Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Mestre Baracho, o homem que popularizou a ciranda na Região Metropolitana; conheça a história dele aqui no blog Paulista Atualizado

Imagem: Reprodução da TV Viva




Documentário produzido pela TV Viva, em 1985, e dirigido por Eduardo Homem. É uma entrevista de Antônio Baracho da Silva, ou Mestre Baracho, que, vindo de Nazaré da Mata para Abreu e Lima, em 1954, introduziu e popularizou a ciranda na Região Metropolitana do Recife. 



Abreu e Lima representa ciranda de Baracho no 2º Prêmio Ariano Suassuna de Cultura Popular

Texto: Sérgio Lima
Edição: Max Felipe/ Blog Paulista Atualizado
Fotos: Carlos da Hora
Matéria publicada no Paulista Atualizado. Data: 05/01/2017

As cirandeiras Dulce e Severina Baracho participarão este ano do 2º Prêmio Ariaimg_3110no Suassuna de Cultura Popular e Dramaturgia. Filhas de um dos mestres da ciranda, Antônio Baracho da Silva, as artistas estiveram, na primeira semana do ano, na secretaria de Turismo e Cultura do município. Foram recebidas pelo secretário  Wellington Thiago. "Vou dar total apoio em todas as etapas do concurso", disse Wellington.  O 2º Prêmio Ariano Suassuna de Cultura Popular e Dramaturgia,  iniciativa do Governo do Estado, destina-se a reconhecer, valorizar e incentivar práticas de transmissão de saberes e fazeres da tradição nordestina.

"Queremos estimular a escrita dramática e revelar novos dramaturgos em Abreu e Lima", destacou o secretário Wellington. Este ano Baracho (in memorian) completa 110 anos. Durante todo este ciclo, a Secretaria de Turismo e Cultura realizará homenagens póstumas ao artista. "Consideramos o maior mestre de ciranda do Estado", disse.
Baracho teve suas cirandas gravadas por artistas como Capiba, Martinho da Vila, Nelson Ferreira, Teca Calazans, Geraldo Azevedo e Lia de Itamaracá. Hoje sua obra é preservada por suas filhas, Dulce e Severina. "As diversas apresentações nas ruas, praças e feiras livres atraem dezenas de pessoas", comentou felizarda Dulce.

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados.