Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Junior Matuto fez caminhada em Paratibe; veja a cobertura fotográfica no facebook do blog paulista atualizado

Ontem o prefeito e candidato a reeleição na cidade do Paulista, Junior Matuto, fez caminhada nas ruas do bairro de Paratibe. O gvernador Paulo Câmara prestigiou e declarou apoio a Junior nessas eleições. Veja a cobertura fotográfica completa no Facebook do Blog Paulista Atualizado.

Consecanas precisam rever preço da cana com base na biomassa

O presidente da Federação dos Plantadores de Cana do Brasil (Feplana), Alexandre Andrade Lima, que também preside uma cooperativa de canavieiros em Pernambuco, que geri uma importante usina no Estado, defenderá hoje em Brasília que a redefinição do valor da cana de açúcar seja avaliado por um árbitro independente dos segmentos dos Consecanas. 

Apesar do uso da energia proveniente do bagaço da cana para gerar eletricidade para o próprio consumo das usinas e da crescente venda do excedente dessa  energia elétrica para o mercado consumidor, o setor dos fornecedores independentes de cana continuam sem receber pela biomassa ofertada aos parques fabris, que produzem eletricidade graças ao vapor por meio da queima de bagaço de cana em suas caldeiras. A biomassa passou a ser um novo mix da indústria sucroenergética, que, tradicionalmente, fabrica açúcar e etanol. O problema é que as usinas não querem requalificar o preço da cana fornecida a elas por produtores que representam 30% de toda cana produzida no Brasil. Um novo meio para calcular o valor desta cana, que hoje ocorre através de conselhos entre esses setores (Consecanas), será abordado na tarde desta quinta-feira (22) durante uma reunião da Comissão Nacional de Cana da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), em Brasília.

O preço da cana é definido através desses Consecanas, formados em alguns estados pelo segmento dos fornecedores independentes de cana e pelas usinas. Hoje existem tais conselhos em Pernambuco, Alagoas, São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná. O preço da cana definido por cada um desses conselhos tem validade para outros estados que balizam os valores pelos Consecanas mais próximos. A controvérsia é que nenhum desses conselhos aprovaram ainda a inclusão desta biomassa, que gera a energia e tem sido comercializada, assim como o açúcar e o etanol, na lista de produtos fabricados pela cana para a composição do seu preço.

Ainda não houve avanço por questões óbvias. O novo método somente pode ser adotado se houver consenso entre os setores do Concecana. Mas, o segmento industrial se recusa a aprovar esta justa questão para os fornecedores de cana às usinas. "A palha e o bagaço que produzem energia integra a cana. É justo que seja pago por ela", frisa o presidente da Federação dos Plantadores de Cana do Brasil (Feplana), Alexandre Andrade Lima, que também preside uma cooperativa de canavieiros em Pernambuco, que geri uma importante usina no respectivo Estado.

Andrade Lima defende a adoção de um novo mecanismo para garantir isonomia da questão com justiça para toda a cadeia que forma o setor sucroenergético. Ele, que é titular da Comissão Nacional de Cana da CNA, apresentará hoje à tarde durante a reunião da entidade esta nova fórmula. A Feplana defende que a redefinição do preço da cana seja avaliado através do julgamento de um árbitro independente, sem a  necessidade de consenso dos membros das Consecanas nos estados.

Professor Lupércio faz caminhada e participa de debate nesta quinta

O deputado estadual e candidato à Prefeitura de Olinda, Professor Lupércio, vai ter quatro compromissos nesta quinta-feira, 22. Às 9h, o postulante fará caminhada no Alto do Cajueiro. Depois, o parlamentar participará de um debate na Rádio Jornal e se reunirá com moradores dos Altos Nova Olinda e da Macaíba. Confira agenda:

9h – Caminhada no Alto do Cajueiro. Concentração no Terminal de Ônibus do bairro.

16h – Debate na Rádio Jornal.  

19h – Reunião com moradores do Alto da Macaíba. Local: Igreja Batista Missionária.

20h – Reunião no Alto Nova Olinda. Local: Associação dos moradores do bairro.

"Show do Bem" recebe atrações musicais do Movimento Pró-Criança no Marco Zero

O "Show do Bem", que integra o Recife Antigo de Coração, acontece neste domingo (25), a partir das 10h, no Marco Zero, com apresentações de Adriana B (idealizadora do projeto) e dos cantores mirins Gabriel Carneiro e Cassyo Victor, ambos do Movimento Pró-Criança, que estará no evento com a ação “Solidariedade Pró-Criança”. Na abertura, sobem ao palco a Companhia de Dança Andarilho e Maracatu Calunga de Ouro, Orquestra de Cordas do Movimento Pró-Criança e Equipe de Percussão do Movimento Pró-Criança. O Sport Club do Recife realizará um peneirão dentro da festa, com o objetivo de selecionar novos atletas para equipes de futsal do clube. 
“No último dia 11, o Show do Bem completou dois anos de muita festa e solidariedade. Fizemos a primeira edição do evento em benefício emergencial ao Pró-Criança, da unidade dos Coelhos, que teve o prédio incendiado naquele ano e deixou crianças e jovens sem assistência. Isso nos inspirou a continuar o projeto. Agora receberemos quase 80 crianças da unidade do Recife Antigo para a ação Solidariedade Pró-Criança, em prol da reconstrução da sede destruída”, afirma Adriana.
Para participar do peneirão, os jovens devem fazer a inscrição no dia do evento e levar 2kg de alimentos não perecíveis, que serão doados para a campanha “Natal do Bem com a Mesa Cheia”, que está sendo realizada pelo “Show do Bem” e beneficiará as ONGs presentes nas edições do projeto entre abril de 2015 e dezembro deste ano (a campanha é aberta à população). Os candidatos à seleção devem se apresentar com materiais adequados para jogo (roupa, tênis e chuteira). De acordo com o técnico de futsal do Sport, Renan Franklin, o peneirão vai selecionar jovens para compor as equipes das categorias sub-7 a sub-15. “Os melhores jogadores desse peneirão serão levados para uma avaliação na escola de futsal do Sport”, revela ele.
A Feirinha do Bem, que faz parte do “Show do Bem”, estará presente no segundo quarteirão da Avenida Rio Branco, no Marco Zero, das 9h às 17h, com venda de produtos institucionais e artesanais das entidades filantrópicas Anjos Kairós, Centro de Apoio e Integração de Portadores de Necessidades Especiais (CAINE), Cais do Parto, Casa de Apoio ao Idoso Vovó Bibia (CAIVOB) e União de Mães de Anjos (UMA).
O “Show do Bem” acontece todos os últimos domingos de cada mês no Marco Zero. A festa conta com a estrutura de palco do Recife Antigo de Coração, evento realizado pela Secretaria de Turismo do Recife, e o apoio da plataforma digital Transforma Recife, que faz o cadastramento dos cidadãos e instituições beneficentes através do site www.transformarecife.com.br

Serviço:
“Show do Bem”
Local: Marco Zero, Recife Antigo
Data: Domingo (25)
Hora: A partir das 10h

Lupércio e Coutinho fazem caminhada em Rio Doce

O deputado estadual e candidato à Prefeitura de Olinda, Professor Lupércio, fez campanha ao lado do presidente estadual do Solidariedade, Augusto Coutinho, nesta quarta-feira, 21. Ambos realizaram caminhada pelo bairro de Rio Doce. Durante o percurso, o postulante conversou com moradores e afirmou que vai implantar escolas de tempo integral no município.

A proposta tem a finalidade de proporcionar maior desenvolvimento dos aspectos intelectual, social e físico dos alunos. A iniciativa será voltada ao Ensino Fundamental.

“A escola em tempo integral vai oferecer um ensino ainda mais humanizado para os alunos. Ela vai garantir que os estudantes tenham uma formação diferenciada. Isso contribui bastante para que o jovem tenha um bom futuro”, afirmou Lupércio.

Lupércio vai ter quatro compromissos hoje. Às 9h, o postulante fará caminhada no Alto do Cajueiro. Depois, ele participará de um debate na Rádio Jornal e se reunirá com moradores dos Altos Nova Olinda e da Macaíba.

Participação microempreendedores no total de empresas cresce de 24% para 40% em PE

A participação Microempreendedores Individuais (MEIs) tem crescido dentro do universo de novas empresas que são constituídas ano a ano em Pernambuco. Em 31 dezembro de 2012, quando haviam 312 mil empresas ativas no Estado, o percentual de MEIs era de 24,3%. Em dezembro de 2015, essa participação de Microempreenderes cresceu para 40,9% de uma total de 440 mil empresas ativas, segundo dados divulgados pela Junta Comercial de Pernambuco (Jucepe). Os números deste ano mostram que o percentual de MEIs no universo de empresas abertas deve continuar crescendo. No primeiro semestre, foram registradas 31.140 empresas, das quais, 22.728, ou 70%, eram microempreendedores.

Para a presidente da Jucepe, Taciana Bravo, o número crescente de MEIs se deve ao fato de que um número cada vez maior de trabalhadores autônomos está descobrindo as vantagens de formalizar o seu negócio. “Como MEIs, essas pessoas passam a ter direito a benefícios previdenciários como salário-maternidade, auxílio-doença, aposentadoria, entre outros. Além disso, passam a ter CNPJ, podem emitir nota fiscal e participar de licitações e, assim, ampliar os seus negócios”, explica. Ela destaca também que o crescimento do desemprego, motivado pela crise econômica que se instalou em todo o País nos últimos anos, estimulou muitas pessoas a utilizar os recursos da indenização trabalhista para abrir um pequeno negócio.

Para dar suporte às pessoas que desejam abrir uma empresa como Microempreendedor Individual, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Micro e Pequena Empresa, Trabalho e Qualificação (SEMPETQ), iniciou as atividades do Expresso Empreendedor na sede da Jucepe, no Recife. A unidade disponibiliza atendimento especial àqueles que precisam de orientação e planejamento para se registrar como MEI. Além disso, são oferecidas, gratuitamente, consultorias contábil e de gestão empresarial. Esses serviços são prestados em parceria com o Conselho Regional de Contabilidade (CRC-PE) e o com o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). Também existem unidades do Expresso Empreendedor em Caruaru e Petrolina.

Quem planeja abrir um pequeno negócio ou já atua como trabalhador autônomo pode se registrar como Microempreendedor Individual desde que o faturamento da empresa não ultrapasse R$ 60 mil por ano ou R$ 5 mil por mês. O profissional também não pode ter participação em outra empresa como sócio ou titular e só pode contratar apenas um empregado. Como MEI, o microempreendedor passa a ter CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica na Receita Federal), o que facilita a abertura de conta bancária e o pedido de empréstimos. Além disso, é isento de impostos federais e paga apenas valores simbólicos para o Município (R$ 5,00 de ISS) e para o Estado (R$ 1,00 de ICMS).

Com relação à Previdência Social, o MEI paga apenas uma alíquota refrente a 5% do salário mínimo. Com isso, o Empreendedor Individual tem direito aos benefícios como auxílio maternidade, auxílio doença, aposentadoria, entre outros. O cadastramento como MEI é feito de forma simples pelo Postal do Empreendedor (http://www.portaldoempreendedor.gov.br).

Medida Provisória que cria mecanismos para liquidação e renegociação de dívidas dos produtores rurais segue para sanção presidencial

Brasília – O Senado Federal aprovou, nesta terça-feira (20/09), o projeto de lei de conversão da Medida Provisória (MP) 733/2016. As novas regras visam a liquidação e a renegociação da dívida de crédito rural contratadas pela Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) e pela Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia (Sudam), que poderão ser quitadas ou renegociadas com descontos até 29 de dezembro de 2017. O texto segue para a sanção presidencial. 

Para o presidente da comissão mista que analisou a MP, o senador Fernando Bezerra Coelho (PSB/PE), a solução prevista no texto do projeto de conversão (PLV 24/2016) evitará o prosseguimento de leilões das terras dos agricultores, "a preços vis", pelos bancos credores. “O agricultor agora conservará em seu poder o principal meio para a realização de seu trabalho, que é a terra para produção de alimentos", frisou.

Após aprovação, o presidente da Federação da Agricultura do Estado de Pernambuco (Faepe), Pio Guerra, contactou o senador Fernando Bezerra Coelho para agradecer o apoio imprescindível na condução do projeto de conversão da MP 733/2016. Pio Guerra alerta “Não é possível continuar procrastinando uma solução sobre os débitos do semiárido nordestino. É fundamental que os produtores consigam regularizar suas pendências, a fim de promover a reinserção produtiva e econômica dos inadimplentes”, defende.

Segundo Pio Guerra, o Nordeste brasileiro passa pelo sexto ano consecutivo de longos períodos de estiagem. Ele ressalta que doze milhões de nordestinos sofrem as consequências dessa estiagem prolongada, 1.200 municípios já  decretaram estado de emergência e mais de sete milhões de cabeças de gado foram dizimadas. Em Pernambuco, são mais de um milhão e duzentas mil pessoas atingidas. Dados do IBGE apontam, ainda, uma redução de mais de 30% da área cultivada e cerca de 50% do Valor Bruto da Produção, se comparado a 2011.
  
Para o vice-presidente diretor da CNA e presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado da Paraíba (FAEPA/PB), Mário Borba, “o governo precisa cuidar também das dívidas contratadas a partir de 2012 que estão vencidas ou irão vencer durante o ano de 2016, pois a seca que dura mais de cinco anos, considerada a maior dos últimos 100 anos, afetou a renda dos produtores que não têm condições de honrar as parcelas desse ano, portanto, precisam ser prorrogadas, mas é um tema que pode ser decidido pelo Conselho Monetário Nacional”.
  
Mutirão - Engrossando o apelo a Temer para que sancione sem vetos o projeto de conversão, Roberto Muniz (PP/BA) sugeriu que os bancos públicos façam uma espécie de mutirão para renegociar as dívidas dos agricultores rapidamente. Muniz lembrou que os agricultores precisam começar a trabalhar a terra já em outubro, para se beneficiar das chuvas de abril e maio. O parlamentar também criticou a necessidade da certidão negativa de débitos para renegociar as dívidas dos produtores rurais, pois, a seu ver, essa é uma exigência descabida.
A presidente da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA), a senadora Ana Amélia (PP/RS) saudou a aprovação como uma conquista de todos os agricultores brasileiros. “O que decidimos aqui teve muito a ver com humanidade. Essa MP era fundamental, inadiável. Muitos estavam com a propriedade penhorada pela execução judicial de dívida”, observou Ana Amélia, adiantando que a CRA tem discutindo a estruturação de um sistema de seguro rural que proporcione uma renda para os agricultores.
Descontos para liquidação - Conforme o projeto de lei de conversão, a liquidação das dívidas contraídas até 31 de dezembro de 2011 junto ao Banco do Nordeste (BNB) ou ao Banco da Amazônia (Basa) e Banco do Brasil (BB) poderá ser feita com descontos variáveis de 10% a 95% conforme o somatório dos valores financiados, a data da contratação, a localização do empreendimento.
Bônus de inadimplência - Para renegociação daqueles que não conseguirem liquidar o empréstimo, com variação de até 80% e a taxa juros de 0,5% a 3,5% ao ano. O projeto de lei de conversão permite que a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) e o Departamento Nacional de Obras contra a Seca (Dnocs) usem esses mesmos procedimentos para oferecer a quitação de dívidas vencidas de pessoas físicas relativas a venda de lotes e ao uso de infraestrutura de irrigação de uso comum nos perímetros públicos.