Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Otto leva público ao êxtase no Pátio de São Pedro


Otto levou público ao êxtase no Pátio de São Pedro. Foto de Leo Mortta/ PCR


O Pátio de São Pedro ficou lotado nessa segunda-feira (27) de Carnaval por causa dos shows de Otto, Maciel Salú e da Família Salustiano, além de Ana Lúcia do Coco e Cristina Amaral. O show mais aguardado da noite foi o do cantor, compositor e percussionista Otto, que subiu ao palco depois da meia noite desta Terça-feira Gorda (28).

O músico pernambucano disse que o show foi um dos últimos da turnê batizada de “Recupera”, em que ele mistura músicas de todos os álbuns, resgatando canções que normalmente não aparecem no setlist de suas apresentações. Depois do Carnaval ele espera lançar seu novo disco, “Ottomatopeia”.

Otto levou o público ao êxtase com sucessos autorais como “Exu Parade”, “Dias de Janeiro”, “TV a Cabo”, “Quem Sabe Deus”, “Lavanda”, “Saudade” e “Cuba”. Com sua marcante presença de palco, o cantor dançou bastante e fez o público dançar e cantar junto com ele. “Amo tocar no Pátio de São Pedro, que é um dos lugares mais bonitos e charmosos de Pernambuco. É uma honra fazer show aqui na minha capital maravilhosa. Adoro fazer esse público dançar”, disse o ex-percussionista da primeira formação da Nação Zumbi e do Mundo Livre S/A, que estava com os cabelos pintados de rosa.

RABECA – Antes do show de Otto, a rabeca tomou conta do Pátio de São Pedro. Trajado com um vestido vermelho com dourado, grandes brincos dourados e colares coloridos, o rabequeiro, cantor e compositor pernambucano Maciel Salú uniu a tradicional rabeca ao som eletrônico, mesclando músicas de seus quatro CDs com duas músicas novas que farão parte de seu próximo álbum: “Maracatu sem lei” e “Chegou Pereira”. O novo disco será gravado neste primeiro semestre, para ser lançado em 2018.

Antes da gravação do quinto álbum, o filho do Mestre Salustiano (um dos principais rabequeiros de Pernambuco, que faleceu em 2008) iniciará uma turnê para levar o quarto CD, “Baile da Rabeca”, a nove cidades brasileiras, a partir de maio. O trabalho passa por diversos ritmos, como forró de rabeca, samba, marchinha, coco e cúmbia. No fim da apresentação, Maciel Salú saiu do Pátio de São Pedro para se apresentar no Marco Zero, onde tocou junto com a Orquestra Contemporânea de Olinda, da qual faz parte.

Também responsável por manter vivo o legado cultural deixado pelo Mestre Salustiano, a Família Salustiano e a Rabeca Encantada foi outra atração da noite desta segunda. Com mais de 20 músicos e dançarinos brincantes em cena, o espetáculo de música e dança foi um encontro de gerações da família Salustiano, num lindo show que misturou maracatu, coco, cavalo marinho, caboclinho e ciranda. As únicas músicas não autorais foram os dois frevos que encerraram a apresentação: “Elefantes” e “Vassourinhas”. O grupo existe desde 1995.

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados.