Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Professor Lupércio faz caminhada em Caixa D’Água e participa de debate nesta terça

O deputado estadual e candidato à Prefeitura de Olinda, Professor Lupércio (SD), vai participar nesta terça-feira, 11, de um debate na Rádio Jornal. O encontro começará às 11h. Ele também caminhará amanhã pelo bairro de Caixa D’Água e se reunirá com vereadores eleitos e suplentes e moradores dos Bultrins, respectivamente. Confira agenda:

11h – Debate na Rádio Jornal.

14h – Reunião com vereadores eleitos e suplentes. Local: Chalé Azul Recepções e Festas. Endereço: Rua Delmiro Monteiro da Purificação, 789, Jardim Atlântico.

16h – Caminhada em Caixa D’Água. Concentração na Av. Leopoldino Canuto de Melo, nas proximidades do Mercado Público do bairro.

19h – Reunião com moradores da Rua Sargento Carlos Pimentel, nos Bultrins.

*NOTA À IMPRENSA - Ninho se posiciona contra a PEC 241*


Depois de me posicionar contra a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 241/16, perdi o direito de expressar meu voto na apreciação da matéria no plenário da Câmara Federal porque o presidente Michel Temer exonerou, por um dia, o ministro de Minas e Energia, Fernando Filho (PSB), de quem sou suplente, para que o colega deputado vote a favor da proposição. A referida PEC estabelece, para os próximos 20 anos, um teto para o investimento estatal limitado à despesa do ano anterior corrigida apenas pela inflação. Dessa forma, mesmo que o Estado aumente sua arrecadação e exista dinheiro disponível, ele não poderá ampliar os investimentos nas áreas sociais. Não concordo com essa ideia porque ela vai de encontro ao princípio constitucional que vincula receitas para educação e saúde e representa drástica redução de investimento nesses setores.
Outro ponto da PEC 241 que não estou de acordo é o fato de, ao mesmo tempo em que propõe o congelamento dos investimentos sociais por duas décadas, ela garante recursos para empresas estatais não dependentes, que fazem parte de um processo cuja a finalidade é transferir dinheiro público para o setor financeiro. A proposta limita gastos com saúde e educação, mas não limita com outros gastos públicos; o governo pagará juros a banqueiros sem limite. Como é que se pode impedir que o povo adoeça ou se acidente? Como é que se pode gastar com educação só o que se gastou no ano anterior corrigido pela inflação? Não haverá ganho real por 20 anos, caso a proposição seja validada pelo plenário da Casa.
Na minha opinião, sempre será preciso investir mais na educação e, sobretudo, na saúde. Mesmo com os investimentos crescentes nessa área, como se tem hoje, pessoas ainda morrem à espera de uma UTI. Em Pernambuco, mesmo Eduardo Campos tendo construído três hospitais no Grande Recife e 14 UPAs, há carência, há dificuldade de leitos. Imagine um país 20 anos sem um investimento real na saúde. Por isso me posicionei contra.
O Brasil figura lá atrás no ranking mundial da educação; tem indicadores piores que vários países da África. Então, como que podemos aceitar que o governo sugira congelar gastos e salários com segmento por duas décadas; quando não falta dinheiro para pagar banqueiro? A crise fiscal existe só para investir em infraestrutura, em assistência social. Mas não há crise para pagar banqueiros, que custam ao país cerca de R$ 2,5 bilhões por dia. Quem realmente tem sensibilidade social não pode votar a favor de uma PEC que vai penalizar ainda mais o povo sofrido, principalmente o nordestino.      
A sugestão do meu partido, o PSB, ao Governo Federal foi de que o valor economizado com a PEC deveria ser gasto metade com os bancos e outra metade com a saúde e educação. Por exemplo, se economizassem R$ 10 bi, R$ 5 bi iriam para pagar banqueiro e R$ 5 bi para as áreas sociais. Mas isso não foi aceito. Dessa forma, sem aceitar essa emenda do PSB, muitos colegas do partido vão votar contra. Amanhã, independentemente do resultado da votação, quando reassumir o cargo de deputado federal, continuarei me posicionando contra qualquer iniciativa - seja de quem for - que limite os gastos do Estado com as áreas sociais. Não podemos aceitar esse retrocesso.
Severino Ninho (PSB-PE)

Fernando de Noronha participa da maior feira de mergulho da América Latina

A administração de Fernando de Noronha está presente na PADI Dive Festival, considerada a maior feira de mergulho da América Latina. O evento acontece entre até o dia 11 de outubro, em São Paulo. Noronha participa da feira com uma grande ação, em parceria com o trade turístico. Ao visitar o stand, o visitante poderá tirar uma foto em frente ao imenso painel com a imagem do fundo do mar, com equipamentos de mergulho disponibilizados no local, e postar no Instagram com a hashtag #NoronhaTeEspera.
A foto mais curtida, até o dia 15 de outubro, vai ganhar três diárias com acompanhante na Pousada Mar Aberto e um mergulho de cilindro para duas pessoas na empresa Águas Claras. Passagens aéreas, taxas e alimentação não estão inclusos. O vencedor vai poder utilizar a promoção entre maio e junho de 2017, exceto nos feriados. Todas as fotos, tiradas por um fotógrafo profissional, vão ser impressas e entregues aos participantes.