Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Templo da Paz e Dia das Nações Unidas

Paiva Netto

Nos festejos de mais um aniversário do Templo da Boa Vontade, que fundei em 1989, recordo que em outubro de 2009, em Brasília/DF, prestamos tributo à Organização das Nações Unidas (ONU), que, naquela data, completava 64 anos de existência. Aliás, o sentimento que pautou a decisão da comunidade internacional de criá-la, em 1945, é o mesmo do TBV: o desejo de Paz.
Muito a propósito, a partir do dia 24 de outubro de 2015, o TBV passou a ser iluminado com a cor azul, em virtude das comemorações dos 70 anos das Nações Unidas (ONU). 

 

Breve histórico

Após as atrocidades da Segunda Grande Guerra, que dizimou e mutilou, física e psiquicamente, milhões de pessoas, lideranças mundiais procuravam mecanismos que pudessem assegurar a Paz entre os povos. De 25 de abril a 26 de junho de 1945, na cidade de São Francisco/EUA, foi elaborada — pelos representantes de 50 países na conferência sobre Organização Internacional — a Carta das Nações Unidas. Por sinal, o termo Nações Unidas foi idealizado pelo presidente norte-americano Franklin Roosevelt (1882-1945). A base do documento nasceu de propostas de delegações da China, dos Estados Unidos, do Reino Unido, da antiga União Soviética, da França. Em 24 de outubro de 1945 passa a existir oficialmente a ONU. Imaginemos quantos e que tipos de discussões reservadas para chegarem a um consenso, inclusive nos campos devocionais e laicos — que o diga dona Eleanor Roosevelt (1884-1962) —, ocorreram nos bastidores, das quais, por mais bem informados que estejamos hoje, não temos plena consciência. Se o acordo se formalizou, àquela época — depois do desestimulante fracasso da Liga das Nações, que tanto fez penar Woodrow Wilson (1856-1924), após a Primeira Guerra —, por que as novas providências, auguradas por tantas nações, que agora se projetam internacionalmente, cenário em que o Brasil se destaca, não serão concretizadas? O mundo, sem apelação, segue adiante; às vezes, todavia, momentaneamente, move-se para trás. Parado é que não fica.

 

A Paz não é utopia

Em contribuição ao tema, trago-lhes improviso meu que a Academia Jesus, o Cristo Ecumênico, o Divino Estadista, em parte publicou na obra A Proclamação do Novo Mandamento de Jesus — A saga heroica de Alziro Zarur (1914-1979) na Terra, que em 24 de outubro de 2009, lançamos nas superlotadas dependências do TBV.
(...) Existem aqueles que acham, como se fora fatalismo, por eles atribuído em censura aos místicos, que a guerra é indissociável do ser humano, sem que haja outra possibilidade de progresso rápido. Naturalmente, estão equivocados. Talvez lhes falte ainda a resolução de contrapor-se a qualquer obstáculo e pugnar sem receios por tempos de fato mais pacíficos. Isso requer dose decisiva de ânimo: ir contra aquilo que certos “costumes milenares” ruinosos “decidiram” ser o caminho inarredável dos povos. Mas há muitos que possuem esse destemor. Sérgio Vieira de Mello (1948-2003) foi um deles. Não afirmo que o instinto assassino vá desaparecer de uma hora para outra da face do planeta. Somente não aceito modelos fatalistas, capitulados como realismo irremovível. Digamos, porém, para argumentar, que, se a guerra viesse, teríamos de enfrentá-la com a disposição necessária. Entretanto, um dia, a Fraternidade e a Justiça mudarão para melhor o destino acidentado das criaturas, das famílias, das pátrias. Quando a criatura se purifica, tudo se transforma à sua volta.
Fora dessa postura solidária, transmitida por uma das maiores figuras que passaram por este orbe, torna-se mais difícil usufruir a Paz desarmada, custe o período que for preciso para alcançá-la.

 

Recado Divino

Enfatizo, então, ao término, recado divino de um Senhor sempre preocupado com ela: “Minha Paz vos deixo, minha Paz vos dou. Eu não vos dou a paz do mundo. Eu vos dou a Paz de Deus que o mundo não vos pode dar. Não se turbe o vosso coração nem se arreceie. Porque Eu estarei convosco, todos os dias, até o fim do mundo!” (Evangelho de Jesus, segundo João, 14:27 e 1; e Mateus, 28:20).

José de Paiva Netto ― Jornalista, radialista e escritor.
paivanetto@lbv.org.br — www.boavontade.com 


Orquestra das Pás celebra 52 anos com grande show no Clube das Pás

Os 52 anos da Orquestra das Pás serão comemorados com muita festa no Clube das Pás, neste sábado (22), a partir das 21h. Sob a regência do Maestro Ernani, o repertório da Orquestra será recheado de cúmbias, salsas, boleros, bregas românticos e sambas. Ainda na programação, se apresentam a Escola de Frevo do Clube das Pás e a Orquestra Brilhante.

A Orquestra das Pás é formada por Castanho, Jorge Costa, Paulo Maurício, Armando Fuente, Aninha Tenório, Folha Temporal, Nando Rossi, Julius César, Andreolli, Antonio Guedes, Toinho Strada, Júnior, China, Ósseas, Nado do Sax Azul e Tony.

Os ingressos custam R$ 25 (homem), R$ 20 (mulher) e R$ 15 (meia-entrada), disponíveis na bilheteria da sede da entidade. O Clube Carnavalesco Misto das Pás fica na Rua Odorico Mendes, 263 - Campo Grande, Recife. Mais informações pelos telefones (81) 98543 - 7595 e (81) 98685 - 2409. 


Serviço:



Aniversário de 52 anos da Orquestra das Pás
Sábado (22) | 21h
Local: Rua Odorico Mendes, 263 - Campo Grande, Recife
Ingressos: R$ 25 (homem), R$ 20 (mulher) e R$ 15 (meia-entrada)
Informações: (81) 98543 - 7595 e (81) 98685 - 2409

Festival No Ar Coquetel Molotov abre espaço para empreendedores com a "Feira No Ar"

A 13º edição do No Ar Festival Coquetel Molotov não será apenas sobre musica. Em uma parceria com o SEBRAE e SENAC, o Coquetel abriu espaço para artistas e empreendedores de moda, decoração e designer exporem os seus produtos na próxima edição do festival que acontece no próximo sábado (22), a partir das 13h, na Coudelaria Souza Leão na Varzea.

Um grande pavilhão, ao lado do Som Na Rural será montado pra receber  grandes marcas de Recife e de outros estados. Acre de Cassio Bonfim com a sua coleção EXU MOTOBOY, Brinda, Phytoplankton – Estamparia Criativa, Amanda Taróloga e Robot Rock são alguns dos mais de 40 expositores que fazem parte da Feira No Ar que este ano também ofereceu capacitações para os empreendedores envolvidos. A todo, foram três cursos de “Fotografia para e-commerce”, “Preço final de vendas” e “Embalagem para produtos artesanais”.

“Temos um público especial, formador de opinião, e esse espaço é uma ótima oportunidade para os novos empreendedores em termos de visibilidade, relações públicas e comunicação”, afirma o curador da feira, Nestor Mádenes.


Skol apresenta:

FEIRA  NO AR 

Recife (PE) – Coudelaria Souza Leão - 22/10

Luciana participará do ato do dia 20/10 contra a PEC 241

A deputada federal Luciana Santos, presidenta nacional do PCdoB, confirmou presença no ato organizado pelos movimentos sociais pernambucanos contra a PEC 241, que está em discussão na Câmara dos Deputados. O ato acontecerá dia 20/10, a partir das 16h, na Praça do Derby, em Recife.

“É preciso que o povo brasileiro conheça essa PEC e seus efeitos, por isso toda mobilização além de importante é muito necessária nesse momento. Essa é a PEC do Estado máximo para os rentistas e do Estado mínimo para o povo. Não podemos aceitar esse retrocesso”, afirma.

Luciana é membro titular da Comissão Especial que analisa a proposta. Nas sessões a parlamentar tem apontado os grandes prejuízos que a PEC 241 trará ao país, sobretudo no que diz respeito aos investimentos em Saúde, Educação e Assistência Social.

Sobre a PEC 241
​​
A PEC 241 é uma proposta para modificar a Constituição para frear a trajetória de crescimento dos gastos públicos e tentar equilibrar as contas públicas e tem como objetivo congelar as despesas do Governo Federal, com cifras corrigidas pela inflação, por até 20 anos. 

A medida, na prática, determina diminuição de investimentos em áreas como saúde e educação. Atualmente, os pisos para investimentos em saúde e educação são vinculados à receita do governo. Quando se arrecada mais, o investimento aumenta. Com a PEC haveria congelamento em 18% da arrecadação para a educação e 15% para a saúde no ano que vem e, a partir de 2018, correção desse piso pela inflação do ano anterior. Se a economia voltar a crescer nos próximos 20 anos, e o teto seguir corrigido apenas de acordo com a inflação, na prática, o investido nestas áreas vai ser menor em termos de porcentagem do PIB (toda a riqueza produzida pelo país).

De acordo com estudo do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), se a regra da PEC estivesse valendo desde 2002, a saúde teria perdido R$ 295,9 bilhões até 2015. Já a educação teria um prejuízo de R$ 377,7 bilhões no mesmo período.

A proposta também inclui um mecanismo que pode levar ao congelamento do valor do salário mínimo, uma vez que o reajuste seria feito segundo a inflação. O texto prevê que, se o Estado não cumprir o teto de gastos da PEC, fica vetado aumentar o salário mínimo acima da inflação. Como o salário mínimo está vinculado atualmente a benefícios da Previdência, o aumento real ficaria proibido.

“A PEC 241 é a expressão mais cruel do governo golpista contra o povo. Quando a situação do país não está boa, o papel do Estado precisa aumentar e não diminuir. Hoje, por exemplo, as despesas com saúde e educação possuem critérios específicos de proteção, mas perderão as garantias atuais e apenas a correção inflacionária sobreviverá. E, como o limite é total, qualquer recurso a mais que for direcionado para essas áreas implicará cortes em outros programas”, aponta Luciana.

A deputada afirma ainda que a proposta inverte a lógica constitucional, pois onde há obrigação de gastos mínimos haverá um teto, um máximo de gasto. “Esses limites, até 2037, restringirão os programas de governo e a vontade do povo, expressa nas ruas e nas urnas, pelos próximos cinco mandatos presidenciais. Mesmo que a economia cresça e permita, e o Estado tenha capacidade para melhorar as condições de vida da sociedade, o teto vai impedir qualquer avanço social e ainda vai obrigar a desconstituição dos direitos existentes. Além de atentar contra os direitos sociais e a prestação dos serviços públicos, o modelo inviabiliza saídas ou a construção de um projeto de desenvolvimento pautados na política fiscal ou na econômica”.

O texto da emenda foi votado em primeiro turno na Câmara dos Deputados e precisa ser aprovado em uma segunda votação na Câmara, além de mais duas no Senado.

Mais de 4 mil animais e artistas de destaque ​ ​ são atrações da 75ª Exposição Nordestina

A Sociedade Nordestina dos Criadores (SNC), em parceria com a Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária de Estado de Pernambuco, se prepara para realizar a 75ª edição da Exposição Nordestina de Animais e Produtos Derivados – ENAPD. O evento, que acontecerá de 5 a 13 de novembro, reunirá pecuaristas de todo o Brasil e terá em exposição mais de 4 mil animais entre bovinos, equinos, caprinos e ovinos, além de animais de pequeno porte. A estimativa é de que sejam realizados negócios da ordem de R$ 30 milhões e de que no Parque de Exposições do Cordeiro, no Recife, circulem cerca de 300 mil pessoas.

Após 10 anos, o ENAPD voltará, em 2016, a apresentar grandes atrações artísticas como Belo, Joelma, Pablo e Tayrone com preços promocionais dos ingressos para os shows custando a partir de R$ 20,00. A consulta dos valores e a compra dos ingressos podem ser feitas pelos sites www.mixingressos.com ou ticketfolia.com.br. “Com a apresentação de shows com artistas de grande apelo popular, esperamos ampliar em 50% o número de visitantes em comparação com o público registrado no ano passado”, afirma Emanuel Rocha, presidente da SNC.

Segundo ele, o evento atrai um público variado que vai desde pecuaristas, empresários e profissionais liberais, até jovens de todas as idades e famílias que levam seus filhos para conhecer de perto os animais que são a atração principal da Exposição. “Como sempre, reuniremos animais de alta linhagem genética que participarão de julgamentos para escolha dos melhores exemplares de cada raça e também serão comercializados em leilões ou diretamente pelo criador nas baias”, explica Rocha.

Além disso, negócios também são realizados na área de estandes onde estarão em exposição máquinas e implementos agrícolas, veículos leves e pesados, tratores e ferramentas, além de postos avançados do Banco do Brasil e Bando do Nordeste que oferecerão linhas de crédito para compra dos produtos. Também no pavilhão de estandes haverá mostra de artesanato, comercialização de mudas de árvores diversas e artigos populares. Além disso, órgãos públicos e privados, além de universidades, também estarão presentes com estandes institucionais, promovendo palestras e cursos de capacitação.

Os visitantes terão ainda como opção de lazer um moderno parque de diversões com brinquedos de última geração destinados aos visitantes de todas as idades. Para os admiradores da comida regional e dos tradicionais quitutes das feirinhas, a Exposição oferece uma grande variedade gastronômica na praça de alimentação e nos quiosques espalhados pelo parque.

MAIS ATRAÇÕES MUSICAIS

Além dos shows com os artistas Belo, Joelma, Gigantes do Brasil, Pablo, e Tayrone, se apresentarão na Arena da ENAPD: Sheldon, Manoel Netto, Helton Lima e as bandas Musa e Torpedo. Para as crianças, as tardes serão animadas na Arena por Tio Bruninho, Ilana Ventura, Banda dos Heróis e Geração Kids. 

Mulheres de Arthur Lundgren II são beneficiadas com atividades do Outubro Rosa

A campanha Outubro Rosa, que visa alertar sobre a prevenção ao câncer de mama, orientou nesta quarta-feira (19.10) as mulheres que são atendidas na Unidade de Saúde da Família de Arthur Lundgren II Alto. Foram desenvolvidas atividades para conscientização do público feminino a respeito da enfermidade. A iniciativa é coordenada pela Secretaria de Saúde da cidade do Paulista.

Quem compareceu ao evento pôde ter acesso a palestras onde foram abordados temas como: prevenção, autoexame, alimentação, aspectos psicológicos, sociais e culturais. Todas visando orientar o público sobre a importância da informação e do diagnóstico precoce. A roda diálogo foi composta pela equipe do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf) e pelas usuárias da unidade. O trabalho também contou com de dinâmica de grupo, distribuição de lanche e sorteio de brindes.