Curta o Paulista Atualizado no facebook e receba todas as nossas atualizações!

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

Recbeat brilha nesta segunda com os shows da cubana La Dame Blanche e As Bahias e a Cozinha Mineira

Nessa segunda-feira (27) de Carnaval, o Polo Alfândega brilhou. Primeiro os foliões mirins curtiram muito frevo com a banda infantil Tio Bruninho. Sereias, super heróis e até a Joaninha, Íris Santiago, de quatro anos, que foi curtir com os pais. “Ela adora carnaval, desde bebê trazemos ela para o Recife Antigo. Gostamos bastante porque a família inteira aproveita”, afirmou a mãe, Janaína Santiago. O palco, montado na praça de eventos do Shopping Paço Alfândega, recebeu ainda orquestra de frevo, além de música de cordel com motivos infantis.
Do lado de fora, no palco do RecBeat, o festival mais alternativo do Carnaval, quem abriu a noite foi o DJ Guilherme Gatis, que fez um set list que passeou por brasilidades, música indie e rock. Ele foi o DJ da noite, sem deixar ninguém parado entre uma banda e outra. A primeira banda a subir ao palco foi Dez Mona, da Bélgica, que misturou jazz, rock e música experimental. Na sequência, foi a vez do pernambucano Vitor Araújo apresentar seu segundo disco, Levaguiã Terê, que traz muita percussão junto com o instrumento principal de Vitor, o piano.
Um dos shows mais supreendentes da noite foi da cubana La Dame Blanche. Poderosíssima, a cantora e musicista mistura hip hop, cumbia e reggae. “O melhor do RecBeat é poder ser surpreendido com coisas como essa. Uma apresentação muito completa, ela é maravilhosa”, elogiou o estudante Marcílio Freitas, 27 anos.
A banda mais esperada desta segunda-feira no RecBeat foi, sem dúvida, As Bahias e a cozinha mineira, de São Paulo. Formada pelas cantoras trans Raquel Virgínia e Assucena Assucena, o grupo atraiu o maior público da noite, que cantou junto todas as músicas, sempre com um teor libertário e contra o machismo e a homofobia. “Vai ter mulher trans no palco sim!”, e “machistas não passarão”, marcaram as falas da cantora Raquel Virgínia. “Elas são incríveis, falam o que todos nós gostaríamos de dizer e elas nos representam”, afirmou Gilson Costa dos Santos, que se intitula “o maior fã da banda”.

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários ofensivos não serão publicados.