Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Trabalho de Teori permanecerá para sempre, diz Cármen Lúcia

André Richter - Repórter da Agência Brasil

Foto: Nelson Jr

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, disse hoje (19) que o trabalho feito pelo ministro Teori Zavascki permanecerá para sempre. Em nota, a ministra também prestou solidariedade à família do ministro e agradeceu as manifestações de pesar que chegaram a Corte.

"A morte põe fim a uma vida, mas não acabam a amizade, a convivência nobre, gentil e fecunda do amigo dos amigos. Nem a generosidade com todos que caracterizava o ministro Teori Zavascki. O sentimento de dor e de saúde servirá de permanente lembrança para os compromissos que marcaram a vida do ministro, uma responsabilidade nossa, a fim de nos perseverarmos, também em sua homenagem, na mesma trilha", disse a ministra.

Teori morreu na tarde de hoje (19) em um acidente aéreo. O avião que transportava o ministro e mais três pessoas saiu de São Paulo e caiu próximo a Paraty, no Rio de Janeiro.

Mais cedo, os colegas de Supremo, Luís Roberto Barroso e Gilmar Mendes, também se manifestam sobre a morte do colega.

Barroso disse que perdeu um "amigo querido". Para Barroso, o país perdeu um "grande homem". "Teori era um homem íntegro, preparado e trabalhador. Perco um amigo querido, que eu recebia em casa com frequência. O Tribunal perde um juiz especialmente vocacionado. E o país perde um grande homem. Somos todos vítimas de uma trapaça da sorte."

O ministro Gilmar Mendes, que está em férias em Lisboa e, disse, por meio de sua assessoria, que está muito abalado e chocado com a morte do colega.

Edição: Carolina Pimentel



Repercussão
Da Agência Brasil




Morreu hoje (19) o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki. Ele estava a bordo da aeronave que caiu na tarde desta quinta-feira em Paraty (RJ). Teori tinha 68 anos e era ministro do STF desde 2012. Era o responsável pelas investigações da Operação Lava Jato na Corte, tratando dos processos dos investigados com foro privilegiado. A morte de Teori foi confirmada pelo filho do magistrado Francisco Zavascki, em uma rede social.
Políticos, magistrados, juristas e organizações o meio jurídico divulgaram notas lamentando a morte do ministro e relembrando a carreira profissional dele.
Veja abaixo algumas das declarações:

Michel Temer - presidente da República
"Neste momento de luto, manifesto eu e minha equipe aos familiares do ministro e demais integrantes do voo, meus sentimentos de pesar. Teori era homem de bem e orgulho para todos os brasileiros”, disse o presidente. Temer decretou três dias de luto oficial.

Geraldo Alckmin - governador de São Paulo
"O Brasil perde um homem da Justiça; os brasileiros, um dos protagonistas da Justiça. Teori Zavascki era uma das pessoas mais lúcidas e coerentes do Judiciário. Um humanista, tolerante e atencioso com as pessoas e suas diferentes formas de pensar, era modelo de sobriedade do magistrado. Tinha uma capacidade de trabalho invencível. Em seu trabalho criterioso, que há de ter continuidade, milhões e milhões de brasileiros depositavam a esperança de um país melhor e mais justo. Professor e referência no estudo do Direito, Teori Zavascki dignificou o magistério e a magistratura do Brasil. Fará muita falta. Nossos sentimentos e orações às famílias de todas as vítimas do acidente".

Dilma Rousseff - ex-presidente da República
“Como juiz e cidadão, Teori se consagrou como um intelectual do Direito, zeloso das leis e da Justiça. Tive o privilégio de indicá-lo para ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), com ampla aprovação do Senado”, escreveu Dilma em nota.

Instituto dos Advogados de São Paulo 
"O Instituto dos Advogados de São Paulo manifesta imenso pesar pela tragédia que vitimou o ministro Teori Zavascki. Ser humano especial pela sua serenidade, elegância e discrição, o Ministro Teori foi um dos pilares da magistratura do país. Que o seu exemplo de espírito público possa continuar a iluminar o nosso necessitado Brasil", diz o presidente do instituto, José Horácio Halfeld Rezende Ribeiro.

Ministério Público do Rio de Janeiro
O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) também se manifestou o “profundo pesar”. “Teori Zavascki foi um exímio defensor da Constituição Federal, zelando sempre pelos princípios da Carta Magna brasileira e pela aplicabilidade da lei. O MPRJ transmite suas mais sinceras condolências à família e amigos”, diz a nota assinada pelo procurador-geral de Justiça do Estado do Rio de Janeiro,Eduardo Gussem.

Pedro Parente - presidente da Petrobras
O presidente da Petrobras, Pedro Parente, lamentou a morte do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki e lembrou que ele teve firmeza como relator da Operação Lava Jato. “Lamento profundamente o falecimento do ministro Teori Zavascki que relatou com tanta seriedade, firmeza e justiça os processos da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal. É uma grande perda para a Justiça e para o Brasil.”, informou em nota.

Luiz Fernando Pezão - governador do Rio de Janeiro

“Manifesto o mais profundo pesar pelo trágico falecimento do ministro Teori Zavascki. O trabalho realizado por Zavascki como ministro do Superior Tribunal de Justiça e, posteriormente, do Supremo Tribunal Federal merece destaque pela dedicação, discrição e respeito à democracia. Meus sentimentos à família”, disse, em nota.

Henrique Meirelles - ministro da Fazenda
Em nota, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, destacou a integridade do ministro. "O ministro Teori foi um homem sereno, firme, equilibrado, corajoso e de grande integridade. Seu falecimento representa uma grande perda para o país."

Procuradores da Lava Jato no Paraná
"Os procuradores que integram a força-tarefa da Lava Jato na Procuradoria da República no Paraná lamentam o falecimento do magistrado e professor Teori Albino Zavascki, relator da operação no Supremo Tribunal Federal. O ministro Zavascki teve uma trajetória profissional marcada pela lisura e pela seriedade. Sua atuação firme na relatoria da operação honrou o Supremo e foi um louvável serviço prestado ao país".

João Doria - Prefeito de São Paulo
"É com imenso pesar que soubemos do lamentável acidente que vitimou o ministro Teori Zavascki. Perde o país um grande jurista e o Supremo um magistrado da mais alta qualificação".
Edição: Carolina Pimentel

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados.