Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Mergulho em águas rasas é a 2ª causa de lesão muscular

Férias e verão, a combinação perfeita para passeios em piscinas naturais, cachoeiras, rios e lagos. Só que é importante ficar atento a alguns cuidados na hora de mergulhar em lugares desconhecidos. O mergulho mal calculado em águas rasas é a 4ª maior causa de lesão medular no Brasil. De acordo com a Sociedade Brasileira de Coluna (SBC), no verão ele passa a ser a segunda maior causa entre pessoas de 10 a 30 anos. O médico Alexandre Arraes, ortopedista do Hospital Jayme da Fonte, explica que os acidentes de carro estão no topo dessa lista, mas no verão a causa principal é o mergulho em águas rasas: “acidentes provocados pelo mergulho em águas rasas aumentam no verão, mas fazem vítimas o ano inteiro”, diz o médico.

O ortopedista explica que, pela gravidade da lesão, é importante que as pessoas atuem na prevenção desse tipo de acidente. Ao mergulhar em locais desconhecidos, é grande o risco de cair com o alto da cabeça em um local raso ou com um banco de areia. Isso pode causar um impacto no pescoço enquanto o resto do corpo ainda está em movimento, ocasionando a fratura de uma ou mais vértebras, fraturas, luxações, paraplegia (paralisia das pernas), tetraplegia (paralisia de braços e pernas), ou até a morte. “Estes acidentes quando não são fatais, deixam sequelas muito graves muitas vezes irreversíveis”, reforça Dr. Alexandre.

O médico ainda faz um alerta para os turistas que vão se aventurar em mergulhos para que, quando não conhecerem o lugar, mergulhem primeiro os pés, “é importante ter certeza que a profundidade é adequada para mergulhar”; não deve-se mergulhar de um local muito alto; evite brincadeiras de empurrar os amigos para dentro de rios, lagos, cachoeiras, etc. Ele acrescenta que caso alguém presencie um acidente desse tipo, a pessoa deve ser retirada da água em bloco, movimentando-a o mínimo possível. Em seguida, uma equipe de paramédicos deve ser chamada para fazer o atendimento e a correta remoção para um hospital.

 SERVIÇO:Hospital Jayme da Fontewww.jaymedafonte.com.br
Endereço: Rua das Pernambucanas, 167, Graças. Fone: (81) 3416.0000

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados.