Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Junior Matuto anuncia pagamento de 13º e apresenta planos para a próxima gestão

Foto: Francisco Marques

O prefeito reeleito do Paulista Junior Matuto (PSB) anunciou, durante uma entrevista de rádio no início da manhã desta terça-feira (22.11), para o dia 16 de dezembro o pagamento da segunda parcela do 13º salário do funcionalismo público. A primeira parte foi paga em junho deste ano. 

Além desta noticia aos servidores ativos e inativos, Matuto também adiantou algumas ações que marcarão o fim de sua primeira gestão, como a entrega do Mercado Público de Paratibe, que está sendo construído em parceria com o Governo do Estado no valor de R$12 milhões, comportando 147 boxes e estacionamento para 104 carros. O entorno do mercado também passará por um ordenamento do comercio local, liberando as calçadas para os pedestres.

Outra ação que acontecerá no município até o final deste ano, será a entrega de quatro ruas, cujas obras de pavimentação estão em fase de conclusão. Bem como a entrega da ponte do Banheiro do Soldado, em Arthur Lundgren I. Esta obra emblemática, para os moradores, é o resultado de uma parceria com o Ministério da Integração, que contempla ainda a dragagem do Rio Paratibe e a construção da ponte da Comunidade do Barão. 

O prefeito, ao longo do programa de entrevista, respondeu ao vivo, as indagações de vários moradores do Paulista, que em sua maioria entrou no programa via Whatsapp, parabenizando a vitória eleitoral de Junior Matuto e aproveitando a oportunidade para encaminhar reivindicações pontuais, como pavimentação de ruas e problemas de falta d´água.

Indagado sobre qual seria o marco desta sua primeira administração que chega ao fim dia 31 de dezembro, o gestor destacou duas áreas, que em sua avaliação, os benefícios foram mais importantes: a saúde, que hoje está mais estruturada, contando com nove novos postos e 33 reformados, além do Programa Remédio em Casa, que agora é Lei. E o outro legado foi a geração de empregos no município, com a instalação de novas empresas na cidade, como o Shopping North Way, Feijão Turquesa e o Atacado Assaí. Além dessas, ele também lembrou a parceria com a Fiat/Jeep, que disponibilizou um posto de seleção de mão de obra local, empregando mais de 400 paulistenses.

Próxima gestão 

Questionado quais seriam as prioridades da próxima gestão, Junior garantiu que pouca coisa deve mudar no secretariado, já que a população ao reeleger o projeto, aprovou também a equipe que tocou a atual administração. O prefeito adiantou ainda que o planejamento para dar continuidade ao trabalho será focado no ajuste dos erros e no avanço dos acertos. 

Um exemplo prático citado pelo gestor foi na área da Saúde. “Depois que otimizamos a estrutura física, dando melhores condições de trabalho, com a construção e reforma dos postos de saúde, agora nosso desafio será melhorar o atendimento, humanizando a relação entre servidores e a população”, assegurou o prefeito. 

Outra meta que será perseguida na próxima gestão será a melhoria do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB). O primeiro passo para atingir este objetivo já foi dado, através de uma parceria com a Fiat/Jeep e o Instituto de Qualidade no Ensino (IQE), que já está implantando o programa Qualiescola, para beneficiar 316 profissionais da educação e cerca de seis mil alunos do 3º ao 5º ano da rede municipal de ensino.

Paulista é o primeiro município do Estado a transformar o Programa Maria da Penha vai à Escola em prêmio, através de lei

Fotos: Divulgação
Paulista ganha mais um reforço substancial quando o assunto é a não violência contra a mulher. Sancionada pelo prefeito Junior Matuto, a Lei 4.590/2016 transformou o Programa Maria da Penha vai à Escola, em Prêmio Maria da Penha vai à Escola. Com a decisão, esta é uma iniciativa pioneira em Pernambuco. O trabalho tem como propósito nuclear a propagação da mensagem da igualdade de gênero nas unidades de ensino. Com essa perspectiva, diversas escolas estão participando da competição, através de manifestações culturais voltadas ao tema. Serão contemplados estudantes, professores e escolas. O trabalho é fruto de uma parceria entre as secretarias  Especial de Políticas para as Mulheres e de Educação da cidade.

Nesta terça-feira (22.11), meninas e meninos matriculados nas Escolas Margarida Sampaio, na comunidade do Chega Mais, e Manoel Gonçalves da Silva, em Maranguape I, e de outras unidades, deram uma aula sobre a não violência contra a mulher.

Durante o evento, os alunos apresentaram para o público o resultado do trabalho desenvolvido em sala de aula sobre a temática. Por meio de peças teatrais, música, redação e outras manifestações culturais, o grupo transmitiu a mensagem pelo fim da violência contra a mulher.

Existem três categorias: Individual (estudantes do Ensino Fundamental e da Educação de Jovens e Adultos – EJA), Docente (artigos científicos e relatos de experiências e Coletiva – destaque para a escola promotora da igualdade de gênero.

Até o próximo dia 28 de novembro diversas outras escolas estarão participando da competição pela conquista do Prêmio Maria da Penha vai à Escola. O resultado final deve ser divulgado no dia 5 de dezembro e a cerimônia de premiação- com a participação do prefeito Junior Matuto- acontecerá até o fim deste mês.

ATIVISMO