Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Parceria é realizada com Polícia Militar para a liberação de animais silvestres em Paulista

A fábrica da Votorantim Cimentos em Paulista (PE) é parceira da Polícia Militar de Pernambuco para proteção de animais silvestres na Área de Proteção Ambiental (APA) da unidade fabril. O trabalho é realizado com a Companhia Independente de Policiamento do Meio Ambiente (Cipoma) e Grupo de Apoio Tático Itinerante (Gati) da PM. Esse ano, já foram liberados na APA um bicho-preguiça e uma cobra jibóia, resgatados pelos policiais.

Uma das iniciativas da parceria é o resgate de animais silvestres capturados sem licença no estado. Esses animais são liberados na APA e contribuem para a preservação dos ecossistemas da região onde a fábrica está localizada. É importante lembrar que a legislação, no Brasil, proíbe perseguir, caçar, capturar, matar, comercializar e até a criação de espécimes da fauna silvestre sem autorização ou licença do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). São crimes previstos na lei federal 9.605, de 1998.

A planta de Paulista tem uma APA, que inclui aproximadamente 90 hectares de áreas de preservação permanente - como manguezais, margens de rios e matas ciliares – e sete hectares de áreas de compensação florestal. Todas integram o bioma da Mata Atlântica. “Essa parceria atende à política ambiental global da nossa companhia e ao conjunto de práticas da Votorantim Cimentos conhecido como Regras Verdes“, explica o analista de Meio Ambiente da fábrica, Diogo Eric Oliveira. A preservação da biodiversidade é um dos pontos contemplados na política.

Diogo Eric destaca o compromisso dos funcionários da unidade com a política interna e com o trabalho realizado pela PM. Ele frisa, por exemplo, que a primeira ação tomada por um trabalhador direto ou terceirizado da fábrica ao encontrar um animal silvestre é comunicar à Área de Meio Ambiente para que a polícia especializada ou os órgãos ambientais sejam mobilizados para o resgate e liberação. “Todos estão muito conscientes da importância dessa parceria e do papel de cada um para a preservação da fauna e para o sucesso dessas iniciativas”, conclui.