua formas de agir cristalizadas no dia a dia. Proporcionando maior significado à atividade, reforça a confiança do professor em garantir a aprendizagem dos alunos. Os processos formativos não devem se restringir apenas aos conhecimentos científicos, mas considerar comportamentos, atitudes e valores.

Em um evento voltado a docentes de Língua Portuguesa realizado em São Paulo, ouvi uma declaração muito assertiva de um professor carioca. Ele dizia: “Na era da informação instantânea e da hiperconexão, a proposta da escola não pode ser a de simples transmissora de conhecimentos. Sua competência está em desenvolver capacidades, em despertar nos alunos o desejo de interagir com o conhecimento que se multiplica, fazer conexões com a vivência cotidiana e, acima de tudo, gerar transformações. Dessa forma, o conhecimento se torna vivo”. Ou seja: aperfeiçoar e atualizar sempre as técnicas de ensinar, manter-se em constante aprendizagem e saber traçar um bom planejamento de busca por resultados são estratégias que permitem ao professor ensinar melhor, e ao aluno, aprender mais.

Considerando a complexidade de todo esse cenário, o processo de formação continuada é um importante apoio ao trabalho docente, na medida em que possibilita ao professor resgatar suas potencialidades e capacidades, compreender sentimentos e emoções, para exercer a escuta e a empatia junto aos alunos e a comunidade escolar. A Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro, iniciativa da Fundação Itaú Social e do Ministério da Educação, em parceria com o Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec), é uma proposta que procura seguir esse caminho. Atua com o objetivo principal de oferecer formação ao docente para melhorar a didática de produção de textos e mobilizar os professores para o ensino da Língua Portuguesa.

Na 5ª edição, que está sendo realizada este ano, recebeu mais de 170 mil inscrições e teve a adesão das redes públicas de todos os estados brasileiros e de 4.874 municípios. O período de junho a agosto é dedicado à realização das oficinas nas escolas para a produção de textos em quatro gêneros, de acordo com as séries: Poemas para alunos de 5º e 6º anos do Ensino Fundamental, Memórias Literárias para 7º e 8º anos, Crônica para 9º e 1º do Ensino Médio e Artigo de Opinião para os estudantes de 2º e 3º anos do Ensino Médio. Esse momento representa a essência do trabalho, onde professores e alunos de quase todo o Brasil desenvolvem juntos suas competências. Essa etapa foi concluída no último dia 8 e agora, até o dia 19, os diretores devem inscrever os textos selecionados para que participem das próximas etapas, voltadas à avaliação e premiação das melhores produções.

O Programa disponibiliza a Coleção da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro (Cadernos do Professor), material de apoio que apresenta as sequências didáticas que orientam as práticas na sala de aula. Em 2016, uma das estratégias de formação que Fundação Itaú Social e Cenpec lançaram foram os Percursos Formativos, um diagrama interativo que abrange os eixos de Leitura, Oralidade, Escrita e Análise Linguística, em que o próprio educador conduz seu aprendizado.

O conteúdo didático e a realização das atividades propostas podem ser considerados um exemplo de formação continuada, uma vez que possibilita a construção de conhecimentos e práticas pedagógicas, o contato com novos elementos educacionais, assim como a construção de uma relação mais próxima entre professores, alunos e comunidade. As experiências não se encerram na premiação final oferecida aos autores dos cinco melhores textos de cada gênero, mas instigam o aprimoramento contínuo de saberes na vida escolar, do domínio da leitura e da escrita pelo bem da vida em sociedade.

* Tatiana Bello Djrdjrjan é Especialista em Educação da Fundação Itaú Social