Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Miguel Coelho anuncia medidas emergenciais para retomar serviços em Petrolina

Pertrolina. Foto meramente ilustrativa. Imagem: Wikipédia
O prefeito de Petrolina Miguel Coelho reuniu a imprensa nesta quinta-feira (05) para falar sobre as dificuldades encontradas no início da gestão. Na oportunidade, o gestor socialista também comunicou uma série de intervenções para reequilibrar a máquina pública e retomar alguns serviços que foram suspensos por falta de pagamentos ou deterioração estrutural. 
Antes da coletiva, os repórteres circularam pela sede da Prefeitura para conhecer o estado de conservação de várias salas e departamentos que apresentam danos estruturais, fiação exposta, vazamentos entre outros problemas. Em seguida, Miguel falou sobre as primeiras ações que tomou para recuperar os equipamentos públicos.  
"A intenção não é procurar culpados mas mostrar para a população o estado degradado que encontramos a prefeitura. Os técnicos da Prefeitura já estão vistoriando todas as estruturas para iniciarmos um mutirão de serviços. Também vamos convocar os Bombeiros para vistoriar os prédios municipais para tornar o processo ainda mais minucioso e transparente. Caso fique identificada a necessidade de interdição de algum equipamento, iremos fazer, mas por enquanto estamos levantando a situação e providenciando o mutirão de manutenção", explicou Miguel depois da coletiva. 
 
Acompanhado pela secretária de Administração, Lucivane Lima, o o prefeito também tratou sobre os atrasos salariais dos servidores da Saúde e Educação. "Já recebemos o Sindicato dos Servidores e informamos que as folhas salariais que não foram pagas pela gestão passada terão que ser negociadas e o que é de nossa responsabilidade será pago. Encontramos muitas dificuldades, inclusive, a falta de pagamento de PASEP e outros direitos. Todas as medidas para regularizar os pagamentos e direitos dos servidores já estão encaminhadas e vamos trabalhar para reequilibrar essas contas o quanto antes", detalhou o prefeito. 
 
Dívida - Segundo um levantamento prévio da Secretaria da Fazenda, a dívida da Prefeitura já ultrapassa cerca de R$ 45 millhões. "Nessa conta não estamos colocando os empréstimos que teremos que assumir no futuro. É importante dizer que ainda não fechamos esse levantamento, portanto, a dívida pode ser maior", relatou Miguel.  
 
Equipamentos deteriorados – Entre os problemas na estrutura dos prédios públicos, a situação mais delicada está no Restaurante Popular e na Superintendência de Transporte. O centro de alimentação já foi interditado por falta de condições de funcionamento. A câmara frigorífica foi arrombada e diversas cadeiras quebradas. No setor de transportes, diversos veículos estão quebrados ou com pneus furados. Foram identificadas duas ambulâncias do Samu danificadas e sem condições de uso. Já no edifício-sede, os técnicos encontraram uma série de problemas na estrutura. A cobertura do prédio está sem manta de proteção, suscetível a vazamentos, diversas salas encontram-se com buracos, rachaduras e mofo. 
 
Telefonia, luz e água - Além dos problemas físicos, o serviço de atendimento da Prefeitura foi prejudicado por conta de atrasos nos pagamentos de contas de água, luz e telefone. A operadora de telefonia já cortou todas as linhas da Prefeitura, enquanto, a Celpe e a Compesa estão com pelo menos três meses de atraso. "Estamos negociando essas dívidas e conseguimos impedir o corte de luz e água. Já o serviço de telefone deve ser reativado em breve, pois procuramos a operadora para equacionar as dívidas e restabelecer as linhas", explicou o prefeito.  
 
Mutirão de serviços nos bairros – Além das medidas na estrutura da Prefeitura, Miguel Coelho adiantou um mutirão de limpeza e nos canais da cidade. "Muitas comunidades precisam de uma faxina geral e já articulamos com as secretarias uma operação para melhorar as condições dos bairros. Queremos começar esse mutirão já neste domingo mostrando à população que estamos empenhados em garantir o funcionamento dos serviços básicos."

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados.